Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Melhores de 2012

Vencedores da Promoção Melhores HQs de 2012

Ontem divulgamos as HQs eleitas pelos leitores do Papo de Quadrinho. Os participantes concorreram a quatro livros em quadrinhos oferecidos pela promoção.

Os premiados foram escolhidos por meio de sorteio realizado no site Random.org. As HQs da promoção foram distribuídas na mesma ordem da divulgação e de acordo com a posição de cada participante no sorteio.

Conheça os ganhadores e seus prêmios:

Alexandre Michelacci: Astronauta – Magnetar

Rafael Rodrigues – Coleção Histórica Marvel – Vingadores

André Felipe Constante Roedel – Eu Sou o Homem de Ferro

Arthur Felipe – Sweet Tooth – Saindo da Mata

Parabéns aos ganhadores!

Eles serão contatados via e-mail e receberão suas HQs em casa sem nenhum custo.

Obrigado a todos os participantes e até a próxima promoção do Papo de Quadrinho.

As Melhores HQs de 2012 na opinião dos leitores

No início de dezembro, Papo de Quadrinho convidou seus leitores para fazer uma lista dos quadrinhos de que mais gostaram no ano.

Os participantes concorreram, por sorteio, a quatro livros em quadrinhos: Astronauta – Magnetar, Coleção Histórica Marvel – Vingadores, Eu Sou o Homem de Ferro e Sweet Tooth – Saindo da Mata.

No total, os leitores votaram em 140 diferentes títulos. O critério que definiu os vencedores foi a posição nas listas individuais, o que equivalia a uma pontuação diferente (5 pontos para o primeiro, 4 para o segundo e assim por diante).

Feitas as contas, confira as Melhores HQs de 2012 na opinião dos leitores:

1º LUGAR (107 pontos)

ASTRONAUTA-MAGNETAR (Danilo Beyruth, Panini)

Dando início à série Graphic MSP, Danilo Beyruth explora e aprofunda as características que transformaram o Astronauta num dos personagens mais queridos de Mauricio de Sousa: a ousadia e a solidão. O intrépido investigador depara-se com um evento raro no cosmos, uma magnetar, último estágio de uma estrela moribunda. Ao investigá-lo, um problema com a nave faz dele um náufrago espacial. O Astronauta vai buscar nas lembranças da infância na fazenda do avô a coragem para sair desta situação.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/10/21/astronauta-magnetar-razao-e-sensibilidade/

2º LUGAR (65 pontos)

FACE OCULTA #1 (Gianfranco Manfredi/Goran Parlov, Panini)

Série mensal da editora italiana Bonelli que a Panini trouxe ao Brasil no final do ano. A trama é ambientada no final do século XIX, num conturbado momento político em que o expansionismo da Itália estendia seus tentáculos na direção da Etiópia. O protagonista é Ugo Pastore, jovem inteligente, audacioso e íntegro que acompanha o pai em viagem de negócios à colônia italiana no país africano. Lá, Ugo envolve-se com obscuras transações diplomáticas e entra em contato com o enigmático Face Oculta, líder político e religioso que luta contra o imperialismo na Etiópia.

3º LUGAR (52 pontos)

DAYTRIPPER (Fábio Moon e Gabriel Bá, Panini) 

A morte vive a flertar com as pessoas, mas em que momento ela vem dar seu abraço fatal? Num dia simples de brincadeira infantil? No dia em que descobrimos o verdadeiro amor? Daytripper apresenta as muitas possíveis vidas do escritor Brás Domingos e mostra que o dia mais importante da vida é o hoje, pois nunca há a certeza do amanhã.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2011/12/09/daytripper-uma-viagem-so-de-ida/

4º LUGAR (48 pontos)

TEX EDIÇÃO ESPECIAL COLORIDA #1 (Mauro Boselli/Bruno Brindisi, Mythos)

O caubói mais famoso dos quadrinhos recebe a notícia de que seu parceiro Kit Carson morreu em circunstâncias misteriosas e parte para Spokane Falls em busca de justiça e vingança. A Mythos caprichou na edição em formato italiano (16 x 21 cm) e totalmente em cores. Fica a torcida dos fãs para que a editora mantenha a publicação, especialmente após o cancelamento do título Tex em Cores que republicava suas aventuras em ordem cronológica.

