Apostando todas as fichas na moda praia, os realizadores do Rio Summer garantem que o evento se firmará no calendário e ganhará reconhecimento e prestigio internacional se tornando o maior do gênero no mundo.

De 05 a 08 de Novembro o Rio de Janeiro serve de cenário para a semana de moda praia e verão que antes mesmo de sua primeira edição já atraiu olhares tanto do Brasil, quanto do mundo.

Assim como as outras semanas de moda, o Rio Summer é um grande negócio que tem investimento de R$ 10 milhões e somente tem acesso a quem interessa: compradores, imprensa e convidados vip para dar mais brilho aos desfiles.

Espantando a crise mundial e de olho em um mercado crescente de moda praia que segundo a edição 2007 do Global Marketing Review of Swimwear and Beachwear movimenta algo em torno de U$ 12 bilhões por ano em todo mundo. E não é atoa que o evento quer brigar de frente com seu similar em Miami, só no Brasil a cada ano é movimentado cerca de R$ 2,5 bilhões, colocando o Brasil como o primeiro no mundo em consumo de moda praia. Cerca de 15% da produção de toda a indústria têxtil nacional. Por isso as perspectivas de crescimento do evento são tão boas e deixam ainda mais otimistas seus realizadores.

Idealizado por Nizan Guanaes e realizado por sua empresa de branding e conteúdo, a N-Idéias, o Rio Summer quer vender ao mundo o lifestyle carioca e fazer com que o Rio assuma o posto de capital mundial da moda praia e de verão.

Para buscar esse reconhecimento, Nizan conta com nomes como Carlos de Souza, braço direito de Valentino por mais de 20 anos e Robert Forrest que já trabalhou com marcas como Armani, Ungaro e Calvin Klein.

“Estamos investindo neste evento porque acreditamos firmemente que esta é a praia do Rio e do Brasil. Não é possível que este lugar seja ocupado por Miami, apesar de todo o respeito que eu tenho por essa cidade. Até porque o Miami Swimwear Week está muito mais para feira de vendas do que evento de moda e lifestyle” – Comenta Nizan.

Para materializar todo este conceito em moda usável e consumível, os organizadores convidaram grandes marcas do setor, mas que tem uma preocupação com a sustentabilidade em todo o processo de criação e que produzem de acordo com os padrões internacionais de qualidade.

O Rio Summer será um evento que também se preocupa com o meio ambiente, impossível de ser ignorando em se tratando de moda praia. Em parceria com a Unesco, acontecerão seminários e projetos de conscientização social.

O Forte de Copacabana irá abrigar os 17 desfiles em duas tendas com capacidade para 400 e 300 pessoas e um espaço para as marcas apresentarem suas coleções de maneira mais personalizada. Já no Hotel Fasano fica concentrado os eventos mais exclusivos, como show prive de Caetano Veloso e cerca de 100 convidados internacionais, entre celebridade, compradores e editores de grandes publicações.

O palco está montado e a atenção da imprensa nacional e internacional focada no Rio. Agora é aguardar para a próxima quarta feira quando a cidade inicial sua caminhada para se tornar a capital mundial de moda praia e verão.

LineUp

Quinta, 06/11
14h Carlos Miele
16h30 Blue Man
18h Salinas
19h30 Adriana Degreas
22h 284

Sexta, 07/11
13h30 Cris Barros
15h Iódice
16h30 Rosa Chá
18h Totem
19h30 Isabela Capeto

Sábado, 08/11
11h Jo de Mer
14h Triya
16h30 Raia de Goeye
18h Cia. Marítima
20h30 Osklen/Lenny

www.popmag.com.br

Sem mais artigos