Super Furry Animals (Foto: Tom Sheehan)

POP ESTRANHO
Novo disco do Super Furry Animals mostra o acúmulo de estranheza pop no som desses galeses
Por Mariana Mandelli

Conhecida por seu indie-pop-rock, pelos discos sempre elogiados e pelo sucesso da música “Hello Sunshine”, a banda Super Furry Animals, também popular como “SFA”, the “Furries” ou “Super Furries”, lança agora seu oitavo disco, Hey Venus!. Formado em 1993, na cidade de Cardiff, o grupo conta com Gruff Rhys (vocal principal e guitarra), Huw “Bunf” Bunford (guitarra e vocais), Guto Pryce (baixo), Cian Ciaran (teclados, sintetizadores, guitarras, vocais e outros instrumentos eletrônicos) e Dafydd Ieuan (irmão de Cian, responsável pela bateria e pelos vocais).

Antes de formarem a banda, todos os integrantes já haviam ganhado certa notoriedade no cenário musical do país por participarem de outros projetos – o próprio Gruff Rhys fazia parte do Emily e do Ffa Coffi Pawb.

Juntos, resolveram chamar a banda de Super Furry Animals, pois a irmã de Gruff fazia camisetas para o Acid Casuals, um grupo de moda, e, em algumas delas, a tal frase vinha estampada. O SFA é um dos precursores do estilo post-alternative rock e um dos líderes do movimento da cena rock do País de Gales, que ocorreu em meados dos anos 90. No caldeirão de sons do grupo, os ingredientes são variados: punk rock, power pop, indie rock, rock progressivo e até mesmo tecno. Tudo isso, misturado ao talento musical dos membros da banda, resulta muitas vezes em canções com um toque de dream pop e letras com inclinações esquerdistas.

As influências dos Beatles são claras, pois o som da banda incorpora diversas características do britpop convencional, sem deixar de carregar generosas doses de psicodelia – traços de David Bowie e Pink Floyd, principalmente, são notáveis.

O primeiro EP e o primeiro contrato – com a Ankst – veio em 1994 e se chamava Llanfairpwllgwyngllgogerychwyrndrobwllynyngofod (In Space) (sic) todo cantado em galês. Veio o segundo EP e os primeiros shows na Inglaterra, o que destacou a banda. O debut só veio em 1996: , e foi bem recebido pela crítica.

De 1996 para 2007, quase onze anos depois, a banda já lançou mais sete álbuns: Radiator (1997), Guerrilla (1999), Mwng (2000), Rings Around the World (2001), Phantom Power (2003), Love Kraft (2005) e Hey Venus! (2007), o mais recente, fazendo do SFA uma das maiores e mais aclamadas bandas do indie rock atual.

LEIA A CRÍTICA DO SÉTIMO DISCO DO SUPERFURRYANIMALS, HEY VENUS!

Sem mais artigos