Em carreira internacional de vento em popa, o ator Rodrigo Santoro estará no Festival de Cannes para a estréia do longa Che, de Steven Soderbergh. No filme, seu papel é polêmico: será o cubano revolucionário Raúl Castro. O longa contou com o apoio do Centro Che Guevara, em Havana, para fazer ma adaptação dos diários de Che durante a revolução que começou em Cuba, ao lado de Fidel Castro e seu irmão, Raúl, nos anos 1950.

Com quatro horas, o filme foi dividido em dois: “O Argentino” e “Guerrilha” — e será exibido em duas partes no festival. Esta será a segunda vez de Santoro em Cannes, após sua ida com Carandiru cinco anos atrás. Ele também estará no festival com o argentino Leonera, que assim como Che é falado em espanhol e está na competição do festival.

Sem mais artigos