Indies da california não evoluem em disco novo

Rogue Wave

ROGUE WAVE
Asleep At Heaven’s Gate
[Brushfire, 2007]

Rogue Wave - Asleep At Heaven’s GateDepois de uma estréia que passou desapercebida pela maioria em 2003 com Out Of The Shadow, o Rogue Wave retorna de gravadora nova (trocaram a Sub Pop pela Brushfire) com Asleep At Heaven’s Gate. Formado em Oakland, California por Zach Rogue (vocais, guitarra e cabeça da banda), Pat Spurgeon (bateria), Gram LeBron (guitarra) e Patrick Abernethy (baixo), o som do grupo além de não evoluir nada em três discos, não traz novidades ao indie-rock.

Mais uma vítima da crise que o gênero vive nesta metade de século, a banda se perde nas diversas vertentes que vão da ópera rock em “Harmonium”, passando pela morosidade à la Coldplay em “Chicago X 12”. Produzido por Roger Moutenot do Yo La Tengo, o álbum teve a pretensão de ser o mais denso dos três discos do grupo, com letras mais elaboradas e instrumentação idem. No entanto, não foi desta vez que o Rogue Wave algo relevante. [Paulo Floro]

NOTA: 5,0

Sem mais artigos