PISTA DE DANÇA EM DEBATE
Robyn encerra ousado projeto eletrônico e coloca o dance music em novo patamar

Um dos projetos mais bensucedidos do dance music nos últimos anos acaba de chegar ao fim. A cantora sueca Robyn lançou nesta semana a última parte da trilogia Body Talk. Este EP termina um trabalho iniciado em junho deste ano e colocou a música eletrônica para as massas – como alguns detratores chamam o dance – em um novo patamar. Pra completar, a cantora ainda conseguiu fazer um trilogia conceitual com sucesso de crítica e sucesso de vendas. Essa vai ser difícil de superar.

A parte 3 do projeto de Robyn mantém a qualidade dos trabalhos anteriores. Versando sobre a pista de dança como divã e o corpo como mais importante meio de expressão, ela fez uma espécie de uma metalinguagem da própria dance music. E fez isso apenas com hits. Nenhum interlúdio ou enrolação foi preciso para a cantora deixar bem explícito suas ideias nesses álbuns. Esta terceira parte é um EP com seis músicas, todas incrivelmente dançantes e com refrões convidativos.

Quem já tem os discos anteriores pode ouvir o Body Talk na íntegra, apenas colocando todas as MP3 em uma única pasta e renomeando. Ou comprar o disco que reúne as três partes. É um tracklist poderoso, que mostra que a sueca articulou tudo com antecipação. Fábrica de fazer hits, Robyn surgiu no meio dos anos 1990, quando era apenas mais uma entre diversas bandas e DJs que animavam pistas dance da Europa. Logo produtores viram seu potencial e a ajudaram a se projetar com mais eficácia dentro do cenário da eletrônica.

Ela então abraçou essa trilogia e conseguiu respaldo da crítica, o que aumentou seu prestígio e lhe deu novo significado dentro da música pop. Depois desse projeto, qualquer coisa que fizer terá olhos atentos em busca de novas pérolas como “Fembot” ou “Dancing On My Own”. Falando especificamente dessa parte 3, “Indestructible”, “Time Machine” e “Call Your Girlfriend” são as melhores, se é que é possível num disco irrepreensível como esse.

Veja a tracklist completa de Body Talk, agora que os três álbuns foram lançados.

1. Fembot (pt. 1)
2. Don´t fucking tell me what to do (pt. 1)
3. Dancing on my own (pt.1)
4. Indestructible (pt.3)
5. Time Machine (pt. 3)
6. Love kills (pt. 2)
7. Hang with me (pt. 2)
8. Call your girlfriend (pt. 3)
9. None of dem (pt. 1)
10. We dance to the beat (pt. 2)
11. U should know better (pt. 2)
12. Dance hall queen (pt. 1)
13. Get myself together (pt. 3)
14. In my eyes (pt. 2)
15. Stars 4-ever (pt. 3)

ROBYN
Body Talk Pt. 3
[Konichiwa, 2010]
NOTA: 9,0

ROBYN
Body Talk Pt. 2
[Konichiwa, 2010]
NOTA: 8,0

ROBYN
Body Talk Pt. 1
[Konichiwa, 2010]
NOTA: 9,5

Sem mais artigos