Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Rogério de Campos

2017: O que vem por aí pela Veneta

Veneta-Couro de gato

No dia 11 de fevereiro, a Veneta vai abrir suas portas para estreitar o relacionamento entre leitores, autores, editores, colaboradores. Além de uma programação com bate-papos, sessões de autógrafos e vendas com descontos especiais (veja abaixo), haverá um preview dos lançamentos do ano.

Papo de Quadrinho antecipa detalhes de pelo menos três novidades que a planeja lançar no início deste ano. Confira:

Couro de gato, de Carlos Patati e João Sánchez (capa acima)

O surgimento do samba no Rio de Janeiro do início do século 20, em meio à urbanização da cidade e ao crescimento da população dos morros, é retratado nesta HQ ilustrada com xilogravuras de João Sánchez e roteiro de Carlos Patati. Noel Rosa, Donga, dona Ciata e Sinhô são algumas das personagens desta história (144 páginas, R$ 49,90). Previsão de lançamento: março

Caligari!, de Alexandre Teles

O clássico expressionista O gabinete do doutor Caligari (1920), saudado como o primeiro filme de arte e também o primeiro filme de terror da história do cinema, ganha uma releitura do artista plástico Alexandre Teles. Por mais de três anos, Teles se dedicou a recriar frames do filme em monotipias. O resultado está reunido neste álbum, de forte impacto visual (336 páginas, R$ 69,90). Previsão de lançamento: fevereiro

Holandeses, de André Toral (imagem abaixo)

O antropólogo, historiador e artista plástico André Toral está de volta aos quadrinhos. Holandeses conta a história de dois irmãos judeus que chegam ao Brasil na época da invasão holandesa no Brasil do século XVII. Um deles vem para enriquecer no comércio de escravos; o outro, seduzido pelo mito de uma tribo perdida de Israel entre os índios brasileiros (96 páginas, R$ 59,90). Previsão de lançamento: março.

Veneta2017 - Holandeses

Há pelo menos outros dois lançamentos previstos, mas ainda sem detalhes: a autobiografia da cartunista e roteirista Cynthia B e novo trabalho de Marcelo D’Salete sobre Palmares.

Programação do 1º Casa Veneta:

11h30 – Processo criativo de uma HQ, com Wagner Willian, João Pinheiro, Sirlene Barbosa e Tiago Judas

14h30 – Quadrinhos e hip hop: o selo Sumário de Rua e Hip Hop Genealogia, com Mateus Potumati, o jornalista Amauri Gonzo e o rapper Ogi

16h – Veneta em 2017, com Rogério de Campos, André Toral, Alexandre Teles, Marcelo D’Salete e Yuri Moraes.

Endereço: R. Araujo, 124, 1º andar – República – São Paulo/SP

Entrada gratuita. Atividades sujeitas a lotação do espaço

“Sendero Luminoso” apresenta retrato chocante da guerra civil no Peru

sendero_veneta

Do Press-Release

Durante uma década, de 1980 a 1990, o Peru foi devastado por uma guerra suja entre o grupo Sendero Luminoso e o governo do país. Nessa guerra, as maiores vítimas foram os camponeses, pegos no fogo cruzado entre militares e guerrilheiros. Cerca de 70 mil pessoas foram mortas e outras tantas,  presas e torturadas. Muitas desapareceram.

Sendero Luminoso – História de uma guerra suja (208 páginas, R$ 64,90), de Jesús Cossio, Luis Rossel e Alfredo Villar, que a Veneta traz ao Brasil, é um testemunho chocante desse período de violência.

Formado por jovens estudantes no Peru de fim dos anos 1960, o Sendero Luminoso surgiu como uma reação a medidas do então governo militar na área da educação, que limitavam o acesso da população ao ensino gratuito.

Secundaristas e universitários promoveram várias manifestações pelo país, mas a brutal repressão policial ajudou a transformar o grupo estudantil em uma das mais violentas organizações da América Latina.

Com tradução de Rogério de Campos e Bárbara Zocal, Sendero Luminoso narra episódios sangrentos e chocantes da guerra tomou o Peru nos anos 1980, fazendo vítimas tanto no campo quanto nas cidades. As histórias vêm acompanhadas de comentários sobre o contexto histórico e político dos acontecimentos narrados.

O lançamento acontece na Bienal dos Quadrinhos de Curitiba, que vai até domingo. Jesús Cossio está no Brasil para participar da programação do evento.

Coletânea de Robert Crumb chega neste mês pela Veneta

vivaarevolucaocrumb

Já faz dois anos que a mesma editora lançou A mente suja de Robert Crumb. Já estava na hora de trazer mais material do papa da contracultura para os leitores.

Viva a Revolução! é uma coletânea de histórias selecionadas pelo editor Rogério de Campos – que também assina o prefácio – que evidenciam o humor sarcástico de Crumb ao tratar de temas polêmicos como feminismo, machismo, racismo, poluição, violência policial, consumo desenfreado.

Entre os personagens que povoam suas histórias estão a heroína feminista e libertária Lenore Goldman, o ingênuo ativista Projunior e Frosty, o boneco de neve guerrilheiro, além do próprio Robert Crumb, que aparece em histórias autobiográficas.

Viva a Revolução! tem capa dura, 144 páginas, capa colorida, miolo preto e branco e preço um pouquinho salgado: R$ 89,90. Está em pré-venda no site da Veneta e deve chegar às lojas especializadas e livrarias ainda neste mês.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017