Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Homem-Aranha

Novos tênis do Homem-Aranha

MM0003 SPIDER

A fabricante de calçados Sugar Shoes, de Picada Café/RS, acaba de lançar uma coleção de tênis estampa com o amigão da vizinhança.

Há modelos com elástico, cadarço, cano curto e longo (veja galeria abaixo). Todos vêm acompanhados de um frisbee.

Apesar de pegar carona na estreia do filme Homem-Aranha 2 – A Ameaça de Elektro, dia 1º de maio, a coleção é licenciada do desenho animado Ultimate Homem-Aranha.

Os marmanjos, porém, ficarão na vontade. A numeração vai do 18 ao 36.

Homem-Aranha é embaixador da Hora do Planeta 2014

capao_homem_aranha_53930

A Hora do Planeta é um evento mundial promovido pela WWF, uma das mais séries entidades comprometidas com a preservação ambiental.

Neste ano, será comemorado às 20h30 (horário de Brasília), quando se pede que pessoas, empresas, governos, escolas e demais entidades, num ato simbólico, desliguem as luzes durante uma hora. Em alguns países, grupos se encontram em lugares públicos para celebrar a hora munidos de velas.

O Homem-Aranha, por meio da Sony Pictures e da breve estreia nos cinemas de Espetacular Homem-Aranha 2 – A Ameaça de Electro, é o embaixador da Hora do Planeta 2014.

Os atores Andrew Garfield (Peter Parker/Homem-Aranha), Emma Stone (Gwen Stacy) e Jamie Foxx (Max Dillon/Electro) gravaram os vídeos de apoio ao evento (abaixo).

Para mais informações sobre a Hora do Planeta e outras formas de participar, clique aqui.

Homem-Aranha terá especial de Halloween

USM Howling Commandos

O desenho animado Ultimate Spider-Man, atualmente na segunda temporada, vai ganhar um programa de uma hora de duração, em horário nobre, no dia 5 de outubro.

Exibido pelo canal americano Disney Channel – e não na “casa” regular da série, o Disney XD – Ultimate Spider-Man and The Howling Commandos reúne o cabeça-de-teia com um time inusitado de heróis sobrenaturais: Blade, Lobisomem (Jack Russell), Múmia Viva, Monstro de Frankenstein e Homem-Coisa. Juntos, eles enfrentam ninguém menos que o Dracula.

O especial será reprisado na semana seguinte, dia 13, no Disney XD, dentro do bloco Marvel Universe. Não há previsão de exibição no Brasil.

Segunda temporada de Ultimate Spider-Man terá mais vilões

O desenho do Homem-Aranha, exibido pelo canal Disney XD é um dos mais legais da atualidade.

A segunda temporada, que estreia nos Estados Unidos na próxima semana (21), acaba de ganhar mais um clipe. Nele, aparece o Doutor Curt Connors (antes de se transformar no vilão Lagarto), que teve participação muito pequena na temporada anterior.

A Marvel dá a entender que nesta temporada veremos mais vilões da galeria do Homem-Aranha: Kraven, Electro e Rhino entre eles.

Mas este deve ser o menor problema do herói aracnídeo: no final da primeira temporada, o Duende Verde destruiu o aeroporta-aviões da SHIELD. Agora, Peter Parker terá que dividir seu quarto na casa da Tia May com os colegas Nova, Power Man, Punho de Ferro e Tigresa.

O episódio de estreia será especial com uma hora de duração. De acordo com a assessoria da Disney, no Brasil ainda não há data prevista para exibição da segunda temporada.

Texto obrigatório da Marvel: On his journey to become the Ultimate Hero, Peter Parker has handled tough challenges. From learning to team up with fellow Super Heroes (including The Avengers!), to fighting baddies from across the Marvel Universe, to remembering to pick up groceries for Aunt May, Spidey thought he had things all webbed up.  Now in Season 2, his world’s been turned upside down as his teammates become roommates, and they’re left to face foes without the help of S.H.I.E.L.D. But when iconic Marvel villains like The Lizard, Kraven, Electro, the Rhino and Doc Ock team up to take on the young heroes, it’s time for Spidey to discover the “great responsibility” of being a leader. Catch the one-hour SPECIAL PRIME TIME PREMIERE of Ultimate Spider-Man Season 2, January 21 at 7p/6c on Disney XD. And keep up with the team every Sunday at 11a/10c inside Marvel Universe.

