Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Mundo dos Super-Heróis

Revista Mundo dos Super-Heróis comemora 10 anos de vida

Mundo10anos

Do Press-Release

A edição de número 81 da revista Mundo dos Super-Heróis, que chegou às bancas de todo o País neste mês, representa um feito sem precedente no mercado editorial brasileiro: é a primeira vez que uma revista que tem como foco os heróis das histórias em quadrinhos alcança a marca de 10 anos de publicação ininterrupta.

Lançada em 2006 pela Editora Europa no embalo do filme Superman – O Retorno, a revista não tinha periodicidade fixa. Menos de um ano depois, firmou-se como bimestral e, finalmente, mensal. Desde então, foram produzidas e publicadas mais de 5.500 páginas (descontados anúncios e capas) de conteúdo editorial exclusivo e original – ou seja, nenhuma matéria foi traduzida de material licenciado de outras publicações.

Para o editor e idealizador da Mundo dos Super-Heróis, Manoel de Souza, um dos fatores de sucesso e longevidade da revista são os “dossiês”. Foi com esse nome que ele batizou as matérias de capa, caracterizadas pelo detalhamento, profundidade da pesquisa e caráter didático sobre conhecidos super-heróis dos quadrinhos – Batman, Homem-Aranha, Superman, Wolverine, Vingadores – e sua carreira no cinema, TV, home video, games e figuras de ação.

Pauta diversificada

A edição comemorativa traz na capa outra aniversariante: a Mulher-Maravilha. Criada nos quadrinhos em 1941, a super-heroína está completando 75 anos, celebrados pela editora DC Comics em uma série de eventos que culminarão no lançamento do seu primeiro longa-metragem solo nos cinemas, em junho do ano que vem.

“Além dos dossiês, a revista tem uma pauta diversificada, que inclui críticas de filmes, entrevistas exclusivas com artistas nacionais e estrangeiros, curiosidades sobre personagens e seus criadores e até um quiz para os leitores testarem seus conhecimentos sobre super-heróis”, comenta Souza.

Essa ligação com os leitores é outra característica marcante da publicação desde o primeiro número. A Mundo dos Super-Heróis mantém até hoje uma seção de “cartas” com críticas, elogios e sugestões feitas por e-mail e redes sociais. Publica também desenhos enviados pelos leitores e, em alguns casos, coloca profissionais para comentarem as artes e dar dicas aos autores.

“Quando comecei a desenhar em 1985, aos 12 anos, já bolava minhas próprias revistinhas em folhas de sulfite dobradas e desenhadas a lápis. Gostava de tudo: roteiro, desenho, edição”, relembra Souza. Formado em Desenho de Comunicação, ele tinha mais de uma década de experiência no segmento de revistas quando decidiu criar a Mundo dos Super-Heróis.

Antes disso, foi ilustrador, editor de arte, repórter e chefe de redação até chegar ao cargo de editor da revista Natureza, um dos principais produtos da Editora Europa, que fala sobre jardinagem e paisagismo.

Produtos derivados

Nos últimos anos, a revista regular deu origem a edições especiais, como a revista-pôster sobre o filme X-Men: Apocalipse, no início deste ano, e Grandes Artistas: Stan Lee, em 2014. Hoje, a principal aposta derivada da Mundo dos Super-Heróis são livros que formam a Coleção Super-Heróis. Até o momento, foram lançados dois volumes: Homem-Aranha/Flash, em 2015, e Batman/Homem de Ferro, no mês passado.

De olho no crescente filão de blockbusters de super-heróis que atraem milhares de espectadores, a editora colocou em prática os planos para outra linha de livros, desta vez atrelados exclusivamente aos lançamentos do cinema. O primeiro deles, Esquadrão Suicida, chega às livrarias nas próximas semanas, enquanto que Doutor Estranho – filme da Marvel que estreia em novembro –está em fase de produção.

A Mundo dos Super-Heróis está disponível também em formato digital. Manoel de Souza não acredita que algum dia essa versão venha a substituir a impressa. “O leitor de quadrinhos tem um apego especial às publicações em papel. Talvez seja um hábito vindo do colecionismo: ele gosta de tocar, folhear, guardar na estante. Muitos dizem encontrar prazer em ir à banca de jornal para ver se a revista chegou ou ficar aguardando a entrega do Correio, se for assinante”.

