Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Laudo Ferreira

Festival Guia dos Quadrinhos muda de local e dobra de tamanho

Festival Guia dos Quadrinhos 2016

Do Press-Release

Criado em 2009, o Festival Guia dos Quadrinhos é único entre os eventos de cultura pop do Brasil. Só ele abre espaço para stands nos quais colecionadores podem trocar e vender quadrinhos raros e outros itens fora de linha que não são encontrados em nenhum outro lugar.

Nos últimos anos, o evento também abriu espaço para editoras, sebos e lojas especializados em produtos nerds e mangás, lojas de brinquedos e, principalmente, para artistas de quadrinhos brasileiros. Para sua edição de 2016, o Festival Guia dos Quadrinhos foi transferido para um novo espaço e dobrou a capacidade de seu Mercado de Pulgas.

A última edição do evento, em 2015, teve 35 expositores e 9 mesas de artistas. Mas, para este ano, o evento trará 70 expositores diversos e 28 mesas de artistas com o que há de mais atual na produção de quadrinhos nacional.

Artistas convidados

Pela primeira vez, o evento também terá quatro artistas convidados, que participarão de debates sobre quadrinhos, venderão seus trabalhos e autografarão suas obras para os fãs. São quatro profissionais que trabalham tanto para o mercado brasileiro quanto para editoras estrangeiras e são astros da nona arte: Ivan Reis (Liga da Justiça, Aquaman); Julia Bax (Daikiri, X-Men: Primeira Turma), Felipe Massafera (Lanterna Verde, Superman) e Danilo Beyruth (Astronauta: Magnetar, Gwenpool).

Exposições de arte

O evento terá duas exposições de arte. Uma apresentará artes originais do desenhista homenageado desta edição, o premiado Laudo Ferreira, autor de obras como Yeshuah e O Estranho Mundo de Zé do Caixão. A outra exposição homenageará o clássico seriado Batman, de 1966, com bastidores, curiosidades e fotos raras da série, além de artes criadas por artistas brasileiros especialmente para a ocasião.

Leilão Beneficente

Outra novidade desta edição do evento será um leilão beneficente de artes originais doadas por desenhistas de quadrinhos como Roger Cruz e Joe Bennett em prol do quadrinista Cadu Simões (criador do personagem Homem-Grilo), que enfrenta problemas de saúde. Esta é a chance de muitos fãs levarem para casa belíssimas peças de arte exclusivas e, de quebra, ainda ajudar em uma ótima causa.

Também fazem parte da programação dos dois dias do Festival Guia dos Quadrinhos 2016 outras atividades, como workshops para aspirantes a desenhistas; avaliação de portfolios; concurso de cosplay; debates e palestras sobre quadrinhos, cinema e TV e Quiz Nerd com prêmios para os acertadores.

Pelas atividades que proporciona a seus visitantes e pela interação que promove entre profissionais do entretenimento e o público, o Festival Guia dos Quadrinhos é chamado por muitos de “o evento nerd mais divertido de São Paulo” e é uma ótima pedida para adultos, jovens e crianças. Logo será divulgada a programação completa do evento.

É possível garantir presença no Festival Guia dos Quadrinhos 2016! Ingressos com desconto já estão à venda em www.guiadosquadrinhos.com/festival/page/ingressos, mas também estarão disponíveis para venda na porta, nos dois dias do evento.

Organizado por Edson Diogo, designer gráfico e criador do site Guia dos Quadrinhos (www.guiadosquadrinhos.com), e pelo jornalista Maurício Muniz, especializado em cultura pop, o Festival Guia dos Quadrinhos 2016 terá lugar no Club Homs (Avenida Paulista, 735) nos dias 09 e 10 de abril. Local de fácil acesso, próximo ao Metrô Brigadeiro, o Club Homs é um dos mais famosos centros de eventos de São Paulo.

Coleção de Cards

Em 2016, o Festival Guia dos Quadrinhos traz uma surpresa especial para seus visitantes: o evento dará início a uma coleção com dez cards que trarão capas e informações sobre as mais famosas revistas em quadrinhos lançadas no mercado brasileiro.

As revistas homenageadas neste ano serão: O Tico-Tico nº1 (Editora O Malho, 1905); Suplemente Juvenil nº1 (Editora GCSN, 1934); Gibi: Edição de São João (Editora O Globo, 1942); Raio Vermelho nº1 (Editora Abril, 1950); Pererê nº1 (Editora O Cruzeiro, 1960); Zé Carioca nº479 (Editora Abril, 1961); O Vigilante Rodoviário nº1 (Editora Outubro, 1962); Capitão América nº1 (Editora Abril, 1979); Chiclete com Banana nº1 (Editora Circo, 1985) e Akira nº1 (Editora Globo, 1990).