Amazing Spider-Man 700: o fim de uma era

AVISO DE SPOILER: a nota a seguir lida com informações ainda inéditas no Brasil. Leia por sua conta e risco…

 

Depois que a DC zerou a numeração de títulos seminais como Action Comics e Detective Comics – por conta do Restart de 2011 – a revista do Homem-Aranha era uma das mais longevas do gênero de super-heróis. Era…

A primeira edição tem data de capa de março de 1963, depois de uma arrebatadora estreia do escalador de paredes no último número de Amazing Fantasy seis meses antes.

Toda esta história de 50 anos acaba de chegar ao fim. No último dia 26, chegou às bancas norte-americanas a edição 700 de The Amazing Spider-Man (capa acima). É o último número do título, que será substituído por Superior Spider-Man (capa abaixo), a versão do herói numa nova realidade batizada de Marvel NOW!

Principal roteirista do Homem-Aranha há quase cinco anos, Dan Slott declarou em entrevista que a conjunção destes três fatores – os 50 anos do personagem, a marca de 700 edições e o advento de Marvel NOW! – merecia “algo grande”. Aí, ele optou por fazer uma grande merda.

Na trama, o Doutor Octopus, um dos principais inimigos do Aracnídeo, está às portas da morte. Antes, porém, troca de mente com o Homem-Aranha e assume seu corpo, poderes e memórias, inclusive as de Peter Parker. Do outro lado, o herói vê-se preso ao corpo moribundo do vilão.

A edição 700 mostra os esforços do Homem-Aranha para recuperar sua identidade. Ao final, sem alcançar o objetivo, o Aranha (no corpo de Octopus) vem a morrer, mas consegue fazer com que Octopus perceba o verdadeiro significado do que é ser um herói.

Sobre o cadáver do antigo inimigo, Octopus (no corpo do Aranha) faz uma promessa solene de levar adiante seu legado. Mais que isso: garante que será um herói melhor, “superior”. Daí o nome da nova revista.

Slott chegou a receber ameaças de morte por parte de fãs indignados nas redes sociais antes mesmo de a edição chegar às bancas.

Não dá para negar que a história é boa. É coerente dentro do que se propõe, tem nostalgia e dramaticidade. O turning point – o momento em que Octopus decide assumir-se como herói – é bem conduzido. É o tipo de história que cairia muito bem como uma minissérie ou arco fechado. Mas nunca como elemento definitivo da cronologia.

Definitivo? Sim. Slott garante que não se trata de uma fase passageira. Em outra entrevista, chegou a comparar o novo Homem-Aranha a Wally West, quando este assumiu o manto do herói Flash depois da morte de Barry Allen na saga Crise nas Infinitas Terras.

Apesar da decisão equivocada, Slott é bom roteirista. O mesmo não se pode dizer de Humberto Ramos no ofício de desenhista. Sua arte é esquálida, caricata, nojenta.

Para encerrar, veja como Stan Lee respondeu a Dan Slott pelos cumprimentos por seus 90 anos, comemorados dia 28 de dezembro, via Twitter: “Que presente! Alguns caras dão um charuto bacana, um relógio… mas não você! Eu ganhei um Peter Parker morto! Obrigado pelos cumprimentos, meu amigo”.

No Brasil, a morte do Homem-Aranha demora pelo menos um ano para chegar. Quem sabe até lá este pesadelo para os fãs já tenha acabado.

Quadrinhos no Cinema ganha segunda edição

Depois do lançamento na Bienal do Livro de SP, o livro chegou às lojas na última semana.

A turma do Pipoca e Nanquim – Alexandre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes – repete a fórmula de contar a trajetória de super-heróis dos quadrinhos que ganharam as telas em 2012.

Nesta edição, os “biografados” são Os Vingadores, Homem-Aranha, Batman e Juiz Dredd. O livro traz informações completas de cada personagem em várias mídias, curiosidades, biografia dos criadores e indicações das melhores histórias, forrado de ilustrações.

É uma obra de referência como poucas, indicada não só para quem curte quadrinhos, mas também para quem trabalha e estuda o gênero.

Quadrinhos no Cinema 2 é um lançamento da Editora Évora; tem 336 páginas, formato 16 x 23 cm, capa e miolo coloridos e preço de R$ 69,90. Vale a pena ter este livro na estante.