O editor lembra que depois seis anos de crescimento, o mercado norte-americano de quadrinhos digitais registrou sua primeira retração em 2015, de 10%. “Acho que somos corajosos por insistir num formato que muita gente diz que vai acabar, mesmo conhecendo a complexidade da distribuição num país de dimensões continentais. Mas esse também é um diferencial da Mundo, acreditar numa ideia e fazer acontecer. Deu certo nos últimos 10 anos, pode continuar dando certo nos próximos 10”, aposta.

“Mundo” lança Coleção Super-Heróis

Coleção Mundo dos Super-Heróis

Do Press-Release

Em seus quase dez anos de existência, a Revista Mundo dos Super-Heróis ficou conhecida como a “revista dos grandes dossiês”, aquelas reportagens de capa extremamente aprofundadas que esmiúçam a carreira de personagens, artistas e editoras.

Pois agora uma boa parte desse valioso material (inclusive de edições já esgotadas) foi reeditado e ampliado para sair em sete volumes capa dura na Coleção Super-Heróis. O resultado é uma enciclopédia ímpar, que merece lugar de destaque na estante de todo fã de cultura pop.

Cada livro da Coleção Super-Heróis tem 100 páginas, formato 19,4 cm x 25,4 cm e é dividido entre um herói da Marvel e outro da DC. E, de cara, a coleção traz o Homem-Aranha e o Flash, dois dos mais cativantes personagens dos quadrinhos.

O Homem-Aranha é o ápice do estilo da Marvel de criar heróis falíveis e assolados por problemas do cotidiano, uma fórmula de sucesso que acompanha a editora há mais de cinco décadas. Já o Flash surgiu na Era de Ouro dos quadrinhos (1938 a 1945) e teve grande importância na recuperação do gênero super-heróis nos anos 1950. Hoje, é uma personalidade sempre em evidência nas tradicionais sagas da DC.

Esse é o conteúdo de toda a Coleção Super-Heróis:
> Volume 1: Homem-Aranha / Flash
> Volume 2: Batman / Homem de Ferro
> Volume 3: Capitão América / Lanterna Verde
> Volume 4: Superman / Thor
> Volume 5: Hulk / Aquaman
> Volume 6: Mulher-Maravilha / Wolverine
> Volume 7: Demolidor / Arqueiro Verde

A Coleção Super-Heróis está à venda nas bancas e livrarias a partir de abril, com periodicidade bimestral. Cada exemplar custa R$ 49 (a coleção toda sai por R$ 343). Mas é possível conseguir um belo desconto ao comprar diretamente na Editora Europa. Daí, a coleção sai por R$ 249 à vista (ou 12 parcelas de R$ 20,75). Assim, cada exemplar custa menos de R$ 36, e o frete é por conta da editora (válido só para endereços no Brasil).

Para adquirir a Coleção Super-Heróis, basta ligar para (11) 3038-5050 (Grande São Paulo) ou 0800 8888 508 (demais localidades). Quem preferir, pode também fazer a assinatura da coleção pelo site.

“Mundo dos Super-Heróis” traça panorama do Batman no Brasil

Mundo71_capa

Do Press-Release

Nas bancas brasileiras, Batman sempre teve lugar de destaque. O personagem ajudou as revistas em quadrinhos a se estabelecerem no país e, desde 1940, praticamente não deixou de ser publicado. Hoje, com 75 anos de uma sólida carreira de edições mensais e especiais, o Homem-Morcego tem muitos motivos para ser um dos personagens mais conhecidos das HQs.

A revista Mundo dos Super-Heróis 71 (outubro/2015) traz uma reportagem de capa com a trajetória do Homem-Morcego no Brasil, que mostra os bastidores das editoras em que o personagem passou, as traduções bizarras e as edições memoráveis publicadas no país, como Cavaleiro das Trevas, Ano Um, Piada Mortal e muitas outras publicações.

O pôster que acompanha a edição traz ainda mais Batman, com uma linha do tempo com os momentos mais importantes da carreira do personagem no Brasil, desde sua estreia na revista Lobinho até a nova publicação semanal da Panini, Batman Eterno. No verso, uma incrível ilustração do  Homem-Morcego feita pelo talentoso desenhista brasileiro Caio Cacau.

Outras matérias

Para quem está esperando as principais séries de TV de super-heróis, a reportagem “Invasão em Série” traz os detalhes das novas temporadas de The Flash, Arrow, Gotham, Agents of Shield, entre outras, além de falar das estreias de Supergirl e Legends of Tomorrow.

Em visita ao Brasil, o artista britânico Peter Milligan conversou com a Mundo sobre seu legado na Vertigo e de seus vários trabalhos com super-heróis, como Batman/Superman e Liga da Justiça Dark, o que rendeu uma entrevista exclusiva.

