Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Thor

Novos tênis com heróis vintage da Marvel

MM0023 COMICS-DETALHE

A divisão de licenciamento da Disney está fazendo um trabalho muito bom com a fase clássica da Marvel. Alguns exemplos recentes são os adesivos de parede da RoomMate, os ímãs da Ímãs do Brasil e as camisetas da Riachuelo.

Agora, a fabricante de calçados Sugar Shoes lança a coleção Marvel Comics com imagens icônicas do Hulk, Thor, Capitão América e Homem de Ferro.

Os tênis têm cabedal de lona e duas versões, com cadarço e elástico. A numeração infantil vai do 23 ao 32 (R$ 89,90) e a adulta, do 33 ao 42 (R$ 99,90).

MM0016 COMICS

As lojas começam a receber os calçados nesta semana, inclusive as onlines Dafiti, Tricae e Mundial Calçados.

Para mais informações, o SAC da Sugar Shoes é o 0800-6422600.

“Thor: O Mundo Sombrio” faz R$ 15 milhões na estreia brasileira

thor2_poster

O segundo longa-metragem do Deus do Trovão foi o filme mais assistido no País entre os dias 1 e 3 de novembro.

Com bilheteria de R$ 15 milhões (US$ 6,69 milhões), ficou muito à frente de outras estreias do final de semana, como O Mordomo da Casa Branca e Uma Noite de Crime, e respondeu por 61% do faturamento total dos cinemas brasileiros nesses dias.

O valor é 80% superior à estreia do primeiro filme no Brasil (Thor), no dia 29 de abril de 2011.

Na comparação com outros filmes de super-heróis de 2013, O Mundo Sombrio fica atrás de Homem de Ferro 3 (R$ 23,2 milhões) e à frente de Wolverine: Imortal (R$ 12,3 milhões) e O Homem de Aço (R$ 11,5 milhões, somadas as pré-estreias).

No início da semana, a Disney divulgou que O Mundo Sombrio foi assistido por 1,2 milhão de brasileiros e obteve a quarta maior bilheteria entre os 36 países que exibiram o filme no final de semana (nos Estados Unidos, chega nesta sexta-feira, dia 8).

Até o momento, O Mundo Sombrio acumula bilheteria de US$ 109,4 milhões.

Revista Mundo dos Super-Heróis traz tudo sobre “Thor: O Mundo Sombrio”

M

No dia em que o mais recente filme da Marvel estreia nos cinemas brasileiros, a dica é a revista Mundo dos Super-Heróis 48, que apresenta um dossiê completo sobre o Deus do Trovão.

São informações e bastidores da nova produção, detalhes sobre o vilão Malekith e o triângulo amoroso com Jane Foster e Lady Sif, 10 curiosidades sobre Thor e explicações sobre a versão Marvel dos reinos nórdicos.

A edição 48 traz também a seção Grandes Sagas DC, que estreia esmiuçando a saudosa Crise nas Infinitas Terras.

A revista antecipa detalhes sobre a segunda temporada do seriado Arrow (ainda sem previsão de estreia no Brasil) e uma entrevista exclusiva com Sean Howe, autor do polêmico livro Marvel Comics: A História Secreta, lançado no Brasil pela editora Leya.

O perfil do aclamado artista José Luis Garcia-Lopez, gibis do Kiss pela Marvel e uma homenagem aos 65 anos do cowboy Tex também estão entre os destaques da edição.

Mundo dos Super-Heróis 48 já está nas bancas de todo o País. Tem 68 páginas e custa R$ 10,90.

Novas mochilas do Thor e Capitão América

Hoje em dia, grande parte da receita da indústria de entretenimento vem de bonequinhos e qualquer produto em que haja espaço para estampar uma marca ou personagem.

Estima-se que a indústria de brinquedos, por exemplo, concentre 80% do seu faturamento em licenciados. A de material escolar não fica muito atrás.

