Polêmica acompanha Tropa de Elite em BerlimTalvez pela tradução simultânea em headphone para os não alemães, ou o final trágico, ou mesmo a temática tenha causado um momento de silêncio no fim da exibição do filme brasileiro Tropa de Elite ontem, no festival de Berlim. Segundo os jornais não houve vaias, mas os aplausos demoraram a surgir. No geral, aparentemente agradou ao público.

O filme foi exibido em duas seções: uma para a imprensa e outra para o grande público. Em ambas, a legenda era em alemão e uma tradução simultânea em headphone estava disponível, dificultando um pouco a compreensão dos diálogos dinâmicos e repletos de gírias.

A revista especializada Variety publicou uma crítica, assinada por Jay em que chama o filme de Padilha de “fascista”. Depois da polêmica envolvendo a mesma questão aqui no Brasil, os produtores do filme esperavam que a obra, finalmente, pudesse ser analisada enquanto cinema, mas parece que o seu viés político é o que vai predominar nas discussões.

Sem mais artigos