5º LUGAR (48 pontos)

HABIBI (Craig Thompson, Quadrinhos na Cia)

Com a peculiar sensibilidade que imprime a seus trabalhos, Craig Thompson (Retalhos) narra uma história de amor que atravessa décadas ao mesmo tempo em que traduz para os ocidentais os verdadeiros princípios da fé islâmica. Dodola e Zam, uma jovem e um bebê escravos, refugiam-se num navio em pleno deserto. Para passar o tempo, Dodola conta histórias como no conto As Mil e Uma Noites. Mas o mundo fora do refúgio é duro, e ambos acabam sucumbindo à crueldade dos homens antes que voltem a se encontrar.

Alguns esclarecimentos:

Daytripper foi lançada originalmente em 2011; porém, a edição com capa cartonada chegou às bancas apenas no início de 2012 e, portanto, é considerado um relançamento – o que é válido segundo o regulamento.

A presença de dois títulos da editora italiana Bonelli entre as melhores do ano (Face Oculta e Tex Edição Especial Colorida) é resultado de uma campanha feita pelo fórum TexBr. A ideia dos integrantes é que a boa votação das revistas garantam maior visibilidade e a manutenção de sua publicação – tanto pela Panini quanto pela Mythos. Mantido o controle para evitar fraudes e votos repetidos, o Papo de Quadrinho considera a campanha legítima e dentro do regulamento.

Tex Edição Especial Colorida e Habibi pontuaram igualmente (48 pontos). O critério de desempate adotado foi a quantidade de votos recebidos por cada título (13 contra 12, respectivamente).

Amanhã, dia 8, serão anunciados os participantes que ganharam por sorteio as quatro HQs da promoção. Fique atento!

E não deixe de conferir a lista de Melhores HQs de 2012 na opinião dos editores do Papo de Quadrinho!

Papo de Quadrinho elege os Melhores Livros de 2012

Nossa última lista de melhores do ano é dedicada aos livros. Sim, porque nós gostamos de ler outras coisas além de HQs!

O leitor vai notar, porém, que mesmo na literatura nossa preferência passa pelos quadrinhos, jogos e fantasia.

Então, conheça a lista de Melhores Livros de 2012 do Papo de Quadrinho:

SUPERDEUSES (Grant Morrison, Editora Seoman)

Morrison pode ser um chato quanto quer, mas é também um gênio quando precisa. Em Superdeuses, constrói uma obra autobiográfica ao mesmo tempo em que traça a trajetória dos quadrinhos de super-heróis desde a Era de Ouro. O autor é um dos expoentes da chamada “invasão britânica” no início dos anos 1990 e descreve os bastidores desta fase de maneira inédita. A maior crítica da edição brasileira foi a capa – por isso, a editora já confirmou que deve refazê-la.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/10/08/superdeuses-e-leitura-obrigatoria-mas-so-para-iniciados/

LEVIATÃ: A MISSÃO SECRETA (TRILOGIA LEVIATÃ)

Livro I (Scott Westerfeld, Galera Record)

Westerfeld, autor da série Feios, reinventa a Primeira Guerra Mundial em uma narrativa steam punk. Em lados opostos, mekanistas lutam com aparatos movidos a vapor e darwinistas usam imensos animais geneticamente modificados e adaptados para a batalha. Alek Ferdinand, príncipe do império austro-húngaro, está sem saída. Perdeu seu título e o apoio do povo, restando apenas um imenso ciclope Stormwalker e um grupo leal de homens. Por outro lado, Deryn Sharp é uma jovem plebeia que se disfarça de homem para ingressar na Força Aérea Britânica. Os caminhos dela e de Alek se cruzarão de maneira inesperada, levando-os a bordo do Leviatã para uma viagem que mudará suas vidas.