Confira 10 curiosidades sobre Deadpool, o herói mais politicamente incorreto da Marvel. A seção Action-Figures traz as novas estátuas da DC produzidas pela Iron Studios, com design de Ivan Reis. A linha do tempo traz a carreira de Shang-Chi, o lutador de artes marciais da Casa das Ideias conhecido como Mestre do Kung Fu.

Completam esta edição: Peneira Pop, com a cobertura da ComicCon RS, notícias e curiosidades sobre os super-heróis; quiz para testar os conhecimentos dos leitores; a trajetória de Tom DeFalco, editor-chefe e roteirista de um dos períodos mais lucrativos da Marvel; resenhas, dicas de leitura e cartas dos leitores.

Sobre a revista

A Mundo dos Super-Heróis é a única revista brasileira especializada no universo dos super-heróis nas mais diferentes mídias: quadrinhos, livros, séries de TV, desenhos animados, internet e cinema. É também a mais duradoura publicação sobre o gênero, distribuída em bancas desde 2006 e com mais de 70 edições lançadas

SERVIÇO:

Mundo dos Super-Heróis 71

68 páginas

Formato 20,5 x 27,5 cm

Preço: R$ 12,50.

À venda em bancas de jornal, livrarias e lojas especializadas de todo o país. Assinaturas e compra de números atrasados podem ser feitas pelos telefones (11) 3038-5050 e 0800-888508 ou pelo site www.europanet.com.br/superheroi.

Disponível também em versão digital na Apple Store e site www.iba.com.br (assinantes da revista impressa têm acesso gratuito ao conteúdo digital).

Conheça também a revista nas redes sociais: facebook.com/revistaMSH e Twitter @superherois.

“Mundo dos Super-Heróis” explica fracasso de “Quarteto Fantástico” no cinema

Mundo dos Super-Heróis 70

Do Press-Release

Quarteto Fantástico, a terceira incursão no cinema da equipe de super-heróis dos quadrinhos, vem amargando nas bilheterias. No fim de semana de estreia nos Estados Unidos, faturou US$ 26 milhões, muito abaixo da expectativa dos executivos da 20th Century Fox e menos da metade arrecadada pelas produções anteriores, em 2005 e 2007.

A revista Mundo dos Super-Heróis 70 (agosto 2015) publica reportagem de capa que tenta explicar o fracasso do filme por motivos de vão muito além da falta de fidelidade aos quadrinhos que serviram de matéria-prima. A equipe da publicação assistiu ao filme antes da estreia e faz uma crítica em que aponta os piores momentos e aqueles (poucos) que se salvam.

A matéria traz ainda informações de bastidores que já davam indícios de que o resultado viria a ser frustrante tanto para o público como também para o estúdio. Como complemento para os fãs que não estão habituados à leitura dos quadrinhos de super-heróis, a revista explora alguns dos elementos de ficção científica presentes nas tramas do Quarteto Fantástico e um pôster central destacável de página dupla, ilustrado pelo brasileiro Joe Bennett, com arte final de Nelson Pereira e cores de Ellis Carlos.

O verso do pôster oferece uma “linha do tempo” com os principais fatos que marcaram o Quarteto Fantástico nos quadrinhos, TV e cinema desde sua criação em 1961 pelos lendários Stan Lee (roteiro) e Jack Kirby (arte), até a estreia do filme neste ano.

Outras matérias

O desenhista Jae Lee deu uma entrevista exclusiva para a Mundo dos Super-Heróis em que fala da carreira e limitações artísticas. Conhecido por seu estilo realista, Lee vem ao Brasil em dezembro para participar como convidado especial da Comic Con Experience, evento de cultura pop que acontece de 3 a 6 de dezembro, em São Paulo.

Para os colecionadores e fãs do Batman, a seção Action Figures faz um passeio pelas figuras de ação, estátuas e miniaturas baseadas na série do Homem-Morcego exibida na TV nos anos 1960. Apesar da enorme legião de fãs, produtos relacionados ao programa foram impedidos de chegar ao mercado por conta de um enrosco contratual entre a Fox e a Warner. Alguns desses bonecos receberam tratamento de luxo e custam mais de R$ 1.000,00.

Completam esta edição: Peneira Pop, com a cobertura da Fest Comix, notícias e curiosidades sobre os super-heróis; quiz para testar os conhecimentos dos leitores; o renascimento dos X-Men nos quadrinhos na década de 1970; linha do tempo do herói Luke Cage, que chega numa série exclusiva da Netflix no ano que vem; a trajetória da First Comics, editora independente que encarou as gigantes Marvel e DC nos anos 1980; análise da série O Longo Dia das Bruxas, uma das mais icônicas do Batman nos quadrinhos; resenhas, dicas de leitura e cartas dos leitores.

