Estreia de Camilo Cavalcante na ficção foi consagrada em Paulínia. (Foto: Aline Arruda/Divulgação).

Estreia de na ficção foi consagrada em Paulínia. (Foto: Aline Arruda/Divulgação).

De Paulínia (SP)

O longa pernambucano A História da Eternidade, de Camilo Cavalcante, foi o grande vencedor do Festival de Cinema de Paulínia. Os premiados foram anunciados na noite desse domingo (27).

Cobertura
A História da Eternidade mostra Sertão duro, real e belo
Lírio Ferreira retorna à ficção com história de incesto entre irmãos

A História da Eternidade conta três histórias de amor no Sertão e arrancou aplausos da plateia quando foi exibido na competição. O ator Irandhir Santos, um dos protagonistas do filme, saiu como melhor ator. Em seis edições do festival, esta é a terceira vez que ele vence (as outras vezes foram em 2009 com Olhos Azuis, de José Joffily e Febre do Rato, de Cláudio Assis, em 2011).

Melhor Atriz - Marcelia Cartaxo, Zezita Matos e Debora Ingrid (Foto: Aline Arruda)

Melhor Atriz – Marcelia Cartaxo, Zezita Matos e Debora Ingrid (Foto: Aline Arruda)

O prêmio especial do Júri foi para Casa Grande, de Fellipe Barbosa, que ainda venceu melhor ator coadjuvante para Marcelo Novaes e atriz coadjuvante para Clarissa Pinheiro e roteiro para Fellipe e Karen Sztajnberg. Boa Sorte, de Carolina Jabor, ganhou o Prêmio de Público e direção de arte.

Prêmio do Publico foi para Boa Sorte, de Carolina Jabor. (Foto: Aline Arruda).

Prêmio do Publico foi para Boa Sorte, de Carolina Jabor. (Foto: Aline Arruda).

Veja abaixo a lista de vencedores:

Filmes de longa-metragem
Filme: R$ 300.000: A HISTÓRIA DA ETERNIDADE, de Camilo Cavalcante
Direção: R$ 50.000: CAMILO CAVALCANTE, por A História da Eternidade
Ator: R$ 30.000: IRANDHIR SANTOS, por A História da Eternidade
Atriz: R$ 30.000: MARCÉLIA CARTAXO, ZEZITA MATOS E DEBORA INGRID, por A História da Eternidade
Ator coadjuvante: R$ 15.000: MARCELLO NOVAES, por  Casa Grande
Atriz coadjuvante: R$  15.000:  CLARISSA PINHEIRO, por Casa Grande
Roteiro: R$ 15.000: FELLIPE BARBOSA E KAREN SZTAJNBERG, por Casa Grande
Fotografia: R$  15.000: MAURO PINHEIRO JÚNIOR, por Sangue Azul
Montagem: R$ 15.000: EVA RANDOLPH, por Aprendi a Jogar com Você
Som: R$ 15.000: THIAGO BELLO por Castanha
Direção de arte: R$ 15.000: CLAUDIO AMARAL PEIXOTO, por Boa Sorte
Trilha Sonora: R$ 15.000: JULIANA ROJAS, MARCO DUTRA E RAMIRO MURILO, por Sinfonia da Necropole
Figurino : R$  15.000: JULIANA PRYSTHON, por Sangue Azul
Prêmio Especial Júri: R$  100.000: FELLIPE BARBOSA, por Casa Grande

Filmes de curta-metragem
Melhor filme: R$ 30.000: O CLUBE, de Allan Ribeiro
Melhor Direção: R$ 20.000: ALLAN RIBEIRO, por O Clube
Melhor Roteiro: R$ 15.000: CAROLINA MARKOWICZ E FERNANDA SALLOUM, por Edifício Tatuapé Mahal
Especial Júri: R$ 20.000:  O BOM COMPORTAMENTO, de Eva Randolph

Prêmio do Público
Melhor longa-metragem: R$ 50.000: BOA SORTE, de Carolina Jabor
Melhor curta-metragem : R$ 20.000: O CLUBE, de Allan Ribeiro

JÚRI ABRACCINE – Associação Brasileira de Críticos de Cinema
Melhor longa-metragem: A HISTÓRIA DA ETERNIDADE, de Camilo Cavalcante
Melhor curta-metragem: O CLUBE, de Allan Ribeiro

Sem mais artigos