NOITE ETERNA

Livro III – Trilogia da Escuridão (Guillermo del Toro/Chuck Hogan, Rocco)

O aguardado desfecho da Trilogia da Escuridão, do premiado cineasta Guillermo Del Toro em parceria com Chuck Hogan, chega às mãos dos leitores brasileiros. Dois anos após o início da epidemia de vampiros que se alastrou pelo globo, os dias têm apenas duas horas de sol e a humanidade encontra-se à beira da aniquilação. A única esperança de resistência contra o exército do Mestre, o vampiro ancestral, é o grupo liderado por Eph Goodweather. Mas as evidências de que há um traidor entre eles pode pôr em risco o destino da raça humana. Traduzida em mais de 20 países, a série renova as tradicionais histórias de vampiros e surpreende pela originalidade

JOGADOR Nº1 (Ernest Cline, Leya Brasil)

Cinco estranhos e uma coisa em comum: a caça ao tesouro. Achar as pistas nesta guerra definirá o destino da humanidade. Em um futuro não muito distante, as pessoas abriram mão da vida real para viver em uma plataforma chamada Oasis. Neste mundo distópico, pistas são deixadas pelo criador do programa e quem as achar herdará toda a sua fortuna. Como a maior parte da humanidade, o jovem Wade Watts escapa de sua miséria em Oasis. Mas ter achado a primeira pista para o tesouro deixou sua vida bastante complicada. De repente, parece que o mundo inteiro acompanha seus passos, e outros competidores se juntam à caçada. Só ele sabe onde encontrar as outras pistas: filmes, séries e músicas de uma época que o mundo era um bom lugar para viver. Para Wade, o que resta é vencer – pois esta é a única chance de sobrevivência. A vida, os perigos, e o amor agora estão mais reais do que nunca.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/09/11/vale-o-investimento-jogador-no1/

BRANCA DOS MORTOS E OS SETE ZUMBIS (“Abu Fobyia”, Nerdbooks)

Sob pseudônimo, Fábio Yabu (autor de contos infantis e conhecido pelos quadrinhos Combo Rangers) resgata a origem sombria das fábulas e contos de fadas amenizadas com o passar do tempo. Yabu não só cria novas versões macabras para Branca de Neve, Cinderela e Rapunzel, entre outras, como toma emprestado elementos destes contos para construir narrativas totalmente novas – e que o leitor só descobre quais são no final.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/09/18/vale-o-investimento-branca-dos-mortos-e-os-sete-zumbis/

Papo de Quadrinho elege os Melhores Seriados de 2012

Depois dos quadrinhos e filmes, agora é a vez dos editores do Papo de Quadrinho indicarem quais foram, em sua opinião, as melhores séries do ano que acabou.

Para alegria dos fãs, as principais estão disponíveis na TV (paga) brasileira; outras, porém, só podem ser assistidas na Internet.

Veja nossa lista de Melhores Seriados de 2012:

ARROW

Muito bem produzido, o seriado live action baseado no herói dos quadrinhos Arqueiro Verde mistura ação, mistério e drama familiar. Com isso, consegue agradar tanto os leitores do gênero quanto o público em geral. Para os fãs, ainda resta a diversão de rever heróis e vilões das HQs e identificar as muitas referências ao universo da DC Comics. Em sua primeira temporada, o seriado está atualmente em hiato e volta a ser exibido dia 16 de janeiro nos Estados Unidos. No Brasil, vai ao ar pelo canal pago Warner.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/10/14/papo-de-quadrinho-viu-arrow/

THE WALKING DEAD

Talvez em resposta às críticas que recebeu na segunda temporada, esta terceira já começou num ritmo acelerado. O seriado continua adaptando de forma competente o fenômeno dos quadrinhos criado por Robert Kirkman (nos Estados Unidos, a HQ já passou de 100 edições; por aqui, é publicado em encadernados – e recentemente, em edições mensais – pela HQM). Na TV, The Walking Dead se encontra numa das melhores fases do quadrinho: a vida dos sobreviventes na prisão e o confronto com o Governador. Também em hiato, a série volta a ser exibida em fevereiro. No Brasil, vai ao ar pela Fox, com poucos dias de atraso.

METAL HURLANT CHRONICLES

Produção franco-inglesa que adapta as histórias publicadas na cultuada revista em quadrinhos dos anos 1970 (lançada nos Estados Unidos com o título Heavy Metal). Assim como na publicação, as histórias vão desde conspirações num futuro steam punk até um apocalipse nuclear nos dias de hoje. Metal Hurlant vem sendo exibida na França em episódios curtos de 30 minutos e não tem previsão de estreia nos Estados Unidos. Disponível apenas via torrent.

