O rapper Rashid trouxe a oralidade de suas letras e a facilidade na escrita para Ideias que rimam mais que palavras – Vol. 1, primeiro livro com sua assinatura, lançado em maio. A obra marca a comemoração de dez anos de carreira do músico. Agora ele se prepara para adentrar o novo ambiente da literatura em um dos maiores eventos do gênero, a Bienal do Livro de SP.

Rashid conta sua história enquanto visita algumas letras do começo de sua carreira e faz isso com a mesma levada das poesias. No livro, no entanto, nem tudo é beleza ou só freestyle: Rashid divide técnicas de rimar, como escreveu (e superou) algumas de suas barras e como passou todos os dias dos últimos 15 anos com o foco na missão de quem quer transformar realidades.

O encontro na 25ª Bienal Internacional do Livro acontece dentro do Salão de Ideias “Música Pop Brasileira”. O encontro discute a influência da música pop internacional na cultura musical do Brasil e traça perspectivas diferentes sobre o assunto com autores, pesquisadores e artistas.

Junto a Rashid, a mesa reúne Larissa Ibúmi Ferreira, historiadora e escritora feminista, autora do livro Vozes Transcendentes (2018), Julio Ludemir, escritor, jornalista, roteirista e um dos idealizadores do filme Batalha do Passinho, e Antônio Maurício, professor e estudioso da música e tradições culturais do Pará.

Sem mais artigos