A banda fluminense Playmoboys lança coletânea marcando dez anos de história do grupo. Todos cresceram mas ainda sou o mesmo (Caravela) conta com novas faixas e versões inéditas.

Nessa década de história, a banda lançou três álbuns, inúmeros singles e acumulou turnês internacionais. A Playmoboys chegou a ser apadrinhada pelo The Libertines, cujos músicos são parceiros em algumas passagens pelo Reino Unido. Formada em Campos dos Goytacazes, no Norte do estado do Rio de Janeiro, a banda conta com Conrado Muylaert (voz), Barreto (bateria), Leo Nominato (baixo), Thiago Correa e Israel Isquef (guitarras) e Bernardo Arenari (voz/synths). Foi Muylaert quem organizou essa revisita e reconstrução da história do grupo.

“Queríamos resgatar músicas que marcaram nosso início de carreira e não tiveram exposição nos serviços de streaming, que não existiam na época, por exemplo. Pessoas que nos acompanham hoje não conhecem canções como ‘Simples Engano’ e ‘Só pra Começar’, que foram muito marcantes nos nossos primeiros anos. Todas as músicas, exceto a faixa-título, ganharam novos arranjos para fazer companhia às inéditas”, explica ele.

Banda teve clipe na MTV e rolês com o Libertines. Foto de Marina Barros/Divulgação.

Desde o primeiro disco, o Playmoboys foi alterando o desenvolvimento da gravação dos seus registros. Se antes era realizado por etapas, com rascunhos, discussões e produção por cada um de seus integrantes, hoje o produto final sai com ares de liberdade e praticidade, com Conrado já definindo todos os arranjos desde a criação dos primeiros versos.

“No começo da banda tivemos música na rádio, clipes nas TVs por assinatura e aberta. E tudo isso acabou criando uma expectativa acerca do próximo passo, o que travou nosso trabalho criativo. Com o tempo, percebemos que aquele começo havia ficado pra trás, e sem pressão, tivemos liberdade para fazer o nosso som. Hoje fazemos música para nós mesmos, para nosso gosto e diversão. E assim acho que ficamos originais”, conta.

A banda agora prepara uma nova compilação focada no seu repertório em inglês e singles inéditos. A coletânea Todos cresceram mas ainda sou o mesmo está disponível nas plataformas digitais.

Sem mais artigos