SÃO

O curta-metragem pernambucano São, de Pedro Severien, será exibido hoje às 19h30, com entrada franca, no Cinema da Fundação. Com Júlio Andrade (de “Cão sem Dono”), Simone Spoladore (de “Lavoura Arcaica”) e Germano Haiut (de “O Ano em Que meus Saíram de Férias”) no elenco, o diretor Severien investiga os limites da privacidade numa relação conjugal nesse novo trabalho.

O filme conta a história de Lúcio, que descobre uma carta escrita pelo pai pouco antes dele morrer. O conteúdo da carta é tão perturbador que ele se deixa envolver numa aura de silêncios e vácuos. Uma nostalgia mórbida traz a tona uma percepção doentia do seu relacionamento com Maria Luísa. Tornam-se incomunicáveis, provocando mútuo desencanto, e os dois iniciam um perigoso jogo de poder.

O filme estreou na 12ª Mostra de Cinema de Tiradentes, no dia 28 de Janeiro, na seleção de curtas em 35mm. Pedro Severien é produtor e diretor de vídeo e cinema, com Mestrado na Universidade de Bristol, Inglaterra, em Produção de Cinema e Televisão.

Sem mais artigos