BATTLESTAR GALACTICA BLOOD & CHROME

Criada por Michael Taylor, a história é situada no décimo ano da primeira guerra cilônia, cerca de 40 anos antes da trama desenvolvida na série Battlestar Galactica 2003. O cadete William Adama (Luke Pasqualino, de Skins), recém formado na Academia, é designado para servir a bordo da mais nova nave de combate da frota: a Galactica. Cabeça quente e sem noção dos riscos, ele se vê responsável por uma missão secreta que poderá mudar o rumo da guerra. Battlestar Galactica: Blood & Chrome é o piloto de duas horas dividido em 10 partes na web. Deveria ter virado um seriado, mas devido ao alto custo envolvendo os efeitos especiais nenhuma rede de televisão decidiu investir no projeto.

PARANORMAL WITNESS

Em formato de documentário, apresenta casos verídicos de experiências paranormais. Mistura depoimentos, imagens de arquivo dos envolvidos e dramatização dos acontecimentos. No cardápio, casas mal-assombradas, possessão demoníaca e O.V.N.I.S. Recomendado para assistir acompanhado. Paranormal Witness está na segunda temporada e é exibido no Brasil pelo canal pago Syfy.

Papo de Quadrinho elege os Melhores Filmes de 2012

Dando continuidade às listas de melhores de 2012, depois de quadrinhos vêm os filmes.

O ano que terminou foi excepcional para os fãs da sétima e da nona arte ao mesmo tempo. Algumas das melhores adaptações dos quadrinhos foram levadas à tela em 2012.

Não por acaso, os dois melhores filmes da nossa lista foram também os de maior bilheteria no ano: juntos, ultrapassam US$ 2,5 bilhões no mundo todo.

Do mesmo modo que a lista de quadrinhos, esta contempla apenas os filmes assistidos pelos editores; por isso, algumas ausências serão notadas, como O Hobbit, por exemplo.

Vamos a eles:

OS VINGADORES

Resultado de anos de planejamento, o filme dirigido por Joss Whedom é o ápice dos filmes solos de super-heróis sob o comando da Marvel Studios. Whedom conseguiu a proeza de dar ritmo e visibilidade individual a um filme de equipe e, dentro do possível, manteve-se fiel aos quadrinhos – não só na trama, mas também na linguagem. Um dos melhores filmes de super-heróis de todos os tempos.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/04/20/critica-vingadores-e-o-melhor-filme-de-super-herois-de-todos-os-tempos/

BATMAN: O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE

Capítulo final da trilogia do Homem-Morcego dirigida por Chris Nolan e estrelada por Christian Bale. Na trama, o herói de Gotham City precisa enfrentar um novo e cruel inimigo, Bane, e salvar sua cidade da destruição. No processo, conhece a derrota, a falência e a morte. O filme tem a dupla vantagem de funcionar de forma isolada e também – principalmente – como epílogo de uma peça em três atos.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/07/29/o-cavaleiro-das-trevas-ressurge-epilogo-de-uma-peca-em-tres-atos/

O SEGREDO DA CABANA

Joss Whedom brinca com todos os clichês dos filmes de terror para adolescentes – jovens despreocupados num lugar isolado que invocam uma antiga maldição – e dá uma nova cara ao gênero. Inteligente, criativo e até um pouco assustador, o filme converge para explicar de onde saem tantos monstros que assombram as telas do cinema.

 

LOOPER: ASSASSINOS DO FUTURO

Parece mais um filme sobre viagens no tempo, e é. Mas em vez de se perder em explicações pseudocientíficas ou éticas, o filme parte logo para a ação. Loopers são assassinos que eliminam, no presente, os desafetos da Máfia no futuro – quando a viagem no tempo foi descoberta. Só que os assassinos têm “prazo de validade” e chega um momento em que precisam dar cabo de suas próprias versões mais velhas. Quando uma delas foge do protocolo, muita coisa errada pode acontecer.

OS MERCENÁRIOS 2

Filme de ação com elenco e narrativa semelhantes ao cinema-porrada dos anos 1980. Nesta sequência, o grupo de mercenários liderado por Sylvester Stalone precisa recuperar uma arma roubada pelo vilão russo vivido por Jean Claude Van Dame. Tiros, explosões e humor estão garantidos. O único problema é que o filme tenta se levar um pouco mais a sério que o primeiro e perde um pouco de seu charme.