Sobre a revista

A Mundo dos Super-Heróis é a única revista brasileira especializada no universo dos super-heróis nas mais diferentes mídias: quadrinhos, livros, séries de TV, desenhos animados, internet e cinema. É também a mais duradoura publicação sobre o gênero, distribuída em bancas desde 2006 e com 70 edições lançadas.

SERVIÇO:

Mundo dos Super-Heróis 70

68 páginas / Formato 20,5 x 27,5 cm / Preço: R$ 12,50.

À venda em bancas de jornal, livrarias e lojas especializadas de todo o país. Assinaturas e compra de números atrasados podem ser feitas pelos telefones (11) 3038-5050 e 0800-888508 ou pelo site www.europanet.com.br/superheroi. Disponível também em versão digital na Apple Store (assinantes da revista impressa têm acesso gratuito ao conteúdo digital). Conheça também a revista nas redes sociais: facebook.com/revistaMSH e Twitter @superherois.

Especial Stan Lee, O criador e suas maravilhas, na Mundo

EspecialStanLee001 capa

A revista Mundo dos Super-Heróis traz uma edição especial com a incrível carreira de Stan Lee, o grande criador do universo Marvel. Conheça os principais detalhes de sua longa carreira, inclusive as várias curiosidades e inúmeras polêmicas.

Essa edição especial de 68 páginas é dividida em:

> Primeiros tempos (1922-1960)
O início da carreira de Stan Lee na Timely (a antiga Marvel) aos 17 anos e as curiosidades sobre seu trabalho e vida pessoal.

> Um universo fantástico (1961-1970)
Como a parceria entre Stan Lee e outros artistas (Jack Kirby, Steve Ditko…) mudou os rumos da Marvel e rendeu a criação do Quarteto Fantástico, Homem-Aranha, Vingadores, Hulk e outros tantos super-heróis que encantam gerações.

> Diferenciais de sucesso (1965-1967)
Os outros fatores que alavancaram a Marvel: suas primeiras animações e o tratamento vip dado aos leitores.

> De olho nos negócios (1970-2015)
Como Stan Lee deixou os roteiros para se tornar o publisher responsável por abrir novas oportunidades para a Marvel. Listamos os principais projetos em que o artista esteve envolvido até os dias de hoje.

> Guerra de egos
Os detalhes das lendárias brigas e desentendimentos entre Stan Lee e seus parceiros Jack Kirby e Steve Ditko em meio ao sucesso da Marvel nos anos 1960 e 1970.

> Participações especiais
Seja em filmes, séries e desenhos animados, Stan Lee virou ícone pop. Listamos seus momentos mais divertidos no cinema e na TV.

> Leitura obrigatória
Uma seleção de 21 gibis marcantes criados por Stan Lee e seus parceiros, além da indicação de onde essas histórias saíram no Brasil.

> Palavras do mestre
Em duas entrevistas, Stan Lee comenta sua carreira e como criou seu mais famoso personagem – um certo herói aracnídeo.

> Artigo final
O escritor e jornalista Roberto Guedes fala do estilo carismático do publisher Stan Lee e a importância dele para os quadrinhos.

EspecialStanLee020

SERVIÇO:
O Especial Mundo dos Super-Heróis Grandes Artistas 1: Stan Lee custa R$ 12,50 e já está nas bancas em São Paulo capital e Rio de Janeiro capital. No restante do país, a revista será lançada no começo de setembro. Para receber a revista em casa, basta ligar para (11) 3038-5050 ou 0800 8888 508 ou acessar www.europanet.com.br/superheroi (na aba “edições especiais”)VERSÃO DIGITAL

Todo o conteúdo da Revista Mundo dos Super-Heróis está a venda também no site da editora: www.europadigital.com.br.

Mundo dos Super-Heróis destaca “Batman vs. Superman”

Mundo 68_ 01 capa

Do Press-Release

Imperdível! A batalha do século será mostada em breve nos cinemas e a Mundo dos Super-Heróis 68 traz todos os detalhes para você se preparar para esse grande confronto. E mais: as novidades sobre o filme do Esquadrão Suicida e o futuro da DC no cinema.

Super-pôster: Batman e Superman: Uma impressionante imagem de 55 cm x 41 cm baseada no esperado filme dos heróis, acompanhado de uma linha do tempo com os encontros deles nos quadrinhos

Outras matérias desta edição:

Steve Englehart: Numa entrevista exclusiva, o autor de grandes HQs da Marvel revela detalhes de sua carreira e de seu processo de criação. Ele está prestes a visitar o Brasil na Fest Comix.

