Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: TV series

A roupa nova do Arqueiro

arrow-suit-49b6b

Se você assistiu à terceira temporada de Arrow, pode ter se sentido dividido como nós. Roteiro confuso, mau aproveitamento do vilão, muita discussão desnecessária e um final que não condiz com o tom sombrio da série.

Antes de embarcar rumo à felicidade ensolarada acompanhado da radiante Felicity, OIiver Queen diz aos amigos que “é hora de se tornar outra pessoa”. Claro que ninguém acreditou que o herói sairia de cena, mas sim que passaria por algum tipo de transformação.

A primeira pista veio na noite deste sábado (11), com a revelação do traje para a quarta temporada da série no painel da Warner, na San Diego Comic Con.

O visual afasta-se de vez do estilo rústico da minissérie Green Arrow: Year One (2007) e se aproxima da reformulação feira por Neal Adams em 1969 (The Brave and The Bold 85). A trama deve assumir um ar mais leve.

“Nós sempre dissemos que o progresso de Oliver é do Arqueiro para o Arqueiro Verde, e este é o próximo passo”, disse o produtor Greg Berlanti durante o painel. Outro produtor, Andrew Kreisberg, acrescentou que Oliver está num lugar muito melhor quando a quarta temporada começa. “Ele está feliz, ele está apaixonado”. Haverá mais humor no programa, mas “ele ainda atira flechas, ainda haverá cenas na chuva”.

Vamos poder conferir tudo isso a partir do dia 7 de outubro, quando a nova temporada estrear no canal CW nos Estados Unidos.

Crítica: Agents of S.H.I.E.L.D. Episódio 2: “0-8-4”

agents-of-shield-episode-2

O segundo episódio de Agents of S.H.IE.L.D. – exibido ontem nos Estados Unidos pela ABC e amanhã no Brasil pela Sony – começar a dar mostras que vai cortar o cordão umbilical com o Os Vingadores e caminhar com as próprias pernas.

A equipe de elite do agente Coulson viaja à selva peruana para recuperar um “0-8-4”, código que designa objeto de origem não-identificada e potencial perigo à segurança mundial. Há mais gente interessada no artefato, o que garante as boas cenas de ação.

É claro que as referências continuam lá: Tesseract, radiação gama, Hidra… Mas pelo menos a trama é autocontida e não tem relação com a batalha de Nova York.

Mais uma vez, o fio de roteiro serve de pano de fundo para Joss Whedom aprofundar o conhecimento sobre os personagens. Guardadas as proporções, o primeiro episódio funcionou como os filmes solos de super-heróis da Marvel no cinema: apresentou suas motivações, origens, personalidade.

Já este é como se fosse Os Vingadores: os atritos são colocados à mostra; as diferenças, evidenciadas – até que um “inimigo comum” faz com que um grupo de estranhos se transforme numa equipe afinada.

A fórmula já foi usada? Sim. Ainda funciona? Evidente que sim.

Se Whedom vai conseguir manter o interesse da audiência com histórias autônomas e que garantam a diversão por seus próprios méritos, os próximos episódios dirão. Os fãs confiam que sim.

E também torcem para que Agents of S.H.I.E.L.D. seja palco para muitas participações especiais de personagens live action da Marvel. Pelo menos esse desejo está atendido no segundo episódio, no melhor estilo “cena pós-crédito”.

Defiance: nova série e game

Untitled-1Defiance é a nova série de ficção científica lançada pelo canal SyFy.

O que chama a atenção é a aposta em uma dobradinha interessante: interligar simultaneamente a audiência da série de TV com um videogame massivo.

A história apresenta como é a luta diária em um novo planeta chamado… Terra!

A chegada de uma frota de aliens à Terra trouxe sete diferentes raças alienígenas conhecidas coletivamente como Votans, que chegaram à Terra em busca de um novo lar, depois de seu sistema solar foi destruído.
Como era de se imaginar, os humanos não gostaram muito da ideia o que terminou em um conflito global.
Durante a guerra, os Votans terraformadores usaram sua tecnologia e alteraram a superfície do planeta, trazendo novas espécies de animais, abrindo vulcões, alterando a temperatura do planeta e lançando poeira e detritos… transformando completamente a Terra como conhecemos. Depois de décadas de guerra, um cessar-fogo foi declarado quando ambos os lados percebem que deviam se concentrar na sobrevivência neste novo e transformado planeta Terra.

Ao fim da guerra, o veterano Jeb Nolan (vivido pelo ator Grant Bowler) e sua filha alien Irisa (Stephanie Leonidas), retornam à cidade natal de Nolan, St. Louis, cidade localizada no que era anteriormente o estado americano do Missouri, para encontrar uma cidade em reconstrução, batizada agora de Defiance.

E com a mesma premissa temos o jogo Defiance, um shooter multiplayer desenvolvendo pelo estúdio Trion World, que pretende expandir essa experiência de viver nessa nova Terra transformada e diferente, realizando missões em um ambiente “mundo aberto” de exploração, com muita ação e violência.

Como nada disso importará se a série não for boa, podemos tranquilizar os amantes de ficção científica e o que acompanhamos nesse piloto foi positivo.
Os efeitos são satisfatórios e os personagens apresentados aos poucos são interessantes, criando uma tensão racial entre aliens e humanos, numa trama que envolve o futuro da própria Defiance.

Vamos acompanhar o andamento da série e descobrir se essa dobradinha fará sucesso.
Mais detalhes no site oficial.

 

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2019