Todas essas revistas representam momentos históricos para o mercado de quadrinhos no Brasil e deram início a títulos de longa duração, que marcaram época. A coleção de cards trará detalhes e curiosidades sobre as revistas.

A coleção não será vendida, mas distribuída gratuitamente aos visitantes do Festival Guia dos Quadrinhos. Mas, atenção: as quantidades são limitadas! Apenas os primeiros visitantes a chegarem ao evento, nos dias 9 e 10 de abril, receberão os conjuntos completos com 10 cards. Os visitantes que comprarem ingressos antecipados para o evento garantirão seus conjuntos de cards, enquanto as quantidades durarem. O segundo lote de ingressos, já à venda, poderá ser comprado online até 25 de março pelo site www.guiadosquadrinhos.com/festival/ingressos.

Serviço:

Festival Guia dos Quadrinhos 2016
Quando: 9 e 10 de abril
Horário: das 11h às 21h (dia 9) e das 10h às 20h (dia 10)
Onde: Club Homs – Avenida Paulista, 735 (estação Brigadeiro do metrô)
Ingressos na porta: R$ 30,00
Ingressos com desconto: www.guiadosquadrinhos.com/festival/ingressos
Apoio: Editora Abril, Revista Mundo dos Super-Heróis, Editora Peirópolis, Castelo das Caixas, Papo de Quadrinho, Superbanca Superamigos, Edson Rossatto, O Pastel Nerd e Comics Cosplay BR
Contato da organização: festival@guiadosquadrinhos.com
Assessoria de Imprensa: (11) 98997-4865 / cida.candido@uol.com.br

“Questão de Karma”, de Laudo Ferreira e Alexandre Santos, tem lançamento no FIQ

capa Karma

A HQ é fruto de um período de longa amizade entre os autores. O roteiro foi escrito no final dos anos 1990 e ficou engavetado até o começo deste ano, quando surgiu a oportunidade de Laudo (roteiro) e Alexandre (arte) realizarem seu primeiro trabalho em conjunto.

“É uma história de humor negro com fortes doses de tragédia” explica Laudo. Segundo ele, o título da HQ foi emprestado de uma canção de um amigo, que também empresta o nome ao terapeuta que ajuda o protagonista na obra.

Questão de Karma está sendo lançada pelo Quadro Imaginário, selo de quadrinhos indenpendentes do Estúdio Banda Desenhada, de Laudo e Omar Viñole.

Para quem não quiser esperar o lançamento oficial durante o Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), de 11 a 15 de novembro, a HQ pode ser adquirida na loja virtual do estúdio. Nas lojas, estará disponível após o evento mineiro.

Questão de Karma tem 24 páginas, capa colorida, miolo em preto e branco, formato 21 x 28 cm e preço de R$ 10.

“Quando a noite fecha os olhos” marca primeira parceria de André Diniz e Mario Cau

Noite-Capa-lores

Faltam 20 dias para o FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos, e começam a se intensificar as notícias de lançamentos programados para o evento.

Não é para menos: entre suas muitas qualidades, o FIQ se notabilizou como uma plataforma importante para a produção nacional. Segundo levantamento do Blog dos Quadrinhos, do jornalista Paulo Ramos, na edição de 2011 foram lançadas pelo menos 136 HQs nacionais.

Um dos lançamentos que chegaram ao nosso conhecimento é Quando a noite fecha os olhos, obra independente que marca a primeira parceria de André Diniz (roteiro) e Mario Cau (arte). O prefácio é de Laudo Ferreira Jr.

Segundo a sinopse, “Camilo leva a vida adiante, uma vida que não sabe mais se é sua. Uma vida sem luz, onde o Sol não nasce e onde as únicas vozes que ele consegue ouvir são ecos de seu inconsciente”. Na definição de Cau, é “um drama cotidiano estilo slices-of-life”.

Quando a noite fecha os olhos tem 72 páginas, capa colorida e miolo preto e banco. O preço não foi divulgado.

Laudo e Marcatti lançam “Dedos Mágicos”

dedos mágicos

Depois da parceria de Will e Sam Hart em 2 x 10, mais uma dupla de ícones dos quadrinhos nacionais se une em torno de um projeto independente.

Dedos Mágicos marca a primeira parceria da longa carreira de Marcatti com outro desenhista. Nesta HQ, ele ficou responsável pelo roteiro e o premiado Laudo Ferreira Jr., pela arte.