Charlton Comics: A imperdível história da editora que contou com o talento de Steve Ditko, Dick Giordano e outros profissionais, e criou heróis aclamados pelos fãs, como Besouro Azul, Capitão Átomo e Questão.

De volta ao básico: Os detalhes de Surpreendentes X-Men, a revista que apostou nos elementos tradicionais dos mutantes e se tornou um dos novos clássicos das HQs.

Surfista Prateado: Linha do tempo sobre o mais famoso herói cósmico da Marvel. Acompanhe os principais momentos do Surfista, desde sua estreia até sua atual série de sucesso.

Coleção dos Vingadores: As impressionantes estátuas baseadas no filme Era de Ultron produzidas pela empresa brasileira Iron Studios.

Peneira Pop: Supergirl, Flash, Legends of Tomorrow: um guia para você acompanhar as melhores séries de super-heróis do momento e saber quais são as maiores apostas dos estúdios. E mais: as principais notícias sobre o mundo das HQs e afins.

Homem-Cronologia: O mais sábio dos heróis explica a recente mudança dos poderes do Superman.

Universo Marvel/DC: A carreira de Jim Aparo, um dos mais importantes desenhistas das HQs do Batman e autor de vários outros trabalhos para a DC.

Etc & Tal: O editor Maurício Muniz conta as dores e os prazeres de lançar no Brasil As Aventuras da Liga Extraordinária, um dos mais cultuados trabalhos do roteirista Alan Moore.

Recebemos
Resenhas de HQs e uma seleção de trabalhos independentes.

Artista do pôster: Os bastidores da incrível imagem de Batman e Superman desenhada pelos brasileiros Allan Goldman e colorida por Rodrigo Fernandes.

Desafio dos heróis: Teste seus conhecimentos e descubra em que nível de poder nerdístico você se encontra.

A Mundo dos Super-Heróis 68 já está nas bancas em São Paulo e Rio de Janeiro e estará disponível em breve em todo país.

Artigo: Liderança equivocada

abrahq

Por Heitor Pitombo

Artigo publicado originalmente na revista Mundo dos Super-Heróis 65 (março/2015) e reproduzido com autorização do autor e da publicação.

Em 30 de janeiro, enquanto se comemorava o Dia do Quadrinho Nacional, foi lançada no Rio de Janeiro a autointitulada Academia Brasileira de Histórias em Quadrinhos (ABRA-HQ). A cerimônia teve direito a hino nacional (ver vídeo abaixo), entrega de medalhas e tudo o mais. Na ocasião, foram anunciados os nomes de 20 artistas que nomeiam as cadeiras da instituição – incluindo o mestre norte-americano Alex Raymond -, assim como os de 20 “imortais” que as ocupam. Entre eles, alguns colecionadores.

Se não bastasse o fato desses nomes não terem passado por nenhuma votação entre a classe de quadrinhistas brasileiros, a presidente e porta-voz da Academia, a atriz e roteirista Agata Desmond, vem usando habilmente a mídia não especializada para divulgar propostas inócuas e espalhar inverdades sobre o mercado brasileiro, como disse numa entrevista para a Rádio Nacional-RJ: “As histórias em quadrinhos no Brasil tiveram seu auge no tempo da Rio Gráfica, da Ebal, da Vecchi e da Bloch, que foi o último império a cair. Agora, não tem mais editora, ninguém faz nada, os artistas estão desempregados”.

Sim, até os anos 1980, houve muitas redações que mantinham grandes equipes produzindo quadrinhos nacionais para as bancas. Mas a crise que tem abalado o mercado de revistas e jornais nas últimas décadas também se estendeu para as HQs – ainda que o estúdio de Mauricio de Sousa continue firme e forte até hoje. Por outro lado, nunca se produziu tantos quadrinhos no país como nos últimos dez anos. Se o segmento perdeu espaço nas bancas, ganhou um recanto nas livrarias.

Mecanismos como o Catarse, os editais do ProAC e o crescimento dos eventos de quadrinhos Brasil afora têm permitido a circulação e a visibilidade dessa produção – que, aliás, ostenta uma qualidade excepcional. Mestres reverenciados pela Academia, como Edmundo Rodrigues (1935-2012), nunca tiveram seus trabalhos lançados com o requinte gráfico que muitos iniciantes conseguem bancar via crowdfunding.

