Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Vampiros

“Kris Klaus: Papai Noel Casca-Grossa” tem lançamento na CCXP 2015

Kris-Klaus-CAPA

Do Press-Release

Um exército de vampiros tem um plano que parece perfeito! Com o auxílio de uma relíquia que lhes permite entrar em qualquer lugar, eles resolvem tomar cidade após cidade ao redor do planeta e criar um mundo dominado pelos sanguessugas.

Mas esse plano tem uma pequena falha: os vampiros iniciam seu ataque em plena noite de Natal, a noite em que aquele bom velhinho, o Papai Noel, viaja por toda a Terra para entregar presentes às crianças comportadas.

O grande azar dos vampiros é que Kris Klaus, o Papai Noel, tem um passado sombrio e violento que se perdeu nas sombras do tempo. Com a ajuda de um grupo de sobreviventes humanos e de alguns duendes amalucados, Klaus terá que ressuscitar sua história repleta de mortes e destruição, já que se torna a única resistência contra uma legião de monstros e seu terrível líder.

Kris Klaus: Papai Noel Casca-Grossa é uma história de ação e aventura, influenciada por histórias de terror e mitologia nórdica que começou a ser produzida anos atrás. É também o primeiro álbum autoral da dupla. Tem 56 páginas, formato 21 x 26 cm e preço promocional de lançamento de R$ 25.

O álbum tem prefácio do quadrinhista Spacca, autor de Santô e os Pais da Aviação e Jubiabá, entre outros. O lançamento será no evento Comic Con Experience (CCXP 2015) e estará à venda na Mesa 56 do Artist’s Alley. entre os dias 03 a 06 de dezembro.

Sobre os autores

Maurício Muniz é editor, roteirista, tradutor e jornalista especializado em Cultura Pop. Já editou e traduziu revistas como Sandman, Sin City, Preacher e Juiz Dredd. Foi o primeiro a trazer ao Brasil títulos premiados como A Liga Extraordinária, O Corvo, Fracasso de Público, Mundo Fantasma, Tom Strong, Astro City, Filósofos em Ação e Planetary. É editor da revista Mundo Nerd e do site O Pastel Nerd.

Joel Lobo já teve uma editora, um estúdio de design gráfico e até uma oficina de serigrafia, mas sua principal ocupação é a de ilustrador. Seu trabalho pode ser visto em capas e páginas de livros e revistas das principais editoras do país. Joel e seu amigo Fabio Corazza organizam o sketchJAMS, evento no qual um grupo de desenhistas atua em shows de música na noite paulistana.

A Mundo Nerd – Grandes Obras 3: Terror

_ Mundo Nerd TERROR 01_capa

A Mundo Nerd – Grandes Obras 3: Terror traz um guia imperdível para os fãs de produções sangrentas e tramas macabras. A edição reúne 50 filmes, 25 livros, 15 HQs, 15 séries e 10 games e informações curiosas sobre essas obras. Uma edição dos diabos para quem é possuído pela cultura nerd.

>> E ainda nesse volume da coleção

Banho de sangue
De que maneira Pinhead, Jason, Freddy Krueger e outros monstros transformaram o gênero terror em um fenômeno nos anos 1980.

10 vampiros
Drácula de Christopher Lee, Lestat de Tom Cruise, Adam de Tom Hiddleston… Conheça os mais icônicos sugadores de sangue do cinema e da TV.

Andrew Fukuda
Uma entrevista exclusiva com o autor da elogiada trilogia literária A Caçada.

Bastidores tétricos
Descubra algumas curiosidades bem macabras sobre as principais obras de terror.

Mundo Nerd – Grandes Obras 3: Terror completa a coleção Grandes Obras e já está nas bancas em São Paulo capital e Rio de Janeiro capital. No restante do país, a revista será lançada nos próximos 60 dias.

PARA REVISTA EM CASA, ligue (11) 3038-5050 ou 0800 8888 508 ou acesse www.europanet.com.br. Aproveite também nossas promoções na compra de edições anteriores. Todo o conteúdo da Revista Mundo Nerd está a venda também no site www.europadigital.com.br.

Apoie esse projeto: “Vampiros Independentes”

Catarse_Vampiros

Até onde vai nosso conhecimento, é a primeira vez que uma campanha de financiamento coletivo de quadrinhos no Catarse contempla dois projetos ao mesmo tempo.

Trata-se de Ozman: Harpocrates e Draconian: Viva Las Vegas! Em comum, os projetos têm a temática de vampiros e a arte de Paulo Cesar Santos. O primeiro tem roteiro de André Freitas e o segundo, de André Farias.

Harpocrates é ambientada em São Paulo, e apresenta a volta do vampiro grego Ozman (já visto na publicação independente Nemesis), em duas histórias “sem muita conversa, mas com bastante sangue”.

Viva Las Vegas! narra mais aventuras da turma de vampiros contemporâneos apresentados na ótima Draconian. Agora, o vampiro Lenny vive suas desventuras na Cidade do Pecado, numa trama que mistura, nas palavras do autor, Se beber não case, Um drink no inferno e A morte lhe cai bem.

FICHA:

Link do projeto: https://www.catarse.me/pt/vampiros#

 Data limite: 02 de abril

Meta: R$ 11 mil

Atingido até o momento: R$ 2.010 (18%)

Colaboração mínima: R$ 10

Colaboração máxima sugerida: R$ 500

Recompensas: de versão impressa de um dos livros entregue em mãos até páginas originais e presença como personagem nas próximas histórias.

