Foto:

Foto: Denis Sinyakov

As artistas russas Nadya Tolokonnikova e Masha Alyokhina, as Pussy Riot, divulgaram um vídeo de sua primeira música em inglês, “I Can’t Breathe”. A faixa foi gravada em homenagem a Eric Garner, que morreu em julho do ano passado após um policial em Nova York sufocá-lo por suspeita de roubo.

Garner foi morto mesmo após repetir “não consigo respirar” (I can’t breathe). O caso gerou revoltas em diversas cidades norte-americanas que pediam menos brutalidade da polícia e fim do racismo. As decidiram dedicar sua primeira música a Garner e “todos àqueles que sofrem o terror de estado – assassinados, sufocados, mortos por causa da guerra e da violência policial e aos prisioneiros políticos e aqueles que estão nas ruas lutando por mudança.

O vídeo foi feito em uma única tomada e filmado em Moscou. As integrantes do Pussy Riot aparecem vestidas com roupas policiais enquanto são soterradas. Há um segundo vídeo que mostra os protestos em Nova York e o velório de Garner. A direção é de Maxim Pozdorovkin, que assinou o documentário Pussy Riot – A Punk Prayer, exibido pela HBO no ano passado.

A faixa foi gravada em Nova York e foi produzida pelas artistas em parceria com membros das bandas russas Jack Wood e Scofferlane. Também figuram como colaboradores Nick Zinner, do Yeah Yeah Yeahs (piano e baixo) e Andrew Wyatt do Miike Snow (bases eletrônicas), além de Shazad Ismaily (bateria).

Mas a participação mais incrível é Richard Hell, lendário ícone punk que tinha sumido de cena desde 1984. É ele quem recita o trecho final da letra ao final do clipe. Segundo entrevista à Pitchfork, Hell se diz grande admirador do grupo e convidou as cantoras e ativistas russas ao seu apartamento, o que acabou levando à parceria musical.

Veja o segundo clipe, abaixo:

Leia Mais
O que temos a ver com as Pussy Riot
Integrantes das Pussy Riot vencem o prêmio Hannah Arendt

Sem mais artigos