A família de Edmundo, por sinal, designou Agata para ser curadora de sua obra, e esta não mede esforços para frisar que a ideia da ABRA-HQ foi inspirada em uma vontade do mestre de que seu trabalho fosse preservado, e para colocar o nome do finado desenhista em destaque quando fala de seu projeto para a mídia. Curioso que, em seus últimos anos de vida, Edmundo até demonstrava disposição para falar sobre sua carreira, mas sua família rechaçou diversas tentativas que alguns jornalistas fizeram para entrevistá-lo, muitas delas com o intuito de registrar seu legado para a posteridade.

Outra coisa estarrecedora é como grandes veículos (jornais, rádios e até TVs) reverberaram a notícia da fundação da ABRA-HQ sem fazer nenhuma reflexão e dando vacilos de apuração. Muitos colegas chegaram a escrever absurdos, como fez a jornalista de O Globo On Line, Clarissa Pains, ao dizer numa reportagem publicada em 18 de fevereiro que o Tico-Tico era “uma tira nacional da década de 1940”. Até mesmo a repórter da Globo News, Elisabete Pacheco, numa matéria que foi ao ar em 30 de janeiro, entoou a seguinte pérola: “Hoje os desenhistas só publicam quadrinhos no Brasil graças a vaquinhas feitas na internet” (assista aqui).

Apesar de possuir em sua cúpula membros ativos que defendem que autores como Angeli, Laerte, Glauco e os gêmeos Moon e Bá não têm espaço na Academia – e que sustentam absurdos como o fato do mutante Charles Xavier, dos X-Men, ter sido inspirado no nosso Chico Xavier –, há gente bem intencionada por trás da iniciativa. Todos acreditam estar unidos em um projeto para melhorar as condições de quem produz quadrinhos.

Mas a maioria esmagadora da classe vem se manifestando pela internet e tem repudiado uma entidade que, nesses moldes, não tem condições de liderar e unir a classe em todo o país. O mais correto teria sido lançar a ideia do projeto e discuti-lo exaustivamente com todos os segmentos para só depois formalizá-lo com uma liderança democraticamente constituída. Do jeito que está, a ABRA-HQ está se aproveitando de seu espaço na mídia para passar uma imagem equivocada do mercado. E esse modelo de liderança, para muitos, é intolerável.

Se fica uma lição desse episódio, é que os artistas nacionais precisam acordar e se organizar em torno de uma entidade forte e representativa, que lute pelo que realmente interessa a esse segmento tão vilipendiado.

Heitor Pitombo é jornalista e defende que academias de quadrinhos tenham suas cadeiras ocupadas apenas por artistas.

20º FestComix começa nesta quinta-feira (1)

anuncio-fest-comix-2014-682x10241

Depois de um ano de ausência – o estande da Comix na Festa do Livro da CCJ no ano passado não conta –, a maior feira de quadrinhos do Pais está de volta, agora em nova data e local.

O evento, tradicionalmente realizado em outubro no Espaço São Luiz, neste ano acontece em maio, de 1 a 4, no Centro de Convenções Imigrantes. São 15 mil metros quadrados de área que contemplam o salão da Comix Book Shop e estandes de lojas especializadas.

O 20º Fest Comix não só manteve, como também incrementou a programação paralela de palestras e sessões de autógrafos.

Os encontros acontecem todos os dias a partir das 13h e contam com nomes como Fabio Yabu, Joe Bennet, Danilo Beyruth, Vitor Cafaggi, Daniel Esteves, Gonçalo Jr., Estevão Ribeiro, Gustavo Duarte, Daniel HDR, Will Conrad, editores de quadrinhos (Panini, HQM, JBC, Mauricio de Sousa), e os gringos Shawn Martinbrough, Jim Krueger e Joshua Dysart (veja programação completa de palestras aqui e de sessões de autógrafos aqui).

Há também muitos lançamentos programados. Entre eles, a esperada conclusão de Yeshuah, de Laudo Ferreira e Omar Viñole, e o livro Humor Paulistano, de Toninho Mendes, sobre a Circo Editorial (mais lançamentos aqui).

Na programação paralela, as revistas Mundo dos Super-Heróis e Mundo Nerd, da Editora Europa, vão ocupar o Espaço Mundo, com bate-papo entre a equipe que faz as publicações e os leitores. Entre os temas estão adaptações históricas para os quadrinhos, os personagens da Marvel e DC no cinema e TV, animes, Doctor Who, Star Wars, financiamento coletivo e outros (programação completa aqui).

Outras atividades desta edição é o já famoso concurso de cosplayers, exposição de action figures e dois eventos simultâneos: X5 Game Arena e Mega Anime X.