Entre uma centena de novidades que a Sestini vai apresentar para o mercado na feira Office PaperBrasil Escolar, em agosto, há pelo menos duas linhas dedicadas aos principais blockbusters de super-heróis deste ano: Thor e Capitão América.

As mochilas têm impressão frontal em alto relevo, logo em 3D, puxadores personalizados, alças anatômicas e costas em EVA. No caso do Thor, o martelo vem costurado em baixo relevo e, do Capitão, a letra A. Além disso, um efeito ilumina o martelo ou o escuto da figura frontal, dependendo do modelo.

A Sestini vai lançar também as linhas do desenho do Homem-Aranha e do filme do Homem de Ferro.

Panini faz promoção de X-Men no Facebook

Na esteira do filme X-Men: Primeira Classe, a editora preparou uma espécie de quiz em sua página na rede social.

A promoção será dividida em três fases, com as primeiras perguntas divulgadas às 11h de hoje. A ação será repetida nos dias 22 e 29.

Para participar, é preciso “curtir” a página da Panini no Facebook e responder corretamente as perguntas (http://www.facebook.com/paninicomicsbrasil).

Os cinco primeiros colocados ganham, dependendo da posição, boneco, mochila, camiseta, boné e par de ingressos para o filme.

A Panini vem utilizando com frequência o Facebook para este tipo de ação promocional. Recentemente, lançou uma para divulgar o novo encadernados do Thor, O Renascer dos Deuses, e, antes dela, o de Sandman.

Livro reúne a arte de Walt Simonson em “Thor”

Capa exclusiva da SDCC

A  editora IDW Publising lança no próximo mês o encadernado Walter Simonson’s The Mighty Thor: Artist’s Edition, com a compilação das histórias publicadas nas edições 337-340 e 360 a 362 da revista Thor, da Marvel.

A arte foi digitalizada diretamente dos originais de Simonson, em preto e branco. O livro tem 100 páginas e terá seu lançamento oficial durante a San Diego Comic Con, com presença do artista.

Para a convenção de quadrinhos, a IDW produziu uma série limitada do livro, com capa alternativa (ao lado) e que será vendida exclusivamente no evento.

Walter Simonson’s The Mighty Thor: Artist’s Edition tem 176 páginas, capa dura e preço de US$ 100.

Este será o primeiro volume da série Artist’s Edition que a IDW está preparando sobre outros criadores que trabalharam na Marvel.

Panini faz promoção de Thor na web

A editora colocou no ar na tarde de hoje (27) a página O Diário de Asgard. O visitante precisa clicar nas imagens para ter acesso a dicas e montar uma frase com nove palavras na ordem correta.

A resposta deve ser postada no Twitter com endereçamento para o perfil @paniniherois e a hashtag #thornews.

Serão contemplados os 10 primeiros participantes a enviar a frase correta. Cada um vai receber uma edição Thor Marvel Deluxe e ingressos para assistir ao filme do Deus do Trovão nos cinemas.

O resultado será divulgado na segunda-feira (30).

Para participar, é só acessar o site www.odiariodeasgard.com.br

Papo de Quadrinho viu: Thor: Contos de Asgard

Esta animação, lançada diretamente para DVD e Blu-Ray nos Estados Unidos dia 17, é a segunda da Marvel na rabeira da estreia do filme Thor.

Diferente da primeira, Thor e Loki: Blood Brothers, não adapta diretamente nenhum arco de história ou minissérie dos quadrinhos. Em vez disso, toma emprestado o nome Contos de Asgard de uma série de histórias curtas produzidas por Stan Lee e Jack Kirby e que apresentava fatos da cronologia Thor anteriores a seu exílio na Terra.

Thor: Contos de Asgard, o desenho, faz o mesmo e concentra-se numa aventura do jovem Deus do Trovão e seus amigos em busca da lendária espada de Surtur na terra dos Gigantes do Gelo.

