A partir de hoje, Recife recebe mais um festival francófono. Em comemoração ao Ano da França no Brasil, a Prefeitura do Recife patrocina o projeto Présence et Passé du Cinema Français, organizado pela Associação Bem-te-vi e pela produtora Armazém Du Film. O projeto que tem o apoio da Embaixada da França no Brasil e do Ministério da Cultura, vai trazer uma seleção de filmes franceses.

O festival Présence et Passé du Cinema Français é itinerante e deve passar por várias capitais e grandes cidades do Brasil. No Recife, a primeira parada, serão cinco dias de programação que envolve exibição de clássicos, inéditos, debates com autores e ainda oficinas com profissionais que trabalham por trás das câmeras. A maratona está dividida em temas, visando auxiliar o público na escolha das atividades pretendidas. São eles:

Atores e Diretores – que trata da tendência que alguns atores tem de passar para trás das câmeras. Dentro da temática, o festival exibirá filmes dirigidos por atores e filmes que contam com diretores no elenco. Na abertura, estará presente o jovem ator Firat Ayverdi – aclamado por sua interpretação em Welcome, de Philippe Lioret. Após cada projeção, um debate aberto será iniciado.

Documentários – com importantes docs da cinematográfica francesa. Foram convidados para debaterem os filmes nomes como Carim Azedinne, Marie-Anne Sorba e Jean-Marc Cazenave.

Clássicos – Títulos inesquecíveis para serem vistos ou revistos.

As Crianças no Cinema – Nesta seleção, o público assistirá filmes que mostram o olhar de alguns diretores sobre esta fase da vida.

Cinema Contemporâneo Francês – Um pequeno panorama do que está sendo produzido atualmente na terra onde nasceu a nouvelle vague.

Oficinas de Cinema – O festival Présence et Passé du Cinema Français traz para o público recifense oficinas inéditas no Brasil. Os interessados em participar devem enviar email para o endereço armazemdufilm@gmail.com com breve currículo, carta de intenção e dados para contato.

Restauração de filmes e efeitos especiais – A restauração, Transição, Efeitos: ministrada por Stéphanie Boutinaud, que trabalha na supervisão de efeitos especiais e é especialista em restauração, tendo recuperado todo o material cinematográfico do diretor Claude Sautet. Boutinaud trabalhou por anos no laboratório Éclair e ainda diretores como Julie Gavras, Alain Corneau e Guy Ritchie. A oficina de Restauração e efeitos especiais acontece no dia 21 de agosto, sexta-feira

Produção – A oficina ministrada por Brigitte Faure acontece no dia 24 de agosto (segunda-feira) e vai tratar dos eixos da produção francesa contemporânea e de acordos de co-produção. Faure é membro da Comissão Cinema da Região Ilê de France. É formada em Europe Business School e atualmente é encarregada do curso “A Direção de Produção” da Escola Superior de Estudos Cinematográficos de Paris. Também atua como diretora de produção, produtora executiva e administradora junto a diversos diretores do cinema francês e mundial.

Serviço
Présence et Passé du Cinema Français
De 20 a 25 de agosto de 2009
Teatro Apolo, Rua do Apolo, 121 – Bairro do Recife

Programação
20/08 – Quinta-feira
20h – Abertura Oficial

CURTA METRAGEM: Oktapodi (vários /2007/2,5 min.), inédito – Indicado para o Oscar 2009 de melhor Curta de Animação

CONTEMPORÂNEO: Bem-vindo (Philippe Lioret/2009/110 min), inédito

21/08 – Sexta-feira

10h – OFICINA DE CINEMA: Restauração de filmes e efeitos especiais por Stéphanie Boutinaund

14h – FILMES CLÁSSICOS: O rei e o pássaro (Paul Grimault/1980/81 min)

16h – FILMES CLÁSSICOS: Lola (Jacques Demy/1961/85min)

18h – ATOR/DIRETOR: O pequeno tenente (Xavier Beauvois/2005/110min)

20h – CURTA METRAGEM: Oktapodi (vários /2007/2,5 min.)

DOCUMENTÁRIO: 68 não para (Fred Hilgemann/2008/56min)

DEBATE COM DIRETORES

22h – ATOR/DIRETOR: Sensual demais (Jean-Marc Barr e Pascal Arnould/2000/100min)

22/08 – Sábado

14h – CRIANÇAS NO CINEMA: Brinquedo proibido (René Clément/1952/86min)

16h – CONTEMPORÂNEO: Reis e rainha (Arnaud Desplechin/2004/150min)

18h – CURTA METRAGEM: Lês yeux au plafound (Mathieu Amalric/1993/16min) – inédito

DOCUMENTÁRIO: Le pain et Le lait (Carim Azeddine e Xavier De La Veja/2007/56min) – inédito

DEBATE COM DIRETOR

20h – DOCUMENTÁRIO: Sur lês traces de Gustave Eiffel (Charles Berling/2009/52min) – inédito

CRIANÇAS NO CINEMA: Zero em comportamento (Jean Vigo/1933/41min)

22h – ATOR/DIRETOR: Chacun as nuit (Pascal Arnold e Jean-Marc Barr/2006/95min) – inédito

23/08 – Domingo

14h – FILMES CLÁSSICOS: Pickpocket (Robert Bresson/1958/75min)

16h – CURTA METRAGEM: Léntre deux (Marcelo Novais Teles/2007/10min) – inédito

DOCUMENTÁRIO: Lépreuve dês urnes (Fred Hilgemann/2007/52min) – inédito

18h – CRIANÇAS NO CINEMA: Le vieil homme ET lénfant (Claude Berri/1967/90min)

24/08 – Segunda-feira

10H – OFICINA DE CINEMA: Produção e co-produção por Brigitter Faure

14h – FILMES CLÁSSICOS: Meu tio (Jacques Tati/1958/117min)

16h – CONTEMPORÂNEO: Sobre meus lábios (Jacques Audiard/2001/115min)

ENCONTRO COM A PRODUTORA EXECUTIVA BRIGITTE FAURE

18h – DOCUMENTÁRIO: Fla-flu (Pierre Goismier/2003/52min)

DOCUMENTÁRIO: Não há stress em Speluncatu (Marcelo Novais Teles/2008/52min)

20h – CURTA METRAGEM: Um petit bol d’air (Marcelo Novais Teles/2007/8min) – inédito

ATOR/DIRETOR: Mange ta soupe (Mathieu Amalric/1997/75 min) – inédito

25/08 – Terça-feira

14h – FILMES CLÁSSICOS: O rei e o pássaro (Paul Grimault/1980/81min)

16h – FILME SURPRESA

18h – CURTA METRAGEM: Lês yeux au plafond (Mathieu Amalric/1993/16min) – inédito

DOCUMENTÁRIO: 68 não para (Fred Hilgeman/2008/56min)

20h – CURTA METRAGEM: Oktapodi (vários /2007/2,5 min.)

CONTEMPORÂNEO: A questão humana (Nicolas Klotz/2007/143min)

Sem mais artigos