Facada

Espaço maior, mais dias de evento, programação bacana, 500 mil gibis com descontos que vão de 20% a 80%…

Está tudo muito bom, mas o valor do ingresso a R$ 80 é quase proibitivo e pode espantar parte do público habituado a frequentar o Fest Comix.

Para fugir da facada, o visitante tem duas opções: pagar meia entrada se for estudante (R$ 40 ainda é um valor alto, convenha-se) ou comprar o ingresso antecipadamente ao preço de R$ 15 – mas esta opção é válida somente até hoje (28).

Quem for de carro ainda desembolsa R$ 30 de estacionamento.

SERVIÇO
20ª Fest Comix
De 1 a 4 de maio, das 10h às 20h
Centro de Convenções Imigrantes (Rodovia dos Imigrantes 1ª – Cursino )
Traslado gratuito de ida e volta entre o metrô Jabaquara e o evento (das 9h30 às 21h)
Informações: www.festcomix.com.br

Mundo dos Super-Heróis chega à 50ª edição

 M

A edição de dezembro da principal publicação brasileira sobre quadrinhos e outras mídias relacionadas ao gênero de super-heróis começa a chegar às bancas do País na próxima segunda-feira (23).

Para comemorar o marco de 50 edições, a capa apresenta 50 histórias (25 da editora Marvel e 25 da DC) escolhidas pela redação. Na seleção, os jornalistas optaram por HQs marcantes, mas pouco conhecidas. A capa foi ilustrada pelo artista brasileiro Caio Cacau.

A edição traz também um pôster central de 55 x 41 cm do filme O Homem de Aço; no verso, uma linha do tempo mostra a trajetória do Superman no cinema, seriados de TV e animações.

Outros destaques são: cobertura do Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), realizado em novembro na capital mineira, e uma entrevista exclusiva feita durante o evento com o quadrinhista George Pérez; calendário com lançamentos para 2014 e matéria especial sobre a coleção de miniaturas do Batmóvel que a Eaglemoss trará para o Brasil; artigos sobre a série em quadrinhos Drácula, da Marvel, e o álbum Hicksville; a continuação da série de matérias sobre as grandes sagas da DC Comics; resenhas de lançamentos, cartas e desenhos dos leitores.

Mundo dos Super-Heróis 50 tem 64 páginas, capa e miolo coloridos, e preço de R$ 10,90. Compra de exemplares, assinatura e versão digital podem ser adquiridos no site da editora.

Veja quem são os expositores do Mercado de Pulgas HQ Edição Extra

P

Em que pese o clima festivo, os quizes animados, os bate-papos com profissionais e o relacionamento entre fãs, não se pode negar que a principal atração do Mercado de Pulgas HQ é ser justamente… um mercado de pulgas!

Ou seja, um local onde pessoas se reúnem para comprar gibis, mangás, bonecos, livros e DVDs, novos e usados, a preços abaixo do normalmente praticado.

Num ano sem Fest Comix em São Paulo, a edição extra que acontece no dia 30 de novembro é mais que bem-vinda.

Os organizadores acabam de liberar a lista de “expositores”: editoras, lojas e colecionadores que vão comercializar parte de seu estoque ou coleção. Este ano, vários profissionais – este editor, inclusive – vão ocupar algumas das 35 meses disponíveis.

Veja a lista. Abaixo, o mapa do evento.

SALÃO A

A1 – Guia dos Quadrinhos
Diversos gibis nacionais e importados da coleção de Edson Diogo.
A2 – Gal Editora (editora)
Álbuns da editora com até 50% de desconto. Quadrinhos nacionais e importados da coleção de Maurício Muniz.
A3  – Nerd Attack (loja)
Colecionáveis e HQs importadas.
A4 – Sebo Multiverso (loja)
Coleções fechadas de manga, minisséries completa da abril, hq’s da  panini e encadernados importados.
A5 – Mundo HQ – Quadrinhos e mangás (loja)
Coleções, minisséries, raros e especiais.
A6 – Gustavo Pedro de Oliveira (colecionador)
Quadrinhos nacionais e importados. Raridades das década de 60, 70, 80 e 90. Encadernados importados e formatinhos da Abril.
A7 – Gustavo Daher (colecionador)
Encadernados, HQ’s importadas, revistas em formato americano (novas e usadas) da Abril, Panini, Mythos, Globo, Metal Pesado, Pixel, Marvel, DC, Vertigo, Image e DVDs.

