As Pussy Riot seguem prolíficas após o protesto durante a final da Copa do Mundo na Rússia. Agora eles lançam mais uma faixa “Unicorn Freedom”. A faixa é dedicada à Anya Pavlikova, uma jovem de 18 anos que está presa acusada de fraude.

“O que Anya fez? Ela e sua amiga de 19 anos, Maria Dubovik, fizeram parte de um grupo do Telegram que fez críticas a Vladimir Putin”, disse Nadya Tolokonnikova, uma das integrantes do Pussy Riot.

“Participantes desse chat iriam se encontrar no McDonalds e falar sobre garotos, provas escolares e política. Anya era a mais jovem entre eles – tinha 17 anos quando a polícia entrou em seu quarto coberto com fotos de unicórnios”, disse Nadya em um comunicado. “Uma garota de 18 anos está cumprindo uma pena de 10 anos apenas por falar.

Nas últimas semanas o grupo de arte punk russo Pussy Riot lançou três novos vídeos, incluindo a nova canção “КОШМАРЫ/NIGHTMARES”, onde pede a libertação do prisioneiro Oleg Senstov.

Sem mais artigos