Estamos vivenciando uma situação muito engraçada, esquisitinha e bizarra ao mesmo tempo aqui no trabalho: solteirice virótica. Nos últimos 30 dias, dois longos namoros foram findos e as pessoas voltaram ao mercado. Isso sem contar com um fim de casamento. Medo, muito medo e cautela nessa hora.

Assim, para ajudar aos amigos e amigas, bem como os caros leitores, vamos inaugurar aqui a série das rifas.

Como assim, as rifas?

Xá eu me explicar: a gente vai vender aqui o melhor do marketing pessoal dos nossos novos – e velhos – solteiros pra quem interessar possa. Caso o perfil descrito interesse a algum internauta, ele – ou ela – deve mandar um e-mail para o contato@revistaogrito.com e começar a paquera virtual. Então, lancemos os dados:

Rifa nº 01 – a recém-solteira de Santo Amaro
Morena mignon recém-solteira, universitária, 20 aninhos na mais pura flor da idade procura homem a partir dos 25 para relacionamento não-sério: aceitam-se beijos de boca descompromissados, passeios ao Parque 13 de maio, idas ao forró, chopps no Frontal (aquele boteco em frente ao bar Central) e gargalhadas sinceras.

Adversidade do pacote: Tem uma melhor amiga na rifa também. Dar-se-ão preferência aos bofes com um melhor amigo pra fazer uma rifa cruzada

Rifa nº 02 – Garoto descolado de Sweet River

Deus do ébano puxando pro chocolate, 23 anos, procura rapazes na Região Metropolitana do Recife que curtam: 1) amigos de verdade; 2) Bohemia; 3) Bohemia; 4) cerveja gelada; 5); Cerveja gelada de frente pro mar; 6) trabalho árduo; 7) Cinema cabeçudo e também fútil; 8) teatro; 9) dança e que – sobretudo – liguem no dia seguinte.

Pronto, seguem as primeiras duas opções. No futuro, outros recém – e velhos – solteiros. Tenham um final de ano excelente.

Sem mais artigos