A editora LeYa Brasil lança em março o livro A Menina Que Navegou ao Reino Encantado – No Barco Que Ela Mesma Fez, da americana Catherynne M. Valente, um dos mais recentes sucessos e revelação entre a literatura voltada para jovens. A obra venceu o Andre Norton Awards 2009, de melhor ficção para jovens. O mais interessante é que as aventuras da personagem Setembro começaram em postados na internet, cresceu tanto em número de leitores e acabou finalizada em livro.

A obra leva o leitor em uma viagem fantástica pelo Reino Encantado, governado pela Marquesa, que é bem malvada, mas tem um gosto excelente para chapéus. Para completar a aventura e ajudar Setembro a acabar com o caos que está o reino, ela conhece Sábado, um menino quase humano, e Draladoteca, um dragão que adora livros – que formam um respeitável time de guerreiros na luta contra a Marquesa.

É um conto de fadas moderno e bem imaginativo que agradou a crítica no exterior. Confira um trecho da sinopse liberada pela editora.

Setembro nasceu em maio, tinha doze anos e não era uma menina comum. Não gostava de cachorrinhos simpáticos e nem de xícaras de chá rosa e amarelas e estava enjoada da sua casa. Então, o Vento Verde, com dó da criança, resolve perguntar se ela gostaria de ser resgatada e embarcar em uma aventura. Setembro, sem dor no coração, porque como se sabe, criança, na verdade, ainda não tem coração, segura na mão do Vento e sobe em seu Leopardo.

Sem mais artigos