Nas palavras do artista, Dedos Mágicos é um “novelão”, ambientado no subúrbio e tendo como palco principal um típico boteco/mercearia de bairro.

A HQ tem 60 páginas, capa colorida, miolo em preto e branco, formato 15,5 x 23 cm e valor de R$ 35. O roteirista Lillo Parra assina o prefácio.

O lançamento acontece no dia 7 de março na Comix Book Shop (Alameda Jaú, 1998 – Cerqueira César – SP), a partir das 14h. Dedos Mágicos pode ser comprada também nos sites da Ugra Press e do cartunista Marcatti.

Conheça os vencedores do 31º Troféu Angelo Agostini

31agostini

A votação foi encerrada no último dia 15 e recebeu um total de 7.302 votos. No próximo dia 31 acontece a cerimônia de entrega do prêmio no Memorial da América Latina, em São Paulo.

A programação completa será divulgada em breve pela AQC-ESP (Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo), organizadora da premiação.

Confira os vencedores:

Melhor Desenhista: Mario Cau (Morphine)

Melhor Roteirista: Felipe Cagno (321 – Fast Comics)

Melhor Cartunista: DaCosta

Melhor Lançamento: Yeashuah – Onde tudo está (Laudo Ferreira Jr. e Omar Viñole)

Melhor Lançamento Independente: Nenhum dia sem um traço (Ernani Cousandier)

Melhor Fanzine: 3ADFZPA – Terceiro Anuário de Fanzines, Zines e Publicações Alternativas

Melhor Web Quadrinhos: Blue e os gatos (Paulo Kielwagen)

Prêmio Jayme Cortez: Confraria do Gibi

Mestres do Quadrinho Nacional: Gustavo Machado, Carlos Edgard Herrero e Murilo Marques Moutinho

Papo de Quadrinho escolhe as Melhores HQs nacionais de 2014

Depois de eleger algumas das melhores HQs estrangeiras publicadas no ano recém-encerrado, chegou a vez de revelar nossa lista de obras nacionais.

O critério é o mesmo – apenas HQs inéditas – e sujeito à mesma falha: foram selecionados os títulos preferidos entre aqueles lidos pelos editores do Papo de Quadrinho.

Conheça nossa lista de Melhores HQs nacionais de 2014.

lizzie10. Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço (Germana Viana – Jambô Editora)

Uma grata surpresa do ano que passou. Em seu primeiro trabalho em quadrinhos, a veterana ilustradora Germana Viana destila um humor nonsense, inteligente, anárquico. São histórias curtas, publicadas originalmente na internet, sobre um grupo pouco comum de amigas que viajam pelo espaço. Quem quiser, pode acompanhar o trabalho da autora neste endereço.

Veja matéria completa aqui.

Klaus9. Klaus (Felipe Nunes – Balão Editorial)

O jovem autor, de apenas 19 anos, criou uma fábula instigante para retratar a passagem da adolescência para a vida adulta. O personagem-título é o único humano numa terra de animais antropomórficos. Por ser diferente, passou a vida como vítima de preconceito, até que a verdade se revela e ele precisa fazer uma escolha: manter a convivência com os pais-tigres amorosos ou dar um salto no escuro rumo à maturidade.

Vigor Mortis Comics8. Vigor Mortis Comics 2 – Sangue, Suor e Nanquim (José Aguiar, Paulo Biscaia, DW Ribatski e André Dulci – Quadrinhofilia)

Segundo volume das HQs que adaptam obras multimídia da Cia. Vigor Mortis. Neste caso, a história fundiu o filme Nervo Craniano Zero e a peça Seance – As Algemas de Houdini. O resultado é uma trama ambientada em 1969 repleta de repressão política, assassinatos em série e viagens alucinógenas, misturada à vida miserável da enfermeira Lavínia, personagem fictícia da protagonista Bruna Bloch. Destaque para a mudança de estilo artístico a cada aspecto diferente da narrativa.

Beladona7. Beladona (Ana Recalde e Denis Mello – Avec Editora)

A personagem Samantha nasceu na internet, em páginas semanais publicadas no site Petisco. Graças ao financiamento coletivo, ganhou este belo álbum de terror sobre uma menina assombrada por pesadelos. Parte da história se passa nesse mundo de sonhos terríveis, em que Samantha é perseguida e atormentada por espíritos malignos; outra parte, menor, se dá no mundo real. Ana Recalde é uma das grandes roteiristas da atual geração, e o traço nervoso de Denis Mello faz jus à trama.

