Delicada obra de Lucy Knisley trata de relações familiares e velhice a partir de uma viagem da autora com seus avós em um cruzeiro

Lidar com a ideia da nossa própria mortalidade é uma das questões mais poderosas apresentadas em Deslocamento – Um Diário de Viagem, uma das melhores HQs lançadas este ano, de autoria de Lucy Knisley, que saiu pela Nemo. Best-seller nos EUA há dois anos, a obra autobiográfica conta a história de uma jovem e seus avós em um cruzeiro pelo Caribe.

Saindo do inverno frio de Nova York para um ambiente totalmente diferente, a autora mostra a fuga tropical de seus avós idosos, de 91 e 93 anos, que são residentes em um asilo. Nessa jornada, inóspita em um primeiro momento, Lucy acaba descobrindo mais sobre si mesma e acaba tendo um entendimento maior sobre diversos assuntos, como relações familiares, decadência do corpo, velhice e morte.

A viagem também a conecta com o passado de seu avô, assunto pouco abordado em sua família. A partir do diário do avô, um ex-combatente aéreo na Segunda Guerra Mundial, Lucy vai construindo uma nova relação com ele. O livro oscila essas duas atmosferas: o clima tropical ostensivamente alegre de um cruzeiro pelo Caribe e as aventuras de um jovem soldado em uma época de guerra.

Lucy Knisley tem uma narrativa cheia de detalhes, que misturam texto em prosa, quadrinhos, ilustração e manuscritos. Esse mix de estéticas dá um dinamismo à leitura e cria uma conexão forte. É um tipo de história que ganha ainda mais peso emocional pelo fato de ser contada na linguagem dos quadrinhos. As cenas em que precisa reconhecer a gravidade da senilidade de sua avó ou o fato de que seu avô não consegue fazer a própria higiene, são bem tocantes. A maior parte do livro vemos Lucy com um olhar complacente sobre eles, tentando compreendê-los, mas a jornada é também pessoal, com uma busca íntima, que a confronta sobre diversos temas.

Tornar-se vulnerável ao falar de seus medos e inseguranças e expor à família faz da autora uma legítima representante da linhagem autobiográfica das HQs norte-americanas, que já tem nomes célebres como Alison Bechdel e Chester Brown. É ótimo ver Lucy Knisley publicada no Brasil. Há um outro livro bem interessante dela, An Age of License, que inclusive, se passa em um momento da vida da autora antes de Deslocamento. Ela também é autora de Relish, que fez bastante sucesso quando saiu nos EUA, em 2013.

Compre com desconto na Amazon.

Leia uma entrevista da autora para o blog Vitralizado.

Sem mais artigos