Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Laudo

“Travessias”: nova HQ nacional, digital e independente

 

travessias

Não bastassem todos estes atributos, a obra ainda reúne alguns dos principais artistas da atual produção de quadrinhos brasileiros: Will (Passagens & Paisagens, em parceria com a escritora Mônica Lan), Alexandre Montandon (Cristóvão e o Segredo do Tempo), Lillo Parra e Toni D’Agostinho (As Muitas Vidas de Gustavo Boa Morte), Aloísio de Castro (O Encontro), André Diniz e Marcela Mannheimer (Muzinga), Laudo Ferreira Jr. e Omar Viñole (Cadernos de Viagem).

Outro diferencial é que Travessias – O Fantástico Cotidiano em Quadrinhos é uma iniciativa do mesmo pessoal do Comix Trip, nova plataforma de distribuição de HQs digitais exclusivamente nacionais. A obra está disponível na loja a partir de hoje (14) ao preço de US$ 1,99. É preciso baixar o instalar o aplicativo, gratuito, ainda disponível somente para dispositivos com sistema iOS.

Travessias tem 79 páginas coloridas e será bimestral, formada por histórias seriadas. Nesse primeiro número, a única completa é O Encontro, do “artista convidado” Aloísio de Castro. A ideia é que elas sejam lançadas em álbuns impressos ao final de cada arco.

Papo de Quadrinho teve acesso com exclusividade à primeira edição e recomenda a leitura.

Novo livro de Ferréz ganha “trailer” em quadrinhos

capao

A Editora Planeta inventou uma forma criativa de divulgar Capão Pecado (288 páginas, R$ 19,90 em pré-venda na Saraiva), o mais recente trabalho do escritor Ferréz; um “trailer” em quadrinhos.

A HQ com sete páginas traz um trecho adaptado da obra e foi produzida por Laudo Ferreira Jr. e Omar Viñole (Yeshua. Auto da Barca do Inferno). Será distribuída gratuitamente em livrarias, palestras de Ferréz e na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em julho.

Veja a sinopse de Capão Pecado: Vê-se de tudo em Capão Redondo: um feto jogado na rua vira festa para a criançada, jovens consomem maconha e crack, um gato morre de susto, olhos são arrancados por causa de um velho Monza prateado, um enforcado torna-se atração da vizinhança. A miséria é senhora. As pessoas matam por drogas, por honra, por vingança, por machismo, por um nada. E por amor, vale a pena morrer? Pois em Capão Redondo também se vê o amor, que nasce escondido e cresce proibido, colocando em cheque a amizade de dois rapazes que têm em comum a violência do bairro onde vivem e o interesse por uma morena muito mais esperta do que qualquer um poderia imaginar.

O Clube da Esquina foi parar nos quadrinhos

Na noite de ontem (19), Papo de Quadrinho revelou com exclusividade no Twitter a capa do novo trabalho de Laudo Ferreira e Omar Viñole: Histórias do Clube da Esquina, com lançamento previsto para o próximo mês pela editora Devir.

O projeto nasceu há quatro anos como uma exposição virtual do Clube da Esquina – grupo formado por jovens músicos mineiros na década de 1960, entre eles Milton Nascimento, Lô Borges, Flávio Venturini, Wagner Tiso, Beto Guedes, Fernando Brant, Toninho Horta e outros – para o Museu do Clube da Esquina.

No ano passado, Laudo transformou a ideia inicial em roteiro para uma história em quadrinhos que foi aprovado pelo ProAC, programa do governo de São Paulo de fomento à produção de narrativas gráficas.

Às 15 páginas iniciais, Laudo acrescentou mais 25. “Eu peguei esse material produzido para o site, organizei junto com as páginas inéditas e montei um trabalho único. Essas primeiras páginas feitas anteriormente eram isoladas, ou seja, cada uma contava um momento da história das pessoas ligadas ao Clube da Esquina. Nessas 25 inéditas pude estender-me nas histórias”, conta Laudo.

O livro funciona como um documentário do grupo contado pelos próprios integrantes. As histórias estão relacionadas à juventude dos músicos, à pessoas ligadas a eles e a lugares que a turma frequentava. “Há também momentos ligados à história recente, como a do disco Milagre dos Peixes, de 1973, que teve quase todas as letras das músicas censuradas”.

Laudo assina o roteiro e a arte, com finalização e cores de Omar, seu parceiro em vários projetos e sócio no Estúdio Banda Desenhada. O prefácio é de Márcio Borges, um dos fundadores do Clube da Esquina e coordenador do museu virtual.

A primeira sessão de autógrafos do novo livro está programada para acontecer no Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ) de Belo Horizonte, em novembro.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2019