Click6. Click (Samanta Flôor – Independente)

Outra grata surpresa de 2014: apesar de curto – pouco mais de 30 páginas –, é o trabalho mais longo até agora da jovem, porém veterana, ilustradora. Sem diálogos, a história combina uma câmera misteriosa, zumbis, um artista de rua e uma garota amável.

 

 

Helena5. Helena (Montserrat e Simone Beatriz – New Pop)

Mangá produzido no Brasil, adapta a obra homônima de Machado de Assis. Da fase romântica do autor, a história tem todos os ingredientes daquela escola literária: a heroína trágica, o herói nobre, um amor impossível. Como outros livros deste período, é possível identificar elementos do Realismo, em especial a crítica social.

Leia resenha completa aqui.

bidu4. Bidu – Caminhos (Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho – MSP/Panini)

Ao longo da trama, o famoso cãozinho azul criado por Mauricio de Sousa precisa fazer uma série de escolhas: encarar ou não um cão maior para proteger seu território; deixar-se ou não capturar pelos donos do canil; ajudar ou não um companheiro em dificuldade. À medida que enfrenta novos desafios, suas escolhas amadurecem de uma atitude instintiva e autocentrada para outra mais generosa. Tudo isso antes de encontrar seu dono e eterno amigo Franjinha. Mais uma obra-prima da série Graphic MSP.

Leia resenha completa aqui.

Jonas3. A Vida de Jonas (Magno Costa – Zarabatana Books)

Envolvido em problemas com álcool e recém-separado de Júlia, Jonas tem uma existência solitária e sem perspectiva. Só mesmo uma grande perda para fazê-lo por fim à autoindulgência e encontrar um novo sentido para a vida. A grande sacada de Magno Costa é a caracterização dos personagens como fantoches de pano.

Leia resenha completa aqui.

Yeshuah2. Yeshuah volume 3 – Onde tudo está (Laudo Ferreira e Omar Viñole – Devir)

Depois de uma longa espera, Laudo concluiu a trilogia com sua visão personalíssima da vida de Jesus. Baseados em textos apócrifos de diferentes origens, este volume concentra-se na etapa final do Novo Testamento: a viagem a Belém para a comemoração da Páscoa, a prisão, calvário e execução. Ao longo dessa trajetória, Laudo reforça, de forma sensível e assertiva, a base dos ensinamentos de Jesus: o amor acima de tudo. Valeu a espera. Uma HQ emocionante.

Rafaela1. Aos Cuidados de Rafaela (Marcelo Saravá e Marco Oliveira – Zarabatana Books)

Rafaela, moça rebelde e independente, se passa por cuidadora de idosos e conquista a confiança da velha atriz Aurelita e os desejos secretos de seu filho, Nicolas. Aos poucos, ela domina a rotina de casa e tem início uma espiral de luxúria e submissão que só poderia terminar em tragédia. Tão perturbador quanto o roteiro de Saravá é a arte de Marco Oliveira, repleta de rostos disformes, planos ousados e uma intencional ausência de perspectiva.

Leia resenha completa aqui.

Evento de quadrinhos na PUC-SP em setembro

HQ-PUC

É sempre muito legal quando o meio acadêmico abre as portas para os quadrinhos. De 2 de setembro a 3 de outubro, a PUC São Paulo (Rua Ministro de Godoi, 969  – Perdizes – SP) abriga a exposição A História dos Quadrinhos no Brasil.

O evento inclui a exposição propriamente dita, feira de gibis oferecida pelas editoras Devir e Peirópolis, palestras, encontros com autores, sessões de autógrafos, workshop sobre fanzines e debates. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público, algumas delas com certificado de participação.

A História dos Quadrinhos no Brasil tem coordenadoria da pesquisadora em Artes Gráficas da PUC, Edilaine Correa, com curadoria de Jal e Gualberto Costa (criadores do Troféu HQMix) e apoio da Associação dos Cartunistas do Brasil e IMAG – Memorial das Artes Gráficas do Brasil.

Entre os convidados estão Fernando Gonsales, Laudo Ferreira, Alex Mir, Gilberto Maringoni, Sonia Luyten, Sidney Gusman e Caeto.