Previsão de entrega: Abril de 2015

Vale o investimento – “Draconian”: Vampiros descolados

draconian-011

A trajetória de Draconian começou no final dos anos 1990, na extinta revista Dragão Brasil. Com adaptações e adição de histórias inéditas, a criação de Paulo Cesar Santos ganhou publicação própria, independente, em outubro de 2012.

Draconian reúne histórias curtas centradas num grupo de amigos vampiros. A exemplo dos modernos seriados de TV do gênero, eles têm aparência jovem, são descolados e convivem entre os vivos em harmonia e mais ou menos ocultos.

Tocam sua vida da mesma forma que os humanos, frequentam galerias de arte, baladas e trabalham. Uma das melhores frases vem de um atendente de loja: “Mano, nem todo vampiro tem um ‘conde’ antes do nome, tá ligado?”.

Como costuma acontecer nesse tipo de coletânea, o resultado é irregular. Alguns roteiros são mais consistentes e interessantes que outros. Por envolver o mesmo grupo de personagens, as histórias melhoram com a evolução da leitura na medida em que se dão as interligações e a troca de referências entre eles. Atenção para as muitas referências ao rock e à cultura pop.

O elemento que se mantém regular todo o tempo é o traço firme e elegante de Paulo Cesar. Seu estilo clássico faz bom uso do claro e escuro; a diagramação é arrojada e a narrativa, fluida. Destaque para a splash page da história Você deve se lembrar e sua reprodução da França ocupada pelos nazistas em 1941.

Para quem ainda não teve oportunidade de ler, vale a pena uma conferida nesta obra, que conta também com roteiros de André Farias.

Draconian é uma edição caprichada, com 128 páginas, capa colorida e miolo em preto e branco em papel couché. O preço é justo, R$ 20, e a HQ pode ser adquirida nas lojas físicas e virtuais da Gibiteria, Monkix e Comix, ou diretamente com o autor pelo e-mail draconianhq@gmail.com. Vale o investimento.

Vale o investimento: O Andarilho das Sombras

andarilhosdassombras

Vampiros são provavelmente as criaturas mais exploradas do mundo fantástico.

Suas lendas surgiram muito antes da Literatura existir, em diferentes culturas, com nomes distintos. Talvez por isso sua mitologia seja tão longeva e tenha saído da tradição oral e se fixado no imaginário popular de modo tão enraizado.

Versões góticas, monstruosas, sedutoras, cômicas, modernas, pornôs, espaciais, até versões purpurinadas… não seria um exagero dizer que todas as abordagens possíveis, ou a maioria delas, foram apresentadas ao leitor desde que Dracula, de Bran Stoker, desenvolveu literariamente o vampiro moderno em 1897.

Vários escritores brasileiros também se debruçaram sobre mito e alguns chegaram ao sucesso. Outros podem chegar. É o caso do paulista Eduardo Kasse com seu romance de estreia, O Andarilho das Sombras lançado pela editora Draco no ano passado como primeiro volume de uma série idealizada por ele e chamada “Tempos de Sangue”.

Diferentemente da corrente atual de histórias desenvolvidas por escritores nacionais, que posicionam os seres sobrenaturais no Brasil, o drama do nobre Harold Stonecross acontece na Europa Medieval – o que não é um demérito, e sim um posicionamento histórico e geográfico necessário para contar a origem do mito criada por Kasse.

Enquanto sobrevive nas florestas e cidades escuras da Europa na Idade das Trevas, Harold, um homem amaldiçoado, lembra-se do passado, ao mesmo tempo em que narra em primeira pessoa seu presente.

Imortal e com poucos medos, Harold comporta-se como um ator interpretando um texto, sem grandes espaços para improvisações, com a eternidade para refletir suas atitudes, recheadas com humor negro.  Sua realidade é crua, ele é um demônio em busca de sangue, e a imortalidade não parece afetar sua índole, ainda que matar seja uma necessidade tanto para os monstros, quanto para quaisquer outro homem na Idade Média.

Num misto de misticismo e história oficial, a verdade da existência dos “vampiros” naquele período confunde-se com as histórias de terror contadas pelos velhos. Tudo porque o jovem nobre Stonecross sacrificou sua alma por uma promessa maliciosa, em um jogo de poder entre deuses ancestrais e decadentes.

Curiosidade: em nenhum momento o termo vampiro é citado; nem existia naquele período.

A leitura é fluída sem ser rasa, um equilíbrio entre a contextualização histórica e o drama de Harold Stonecross. Outros personagens são interessantes e cativam o leitor; bons coadjuvantes, divertem, conduzem o monstro em sua história e apresentam alguns tipos comuns da Europa naquele período.

O livro não reinventa necessariamente o gênero de vampiros, mas é divertido, tem boas passagens, boa pesquisa histórica e vai agradar aos fãs de literatura fantástica. Tem que aproveitar também o bom momento que o gênero vive no Brasil, principalmente com autores nacionais, muitos deles, escritores de qualidade. A edição da Draco ficou bonita. É livro de estreia muito bom, e vale o investimento.

Em tempo: o segundo livro da série “Tempos de Sangue” está para ser lançado. Mais informações no site da Editora Draco.

Serviço:

O Andarilho das Sombras
Editora: Draco
Gênero: Fantasia Histórica
Páginas: 384
Preço sugerido: R$57,90 (papel)
ou R$ 24,90 (e-book)

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2019