A febre de baixar filmes antes de estrear nos cinemas, tão comum entre os brasileiros, está a ponto de ser extinta no meio britânico. O provedor britânico Virgin Media mandou nesta semana cartas de aviso para 800 de seus contratantes que baixam arquivos piratas na internet. Aquele que baixar um arquivo não original mais de duas vezes terá seu login banido. A ação é feita em parceria com a BPI (British Phonographic Industry), orgão que regula a produção e comercialização de músicas no Reino Unido. Em entrevista à BBC, um representante da BPI afirmou que outras milhares de cartas serão enviadas.

A Virgin foi o único provedor britânico a concordar em trabalhar com a BPI nesta investida contra a pirataria no país. Outras três companhias de internet, BT, Tiscali e Orange, foram assediadas pela BPI para ficar do lado da campanha, mas não seguiram em frente.

Sem mais artigos