Crítica: Falta “alma” a O Espetacular Homem-Aranha

O filme que estreou nesta sexta-feira (6) no Brasil marca o reinício da franquia do herói aracnídeo nos cinemas. A trilogia anterior (2002, 2004 e 2007) está ainda muito fresca na cabeça dos fãs e a comparação, portanto, é inevitável.

Esta proximidade fez com que O Espetacular Homem-Aranha – dirigido por Marc Webb (500 Dias com Ela) e estrelado por Andrew Garfield (do ótimo A Rede Social) – buscasse um caminho novo para reapresentar o herói e, ao mesmo tempo, afastar-se dos conceitos anteriores.

E é aí que a produção desanda: entre as versões clássica e moderna (da linha Ultimate) dos quadrinhos, o filme fica no meio do caminho de ambas, e se perde.

Por se tratar de um reinício, a origem do herói é recontada, e quase sem alterações. Enquanto investiga as ligações do cientista Curt Connors (Rhys Ifans) com seus pais, mortos quando ainda era criança, o adolescente Peter Parker é picado por uma aranha. Não fica claro se o aracnídeo era radioativo, geneticamente modificado ou qualquer outra coisa que justificasse transferir seus poderes para o rapaz.

O fato é que ele desenvolve superforça, agilidade sobre-humana e capacidade de aderir a qualquer superfície. A recém descoberta faz com que Peter assuma um comportamento estranho e o coloca em conflito com os amorosos tios que o criaram, May e Ben (Sally Field e Martin Sheen, pouco inspirados). O assassinato de Ben por um ladrão que o jovem não ajudou a prender é a motivação que ele precisa para assumir a identidade do Homem-Aranha e passar a combater o crime.

Nos quadrinhos, esta última passagem – adaptada fielmente na franquia anterior – é emblemática na mitologia do herói. É o “turning point”, o momento da transição de um garoto inebriado com os poderes adquiridos para outro que assume fazer o bem. É daí que nasce o mantra do personagem, repetido à exaustão nas últimas cinco décadas: “Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”.

Em O Espetacular Homem-Aranha, toda esta carga se perde. A morte do tio Ben não tem um décimo do apelo dramático dos quadrinhos ou do filme de 2002. Aqui, a euforia de Peter Parker antes do crime foi reduzida a uma tarde no skate e a uma trombada no valentão da escola, Flash Thompson. Depois, o jovem transforma a luta contra o crime numa vendeta: espanca malfeitores somente porque está à caça do homem que matou seu tio.

Até mesmo o confronto com o vilão da trama, o Lagarto, é assumido pelo Homem-Aranha como um fardo pessoal: ele se obriga a detê-lo porque sente-se responsável pela criação do monstro (foi Peter quem ajudou o Dr. Connors a concluir a fórmula que o transformou no Lagarto).

O filme é sombrio. A maior parte das cenas de ação se passa à noite, e quando tenta reproduzir as piadas que o herói costuma fazer ao enfrentar vilões, falha miseravelmente. Na trilogia anterior, ao contrário, havia um clima dos bons quadrinhos do Aranha: divertido, claro, colorido, bem-humorado mesmo quando não tinha a intenção de sê-lo. Explorava, de uma forma que o novo filme não consegue, os conflitos de um jovem herói às voltas com seus deveres com a família, a escola e os amigos.

Como filme em si, O Espetacular Homem-Aranha tem seus méritos – e também muitos defeitos, como o roteiro cheio de furos e perda de ritmo. O que funciona melhor é o elenco, em especial a atuação de Andrew Garfield e sua interação com Emma Stone, lindíssima no papel de Gwen Stacy.

O Espetacular Homem-Aranha é bem intencionado, mas lhe falta “alma”. A essência do personagem, um herói azarado e, ainda assim de bem com a vida, não está lá. Na tentativa, talvez, de parecer mais “plausível”, o filme desmistifica até uma das piadas mais comuns (“onde é que o Homem-Aranha prende sua teia para se balançar entre os prédios?) com uma cena pra lá de piegas.

Se é que este filme dará origem a uma nova franquia – e tudo indica que sim -, é melhor os fãs se acostumarem. O bom e velho amigão da vizinhança saiu de cartaz.

