.
Fiquei absolutamente indócil ao descobrir que a ex-atriz global Leila Lopes seria a mais nova estrela da Brasileirinhas. Aliás, essa grande sacada da produtora pornô em associar seus produtos a nomes de peso como Alexandre Frota, Mateus Carrieri, Gretchen e até mesmo a mais turbinada das chacretes, Rita Cadillac é um verdadeiro assombro. Atire a primeira pedra quem ainda não assistiu a algum dos filmes da empresa.

Deixa ver se eu me explico. Acho que só há dois tipos de pessoas: as que gostam de sexo e as que mentem. Com a indústria pornográfica a coisa funciona mais ou menos da mesma forma. Aliás, é um dos segmentos de mercado que vem crescendo vertiginosamente, conforme atesta uma reportagem da Revista Imprensa (edição 214, de julho de 2006, pra ser mais precisa).

A matéria era focada na indústria editorial brasileira que veicula produção pornô. Sem citar nomes, a reportagem afirmava que todas as grandes editoras nacionais possuem, sim, uma linha neste segmento. Trocando em miúdos, a reportagem dizia que as revistas e produtos pornô eram iguais às filhas prostitutas: ‘São elas que botam dinheiro na mesa, mas nunca são assunto do jantar de família’.

Pois bem. Eu assisti aos filmes do Alexandre Frota. Ele nasceu pra isso! Não sei como perdeu tanto tempo tentando ser um galã sendo aquele cafuçu-orangotando-com-cara-de-peguéte. Um verdadeiro ‘ixpetáculo’ em cena. Praticamente um Rocco Sifreddi debaixo do Equador (e não existe pecado deste lado, diz a lenda). E se você NUNCA viu um filme de Rocco Sifreddi eu ouso dizer: ou não gosta de sexo ou nunca viu um pornô de verdade na vida. O cara é o que há! Seguindo a maratona de famosos no segmento: Mateus Carrieri (três filmes aos quais ainda não assisti), Rita Cadillac (também não assisti) e Gretchen. Ah, a Gretchen… Tsc-tsc-tsc… Uma verdadeira bomba o filme: além da performance pífia, a anatomia da ex-rainha do freak le boom boom não ajuda. Haja lipo, silicone e cicatriz de milhares de plásticas (que as câmeras, numa tentativa hercúlea, tentam esconder).


Carlos Bazuca (conhecido pelo slogan: 22 cm de puro prazer) e Leila Lopes na festa de lançamento do primeiro longa erótico, Pecados & Tenações, no bar da Brahma

.
Bom, voltemos à saga da Leila Lopes. Depois do anúncio na rede, ficamos eu e meus colegas de trabalho todos à cata de um bom DVD pirata. Nada no e-mule. Procuramos em todos os piratões de Recife: nada. Tirei uma semana de folga no Rio de Janeiro: nada. Fui à Bsb (Brasília) a trabalho por mais quatro dias e corri à Feira do Paraguai para tentar descolar o filminho: nada. Bom, eis que – esta semana – conseguimos baixar o danadinho pela rede. 1:30h de filme (o que é um filme longo para o gênero), e apenas três performances, duas delas de Leila e Mr. Bazuca (22 cm de instrumento). Achei meia boca. O figurino é lindo, o povo é lindo, tentativa de filme pornô francês. Mas a Leila…bom, fiquem à vontade para suas próprias conclusões. Antes fosse um pornô francês de fato. Estes sim, são os melhores.

Sem mais artigos