A8 – Balão Editorial (editora)
Livros da Balão Editorial e material da coleção pessoal de Guilherme Kroll.
A9 – Flash Point (loja)
Quadrinhos novos e usados, formatinhos da Abril, games, retrogames e muito mais.
A10 – Wilson Simonetto e Pedro Luiz (colecionadores)
Gibis variados: Marvel, DC, Mônica, Disney, Bonelli.
A11 – Jota Silvestre e Leonardo Vicente (colecionadores)
Vários itens da coleção: mensais Panini (Marvel e DC), álbuns diversos e DVDs.
A12 – Mundo dos Super-Heróis
Assinatura, edições avulsas da revista e livros.
A13 – Empório HQ (loja)
Quadrinhos nacionais novos.
A14 – Planeta Gibi (loja)
Quadrinhos Disney, Turma da Mônica e infanto-juvenis em geral; Marvel e DC da Ebal, Abril e Panini.
A15 – Kauan Vinicius (colecionador e artista plástico)
Camisetas personalizadas, canecas, chaveiros emblemas de super-heróis, entre outros itens personalizados.
A16 – José Braga – Castelo de Caixas (colecionador)
Caixas organizadoras para gibis, álbuns antigos de figurinhas e gibis Abril/Disney.
A17 – Comic Hunter (loja)
Quadrinhos nacionais e importados, novos e antigos.
B18 – Pop Arts (loja) 
Quadrinhos novos e antigos.

SALÃO B

B1 – Denis Tchobnian Cardoso (colecionador)
HQs (coleções completas) Marvel, DC, Disney; Miniaturas Hot-Wheels de filmes; DVDs originais de cult-movies antigos.
B2 – Paulo Cesar Santos e André Farias (autores)
Exemplares da hq independente, DRACONIAN. Além de outros quadrinhos de nossos acervos pessoais.
B3 – Givanildo F. Dias (colecionador)
Formatinhos da Abril; formatos americanos da Panini e Abril; alguns livros temáticos de aventuras; Dvd e cds.
B4 – Sérgio Miranda (colecionador)
Vários itens, como revistas antigas nacionais (formatinho), edições originais americanas, pôsteres e cards.
B5 – Luiz Antonio Rocha e José Carlos (loja)
HQ diversas  nacionais e importadas; Automóveis em Miniatura relacionados à filmes e séries; Itens relacionados à série Star Wars.
B6 – Superbanca Superamigos (loja)
Quadrinhos formatinhos abril e Atuais Panini; Action Figures, Joes Vintage Estrela; Camisetas e Parafernálias.
B7 – Amanda Fernandes (loja)
Produtos e acessórios Geek/Nerd

B8 – As Baratas (loja)
Camisetas com artes exclusivas feitas de fãs para fãs por artistas nacionais com temas como quadrinhos, cinema, música entre outros.
B9 – Castelo do Gibi (loja)
Gibis especiais, séries e coleções completas.
B10 – José Carlos (colecionador)
Diversos itens da coleção: Marvel, DC, Disney, Turma da Mônica, mangá etc.
B11 – Fernando Tecchio (colecionador)
Quadrinhos Abril, importados e brinquedos antigos.
B12 – Piovesan Miniaturas (loja)
Miniaturas, mangas, cordões e chaveiros.
B13 – ERC Comics (loja)
Gibis Marvel e DC, Mangás, Action Figures e DVDs.
B14 -Top Gibi (loja)
Gibis nacionais, novos e usados de diversos gêneros.
B15 – GrilloHQ.com.br (loja)
HQs diversas, Disney, Marvel, DC, semi-novas e antigas, entre outras e action figures.
B16 – Renato Arlem (colecionador)
Diversas revistas nacionais e importadas, novas e usadas.
B17 – Thiago R. Valerio (colecionador)
Coleções e mini-séries completas Panini e Abril, action figures e itens colecionáveis dos anos 80.

Mapapulgas

O Mercado de Pulgas HQ (Edição Extra) é organizado pelo site Guia dos Quadrinhos, com patrocínio da loja Planeta Gibi e apoio cultural Gal Editora e revista Mundo dos Super-Heróis.

Serviço:
Mercado de Pulgas HQ – Edição Extra
Data: 30 de novembro
Horário: 10h às 20h
Local: Rua Domingos de Moraes, 1581 – Vila Mariana, a 200 metros do metrô
Entrada: R$ 5,00 (meia-entrada). Não pagam ingresso: visitantes fantasiados como personagens de quadrinhos ou da ficção científica e crianças até 10 anos
Informações: 
eventohq@guiadosquadrinhos.com

Página 0 de 3

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017