Confira a programação completa:

Exposição A História dos Quadrinhos no Brasil e Feira de Quadrinhos

2 de setembro a 3 de outubro, das 10h às 19h, no Saguão de Exposições

Palestra de abertura: Mercado de Trabalho para a área de Quadrinhos, com Jal e Gualberto Costa

2 de setembro, às 20h, no auditório Paulo VI – Anexo à Biblioteca

Encontro e autógrafos com autores de quadrinhos

Dia 9, às 19h

Benson Chin, Breno Ferreira, Leandro Luigi del Manto e Thiago A.M.S (Devir)

Dia 11, às 19h

Fernando Gonsales (Devir)

Dia 16, às 19h 

Gilberto Maringoni (Devir)

Dia 18, às 19h

Laudo Ferreira e Caeto (Devir e Peirópolis)

23 às 19h

Alex Mir (Peirópolis)

Oficina de fanzine de HQ

Dias 10, 17 e 24, das 19h30 às 20h30, com Gualberto Costa

Debates

Educação e HQ

Dia 19, às 20h, com Jal e Sonia Luyten, no auditório Paulo VI

Encerramento: O futuro das HQs no Brasil

Dia 3 de outubro, às 19h, com Gualberto Costa, Jal e Sidney Gusman, no Auditório Paulo VI

Mais informações: quadrinhosnapuc@bol.com.br

Editora independente lança coletânea de Laudo Ferreira Jr.

monstros3

Para os leitores que só vieram a conhecer o trabalho do quadrinhista Laudo Ferreira Jr. a partir de seus trabalhos mais recentes – como Yeshuah, Memórias do Clube da Esquina, Auto da Barca do Inferno – eis aí uma boa oportunidade de correr os olhos numa mostra de sua produção de mais de 20 anos.

A editora indenpendente Atomic Quadrinhos, de Porto Alegre, lança neste mês o terceiro volume de Monstros dos Fanzines, com uma coletânea de histórias selecionadas pelo próprio autor.

Entre elas estão a clássica Tianinha e uma HQ inédita com roteiro original de José Mojica Marins, o Zé do Caixão. O lançamento traz também ilustrações, pin-ups e uma entrevista com Laudo. O prefácio é de Júlio Shimamoto.

Monstros dos Fanzines – Laudo tem 180 páginas e dois formatos: 15 x 23 cm (R$ 32) e 21 x 30 cm (R$ 62). Informações para adquirir o livro estão no blog da Atomic Quadrinhos.

Quadrinhistas brasileiros brilham em Portugal

CARTAZ

André Diniz, Laudo Ferreira, Laerte Coutinho, José Aguiar, Klévisson Viana e Sama integram a comitiva que embarca para o X Festival Internacional de BD de Beja, de 31 de maio a 14 de junho.

Os artistas brasileiros participam de exposições, sessões de autógrafos e mesas redondas. No festival, Laudo lança e autografa (no dia 31) a conclusão de sua trilogia Yeshuah – onde tudo está, e, junto com Diniz, terá uma amostra do trabalho conjunto da dupla, Olimpo Tropical, a ser lançado pela Polvo Edições em Portugal.

Diniz ainda segue para o Festival Internacional de Livros e Filmes Étonnants-Voyageurs, em Saint-Malo, na França, onde acontece a exposição Photo de La Favela, com páginas de seu álbum Morro da Favela e fotos de Maurício Hora.

Lançamentos nacionais no 20º Fest Comix

capagriloyesuah

Entre os muitos gibis com descontos, sessões de autógrafos e bate-papos, um dos atrativos de mais esta edição do evento de quadrinhos são os lançamentos de autores nacionais.

Veja alguns deles:

Homem-Grilo & Sideralman 1 (32 páginas, R$ 10)

Lançamento do coletivo de quadrinhistas Petisco, reúne os personagens criados por Cadu Simôes e Will. É a primeira vez que os heróis brasileiros se encontram e, segundo os autores, passarão a coexistir no mesmo universo fictício. São duas HQs e cinco tiras, todas com roteiro de Cadu. A arte é de Will, Alexandre Coelho e Samuel Bono. Há mais quatro ilustrações desenhadas por Bono, Mario Cau, Juliano Oliveira e Omar Viñole.

Yeshuah – Onde tudo está (240 páginas, R$ 30)

Depois de três anos desde o segundo volume, chega ao fim a trilogia criada pelo quadrinhista Laudo Ferreira com sua visão histórica e pessoal de Jesus. Esta conclusão mostra a viagem à Jerusalém para a Páscoa, a última ceia, prisão, julgamento e morte de Jesus. A arte final é de Omar Viñole.

Outros lançamentos: Noiva Zumbi, de Gonçalo Jr. e Fabio Cruz; A Luta contra Canudos, de Daniel Esteves, Jozz e Akira Sanoki; Humor Paulistano, de Toninho Mendes; Imagine (zumbis) na Copa, de Felipe Castilho e Tainan Rocha.

O 20º Fest Comix acontece de 1 a 4 de maio no Centro de Convenções Imigrantes.

Página 0 de 2

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017