O longa Azul Escuro Quase Negro é um dos longas exibidos (Foto: Divulgação)

Recife recebe na próxima semana um ciclo do cinema espanhol, com clássicos como Marcelino, Pão e Vinho, ¡Benvenido, Mr. Marshall!, La Soledad, entre outros. Todas as sessões serão gratuitas e acontecem no Cinema da Fundação, no Derby. Os filmes fazem parte da mostra Cine Espanhol – Uma Crônica Visual, que traz ainda uma exposição de fotos e cartazes.

A exposição começa dia 8 e vai até o dia 31 de maio, na Fundaj. Serão 80 fotografias, 20 cartazes e um vídeo sobre a produção cinematográfica do cinema espanhol. A curadoria é de Jesus Garcia Dueñas, que já levou o projeto para Paris, Pequim, Roma e no Brasil, de Brasília, veio para direto para o Recife.

No ciclo de cinema, os destaques ficam com os melodramas existenciais e o universo feminino retratados em obras como Calle Mayor, de Juan Antonio Bardem. Veja abaixo os horários e as sinopses dos filmes, que começam a ser exibidos na próxima segunda (7). O evento é organizado pela Fundação Joaquim Nabuco e o Instituto Cervantes do Recife.

¡Bienvenido, Mr. Marshall! (1953 – 95 min)
Data: 07/05/2012
Hora: 19h30
Direção: Luis García Berlanga
Apta para todas as idades

Años 50. Villar do Rio é um pequeno povoado tranquilo, pobre e esquecido, onde nunca acontece nada. Porém, no mesmo dia em que chega a cantora folclórica Carmen Vargas e seu representante, se recebe a notícia da iminente visita de uma comissão do Plano Marshall (projeto econômico americano para a reconstrução da Europa). A novidade provoca um grande rebuliço entre as pessoas e o prefeito bonachão (Pepe Isbert) propõe que os vizinhos se fantasiem ao mais puro estilo andaluz para causar boa impressão nos americanos que vêm distribuir dinheiro.

Bajo las estrellas (2007 – 107 min)
Data: 07/05/2012 (Comédia de Costumes)
Hora: 21h10
Direção e Roteiro: Félix Viscarret
Não recomendada para menores de 13 anos

Benito Lacunza, um trompetista fajuto, um crápula e um folgado desarrumado que vai pela vida aos tropeços, volta para sua cidade natal em Navarra para assistir ao enterro de seu pai. Ali se inteira de que seu bondoso irmão Lalo, está a ponto de casar-se. Sua noiva é Nines, uma mãe solteira prematuramente castigada pela vida, a quem Benito conhece de suas farras adolescentes. Assim, logo resolve livrar seu irmão de Nines, mas não conta com a Ainara, a filha dela, com quem Benito acabará travando uma insólita amizade.

Muerte de un Ciclista 1956 – 88 min
Data: 05/05/2012 (Melodrama Existencial)
Hora: 18h30
Direção e Roteiro: Juan Antonio Bardem
Não recomendada para menores de 7 anos

Maria José e Juan, ao voltar de um encontro amoroso, atropelam um ciclista com o carro, matando-o. Há tempos foram namorados; depois, Maria José se casou com Miguel, e Juan, para não perdê-la, virou seu amante. Estão obcecados pela sombra do ciclista morto, abandonado na estrada. Têm medo de tudo e de todos; medo de que se descubra sua intriga amorosa e de perderem, cada um, sua posição social. A situação vai se complicando até desencadear trágicas consequências.

Azuloscurocasinegro (2006 – 105 min)
Data: 05/05/2012 (Melodrama Existencial)
Hora: 20h20
Direção e Roteiro: Daniel Sánchez Arévalo
Não recomendada para menores de 13 anos

Jorge herdou o trabalho de seu pai depois de que este sofreu um enfarte cerebral. Entretanto, luta contra um destino que parece inevitável. Nos últimos anos se esforçou por fazer seu trabalho, cuidar de seu pai e estudar uma profissão. Agora seu empenho é encontrar outro emprego. Através de seu irmão, conhece a Paula, com quem construirá uma estranha relação que levará Jorge a deixar de sentir-se responsável por tudo e enfrentar seus desejos, evitando o que outros esperam dele. Então tudo poderia ser diferente… ou não.

Calle mayor (1956 – 95 min)
Data: 09/05/2012 (Universo Feminino)
Hora: 18h40
Direção e Roteiro: Juan Antonio Bardem.
Não recomendada para menores de 7 anos

Um grupo de amigos de uma cidade provinciana dos anos cinquenta que para combater o tédio passam o tempo de brincadeiras. Um deles, Juan, fingirá que se apaixonou por Isabel, uma jovem de 35 anos a caminho de tornar-se uma solteirona, apesar de seus encantos. Ela se ilude como uma menina de 16 anos diante do que crê, ser o amor. A coisa vai crescendo em intensidade até que ele não vê mais como sair do engano.

Tres dies amb la família/Tres días con la família (2009 – 86 minutos)
Direção: Mar Coll
No recomendada a menores de 12 años

Léa viaja subitamente a Girona onde seu avô paterno acaba de falecer. Ali lhe espera sua família, a que não via desde que partiu ao estrangeiro. A morte do patriarca dos Vich i Carbó é a desculpa perfeita para forçar a convivência entre seus descendentes. Os três dias do velório, a missa e o enterro são bons momentos para observar esse jogo de aparências de uma burguesia conservadora em que todos os problemas são evidentes mas nunca explícitos. Léa recusa este mundo hipócrita que gruda na sua pele como uma roupa feita a medida.

Sem mais artigos