, e J.P. Cuenca lançam livro , obra que reúne desenhos coloridos de cerca de 1 metro de comprimento, poemas e prosa. O lançamento será nesse sábado (10), na Banca Tatuí.

Editado pela Lote 42, a trama gira em torno de um personagem que embarca em um voo e começa a confabular com outras pessoas sobre inquietações contemporâneas. Ao longo do livro, novos encontros darão lugar a discussões sobre ansiedade, conectividade, solidão e relações humanas. O livro está em pré-venda com frete grátis pela loja virtual da Banca Tatuí até o começo de junho, por R$ 42,90.

Ao longo do livro, os desenhos do Rafael Coutinho ilustram as histórias e abrem margem para novas interpretações. Cada uma das nove pranchas está impressa em uma folha inteira de quase 1 metro de comprimento, dobrada e encadernada artesanalmente ao miolo do livro. Outros trabalhos do Coutinho, pintados em nanquim, permeiam as páginas do livro e se entrelaçam com as músicas.

“O livro precisou ser tão fundamental ao projeto quanto o texto é para a construção das cenas do disco”, diz Coutinho. “Foi o projeto mais experimental e emocional que já fiz, onde a ambição que nos moveu foi a de traduzir som em imagem, sem ser literal ou didático, buscando por um mergulho profundo no universo retratado pelo Lucas e Cuenca”.

A narrativa em prosa, escrita a quatro mãos, é misturada à poesia das músicas de Santtana, que lança um disco homônimo. Gravado com microfone binaural, que permite uma audição 360°, próxima do ouvido humano, o trabalho permite uma audição imersiva. As músicas são intercaladas com diálogos interpretados por atores e o próprio músico. “Modo Avião é um convite à pausa nessa sociedade do cansaço, onde ficar 10 minutos longe do celular é um esforço homérico”, afirma Santtana.

Sem mais artigos