Pelos trailers divulgados e pela época em que se passa a história, dava a impressão de que o desenho iria adaptar a minissérie Thor: Filho de Asgard, de 2004, escrita por Akira Toshida e desenhada brilhantemente pelo brasileiro Greg Tocchini. Antes tivesse sido.

A nova animação da Marvel tem qualidades. A direção de Sam Liu (das ótimasAll-Star Superman, LJA: Crise nas Duas Terras e tantas outras da DC) garante o ritmo e a qualidade técnica.

O “problema” de Contos de Asgard é de publico-alvo. Da mesma forma que a HQ Filho de Asgard, o desenho é sobre uma aventura de crianças; diferente dela, é uma aventura PARA crianças. Isso fica evidente principalmente na opção pela estética dos animes e pelas gags inocentes.

Fica claro que a intenção da Marvel com esta animação foi fazer a ponte entre o público infantil e o Thor do cinema. O elenco principal, além de Thor, Loki e Odin, tem Fandral, Volstagg, Hogun e Sif (e nada de Balder); os adversários dos jovens guerreiros são os Gigantes do Gelo; e Loki, ainda sem conhecer sua origem adotiva, é o melhor amigo de Thor.

É por isso que o “problema”, aqui citado, está este entre aspas. Se o leitor aprecia este tipo de trama descompromissada e pueril, certamente vai gostar de Contos de Asgard; se não, certamente seus filhos e sobrinhos gostarão.

Bilheteria EUA: THOR mantém liderança no segundo final de semana

Estimativa das bilheterias americanas aponta que a adaptação do Deus do Trovão para os cinemas faturou mais R$ 34,5 milhões entre os dias 13 e 15, ficando em primeiro lugar no ranking.

A queda de 47% em relação aos US$ 66 milhões do final de semana de estreia é considerada pelos especialistas como normal e menor, inclusive, que a apresentada por filmes como Homem de Ferro 1 e 2, X-Men Origins: Wolverine e O Incrível Hulk entre os dois primeiros finais de semana.

Com este resultado, Thor já acumula US$ 334 milhões nas bilheterias do mundo todo desde sua estreia (US$ 9,3 milhões só no Brasil) – frente a um orçamento de US$ 150 milhões.

Thor faz US$ 66 milhões em estreia nos Estados Unidos

O valor ainda é estimado.

Como era de se esperar, a mais recente adaptação da Marvel para o cinema ficou em primeiro lugar nas bilheterias americanas no primeiro fim de semana (6 a 8 de maio), à frente de outras estréias – os fraquinhos Jumping the Broom e Something Borrowed – e de Fast Five, da franquia Velozes e Furiosos, em sua segunda semana de exibição.

Não é um número espetacular. No ranking das maiores aberturas da história do cinema, Thor amarga um 55º lugar.

Nem na comparação com outras adaptações dos quadrinhos o filme dirigido por Kenneth Branagh se destaca e fica em 11º lugar, atrás de Batman – O Cavaleiro das Trevas (claro!), dos dois filmes do Homem de Ferro, dos três do Homem-Aranha, do segundo e terceiro filmes dos X-Men, de Wolverine e até de 300.

Em compensação, os US$ 66 milhões de Thor nos Estados Unidos ainda são mais do que faturaram os dois filmes do Quarteto Fantástico, os dois do Hulk, Superman Returns e Batman Begins em suas respectivas estreias.

Alguns especialistas já adiantavam que o fato de Thor ter estreado semanas antes em diversos países (no Brasil foi dia 29 de abril), poderia desanimar a audiência de seu próprio país. No resto do mundo, o filme já faturou US$ 176 milhões (no Brasil, US$ 5 milhões).

Nada mau. As boas críticas que o filme vem recebendo nos Estados Unidos e o boca a boca devem garantir uma boa bilheteria americana nas próximas semanas. Tudo indica que uma sequência esteja mais que confirmada.

Página 0 de 2

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017