Papo de Quadrinho elege as Melhores HQs de 2012

Mantendo a tradição, Papo de Quadrinho indica os melhores quadrinhos lançados no ano que acabou.

Como toda lista, esta obviamente tem falhas e critérios. Em primeiro lugar, só foram consideradas as HQs lidas pelos editores (e está muito longe de cobrir a totalidade de lançamentos do ano).

Em segundo, o fato de que não foram avaliados os relançamentos. Por isso, quadrinhos sensacionais como Diomédes (Lourenço Mutarelli, Quadrinhos na Cia) e Grandes Astros: Superman (Grant Morrison/Frank Quitely, Panini), por exemplo, ficaram de fora.

Por último, neste ano o blog selecionou os melhores em outras categorias (livros, filmes, seriados, games – a serem publicados nos próximos dias) e, portanto, reduziu cada lista a cinco itens.

E no dia 7 de janeiro, vamos publicar as Melhores HQs de 2012 na opinião dos leitores. Não perca!

Veja quais foram as Melhores HQs de 2012 para o Papo de Quadrinho:


HABIBI (Craig Thompson, Quadrinhos na Cia)

Com a peculiar sensibilidade que imprime a seus trabalhos, Craig Thompson (Retalhos) narra uma história de amor que atravessa décadas ao mesmo tempo em que traduz para os ocidentais os verdadeiros princípios da fé islâmica. Dodola e Zam, uma jovem e um bebê escravos, refugiam-se num navio em pleno deserto. Para passar o tempo, Dodola conta histórias como no conto As Mil e Uma Noites. Mas o mundo fora do refúgio é duro, e ambos acabam sucumbindo à crueldade dos homens antes que voltem a se encontrar.

ASTRONAUTA-MAGNETAR (Danilo Beyruth, Panini)

Dando início à série Graphic MSP, Danilo Beyruth explora e aprofunda as características que transformaram o Astronauta num dos personagens mais queridos de Mauricio de Sousa: a ousadia e a solidão. O intrépido investigador depara-se com um evento raro no cosmos, uma magnetar, último estágio de uma estrela moribunda. Ao investigá-lo, um problema com a nave faz dele um náufrago espacial. O Astronauta vai buscar nas lembranças da infância na fazenda do avô a coragem para sair desta situação.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/10/21/astronauta-magnetar-razao-e-sensibilidade/ 

NEONOMICON (Alan Moore/Jacen Burrows, Panini)

Homenagem do bruxo dos quadrinhos a H.P. Lovecraft. Moore mistura elementos da narrativa sobrenatural do escritor – que teve sua obra publicada no início do século passado – com uma trama policialesca. É a oportunidade para introduzir alguns dos elementos mais presentes nos trabalhos do quadrinhista: sexo e drogas. A impressão de Neonomicon foi proibida na Indonésia e China, o que fez a Panini lançar a HQ em capa cartonada para viabilizar o preço.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/08/16/neonomicon-de-alan-moore-tributo-a-h-p-lovecraft/ 

WILSON (Daniel Clowes, Quadrinhos na Cia)

Clowes é conhecido por sua crítica sutil aos costumes da sociedade americana. Se em Mundo Fantasma ele mirou numa geração perdida de jovens, em Wilson seu alvo é o americano de meia idade. Wilson é uma coleção ambulante de defeitos: egoísta, insensível, intrometido, grosseiro, rancoroso. Mas é na linguagem que o livro de destaca: a história é narrada em tiras de uma página, cada uma num estilo diferente de arte, que formam a epopeia de um medíocre.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/02/27/wilson-e-uma-divertida-colecao-dos-defeitos-humanos/ 

PAGANDO POR SEXO (Chester Brown, WMF Martins Fontes)

Obra autobiográfica de Chester Brown, Pagando por Sexo é praticamente um tratado sociológico em defesa da prostituição. Cansado das desilusões amorosas, e tímido demais para batalhar o sexo casual, Brown opta por pagar pelo prazer. No percurso, ilustra as principais dúvidas de quem não tem experiência no assunto: onde procurar, como tratar a profissional, como fazer o pagamento, quanto as aventuras pesam no orçamento, e por aí vai. O autor aproveita diálogos com os amigos para rebater pontos de vista contrários à prostituição e ainda traduz toda a impessoalidade com que trata o tema numa arte minimalista.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2019