Mundo dos Super-Heróis 34 antecipa Amazing Spider-Man

A publicação acaba de vencer, pela terceira vez, o prêmio HQMix na categoria Melhor Mídia de Quadrinhos. Na edição deste mês, uma matéria de capa com 23 páginas detalha o reinício da franquia do Homem-Aranha nos cinemas, com histórias de bastidores, escolha do elenco, criação do roteiro, perfil e trajetória dos principais personagens nos quadrinhos.

A revista apresentam também uma análise do lançamento do Restart da DC no Brasil pela Panini e entrevista os editores responsáveis. As séries de TV ganham espaço em reportagens especiais sobre Supernatural e o novo desenho do Lanterna Verde – esta última com uma entrevista exclusiva do produtor Giancarlo Volpe.

Texto de Maurício Muniz repercute a recente polêmica na Internet envolvendo personagens gays das duas principais editoras de super-heróis: Estrela Polar e o Lanterna Verde do Novo Universo da DC.

Lourenço Mutarelli dá uma entrevista reveladora para a equipe da Mundo, e Éder Pegoraro explica as mudanças na linha de action figures DC Direct.

Tudo isso e mais Ken Parker, colecionismo, cosplay, resenhas dos lançamentos mais recentes em HQs, promoções, cartas e desenhos dos leitores.

Mundo dos Super-Heróis 34 tem 100 páginas e preço de R$ 14,90. Mais informações e assinaturas podem ser feitas pelo site da Editora Europa.

Mais um trailer do novo filme do Homem-Aranha

The Amazing Spider-Man, o reboot da franquia do escalador de paredes, chega aos cinemas brasileiros no dia 3 de julho.

No novo trailer liberado hoje (3) pela Marvel/Sony no iTunes, aparecem cenas até então inéditas. Pela primeira vez, é possível ver o Lagarto, vilão do filme, em ação.

A cada novo trecho liberado, aumenta a esperança dos fãs de que o filme seja realmente bom. Pena que o uniforme estilo “bola de basquete” ainda não convence.

Mas, até aí, o novo uniforme do Capitão América ficou bem estranho e isso não comprometeu em nada o filme dos Vingadores…

Assista e tire suas próprias conclusões.

Mais um vídeo do novo desenho do Homem-Aranha

Você viu aqui um trecho principal animação de Marvel Universe, o novo bloco de programação do canal Disney XD americano.

Hoje a Marvel divulgou mais um vídeo do desenho, desta vez com breves depoimentos de produtores e atores que emprestarão suas vozes aos personagens. Confira abaixo.

O que este vídeo tem de legal é a confirmação de que outros heróis poderão fazer aparições no desenho do Aranha. Até Stan Lee parece ter uma ponta como zelador do colégio em que Peter Parker estuda.

O agente Coulson, que tem sido o elo entre os recentes filmes da Marvel, vai fazer parte da animação – caracterizado e dublado pelo próprio ator Clark Gregg.

E J.K. Simmons voltará a interpretar seu personagem nos filmes do Homem-Aranha, J.J. Jameson. Cool!

Ultimate Spider-Man tem tudo para ser uma ótima animação. Daqui a pouco mais de uma semana, 1º de abril, será possível conferir se a expectativa foi correspondida.

Agora, o texto obrigatório da Marvel:

The most anticipated new animated series of the year, Ultimate Spider-Man, premieres on Disney XD on April 1 at 11a/10c. Go inside the show with this exclusive look behind the scenes with the powerhouse creators and the superstar voice cast.

Want even more? Stop by one of the ULTIMATE SPIDER-MAN LAUNCH PARTY EVENTS on March 31, in NYC and LA, to meet some of the featured talent including Jeph Loeb, Paul Dini, Joe Quesada, Man of Action, Clark Gregg and more!

New York – March 31 12-4pm
Midtown Comics Downtown (64 Fulton Street, NYC)

Featuring Joe Quesada (Marvel Chief Creative Officer), Joe Kelly (Man of Action) and Chris Eliopoulos (Ultimate Spider-Man Premiere Comic)

Los Angeles – March 31 12-4pm
Meltdown Comics (7522 Sunset Blvd, Hollywood)

Featuring Jeph Loeb (Marvel’s Head of TV), Paul Dini (Creative Consultant), Duncan Rouleau & Steven T. Seagle (Man of Action), Clark Gregg (Agent Coulson) and Misty Lee (Aunt May)

Head over to Marvel.com for all the details: http://marvel.com/news/story/18388/ultimate_spider-man_kickoff_parties_in_ny_la

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017