Discutir as roupas, real utilidade dos utensílios, do pensamento, das vontades, da comida, dos sapatos, o papel dos pés em nossa vida, definições sobre o que é a justiça, a vida, a morte, o que é a revolução, o que é a paz, o que é um tapa….Em “O torcicologologista, excelência”, o português Gonçalo M. Tavares nos conta tudo isso em uma série de diálogos que deveriam ser emoldurados.

O livro é originalíssimo em sua forma, não há nada igual por aí. Ou pelo menos que trate, em diálogos aparentemente banais, assuntos que, a priori, parecem superficiais, mas são essenciais para compreender o mundo e entender o outro.

Os personagens são pura linguagem. Sequer tem nomes. Não sabemos corretamente quem fala o quê. Mas aos poucos vamos compreendendo que o confronto central nesse romance genial é o embate entre o futuro e o passado. Tavares redimensiona os entendimentos que conhecemos sobre o que é o passado e o que é o futuro. Eles não são tempos consequentes ou separados. São a mesma coisa. Estão no mesmo tempo e lugar, como no trecho:

"Todos nós temos um enorme passado à nossa frente".

O livro é cheio de conceitos geniais, frases incríveis, percepções que só teríamos se, no meio desse mundo repleto de banalidades, nós parássemos para questionar a verdade em torno delas.

“O torcicologologista, excelência” é um livro subversivo que nos grita o quanto nosso cotidiano de redes sociais, engajamento, profissão e blá blá blá, são insuportáveis. Excelência, estamos todos à beira da loucura.

O torcicologologista, excelênciaa
Gonçalo M. Tavares
Ed. Dublinense
R$ 39,90