Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Editora Nemo

2017: O que vem por aí pela Nemo

Atualização 10.01.2017 – 12h50

A pedido da editora, alguns lançamentos anunciados no post original foram retirados até confirmação das informações divulgadas previamente.

Reconhecida pela alta qualidade e bom gosto do material que traz ao Brasil, em sua maioria europeu, a Nemo tem pelo menos oito lançamentos apenas para o primeiro semestre. Confira:

nemo_deslocamentoDeslocamento, de Lucy Knisley: artista, jovem e solteira, Lucy nunca imaginou que escaparia do inverno frio de Nova York a bordo de um cruzeiro para o Caribe na companhia dos avós. Durante os sete dias no mar, ela descobre mais sobre si mesma e sua família do que aprendeu durante uma vida inteira, e é obrigada a confrontar seus medos, anseios e expectativas. Lançamento em fevereiro.nemo_annefrank

O Diário de Anne Frank, adaptação de Mirella Spinelli: em 1942, uma garota judia de apenas 13 anos é forçada a se esconder com a família em razão das constantes ameaças dos nazistas. Em seu diário, Anne narra sua própria história, em meio a uma situação de privações e medo constante. O livro original foi publicado em mais de 60 línguas. Lançamento em fevereiro.

nemo_pacienciaPaciência, de Daniel Clowes: autor de obras antológicas como Wilson, em Paciência Clowes apresenta aquele que tem sido considerado seu trabalho mais exuberante até agora: uma história de amor psicodélica e futurística, que vai da destruição violenta à profunda sensibilidade. Lançamento em abril.

Quadrinhos na Bienal do Livro SP: Nemo

A Nemo entrou com tudo no segmento voltado para jovens leitores. Influenciadoras, games de sucesso e as talentosas Bianca Pinheiro e Lu Cafaggi são as estrelas dos lançamentos da editora na Bienal do Livro de São Paulo.

nemo_bear3Bear – Vol. 3, de Bianca Pinheiro (88 páginas, R$ 37,90): Mais uma aventura da menina perdida que, em busca dos pais, encontra um urso que se torna seu amigo. No terceiro volume da série, Dimas e Raven vivem superaventuras em águas doces e salgadas. Entre tubarões, baleias, medusas e outras criaturas, os leitores também podem matar a saudade de personagens dos primeiros volumes, como o vilão Rei G.

nemo_fazendomeufilmeFazendo meu filme em quadrinhos – Vol. 3, de Paula Pimenta (88 páginas, R$ 34,90): Paula Pimenta criou mais uma história divertida e cheia de desafios para a protagonista Fani, que precisará curtir um feriado com a incumbência de tomar conta dos sobrinhos pequenos. Dos dias que prometiam ser cheios de viagens e festas, ela só pode esperar e sonhar que sua vida tenha cenas tão emocionantes quanto a dos seus filmes preferidos.

nemo_brunavieiraO Mundo de Dentro: Bruna Vieira em Quadrinhos, de Bruna Vieira e Lu Cafaggi (80 páginas, R$ 36,90): Segundo fruto da parceria entre a influenciadora e a quadrinhista (o primeiro foi Quando tudo começou – Bruna Vieira em Quadrinhos), esta sequência se concentra nos desafios de Bruna para se enturmar no ambiente da nova escola. Ela ainda não conseguiu fazer amizade com nenhum de seus colegas, até que surge uma grande oportunidade: a primeira festa da turma. O álbum traz páginas com detalhes do processo criativo de Lu Cafaggi.

nemo_craftandoCraftando, de Alex Diochon (80 páginas, R$ 24,90): A HQ é inspirada no jogo eletrônico Minecraft, que permite a construção de estruturas a partir de blocos e está entre as maiores febres do momento, com mais de 70 milhões de cópias vendidas. A trama leva o leitor aos limites da sua imaginação ao abrir mão de balões de fala e texto, e mostra a difícil tarefa de sobreviver no Mundo da Superfície, lidar com monstros e construir uma mina.

nemo_pokemonO Último Mestre Pokémon: Uma Aventura Não Oficial de Pokémon Go, de Carol Christo (128 páginas, R$ 24,90): Único romance da lista de lançamentos. Em meio à febre provocada pelo jogo Pokémon Go, a Nemo investiu na jovem escritora brasileira Carol Christo. Na trama criada por ela, o garoto Lucas, que sempre sonhou em se tornar um mestre Pokémon,  e seus amigos Cora e Samuel resolvem partir em busca de um Pokémon raro. É então que coisas inexplicáveis  acontecem…

A Bienal do Livro de SP começa nesta sexta-feira, dia 26. Veja aqui como visitar.

2016: O que vem por aí pela Nemo

Nemo2016

Atualizado em 15.01.2016, às 14h20

A assessoria de imprensa da Nemo chamou nossa atenção para um erro na postagem. Na realidade, são 15 autores no total fechados para o catálogo da editora em 2016, sendo 12 mulheres e 3 homens. Os nomes abaixo permanecem corretos.

Post original

O destaque da editora para este ano são os quadrinhos produzidos por mulheres. Pelo menos 15 autoras terão seus trabalhos publicados pela Nemo em 2016, sendo que 12 delas já estão confirmadas:

Jane Austen, Julia Wertz, Lucy Knisley, Una, Aurélie Neyret, Margaux Motin, Pénélope Bagieu, Gauthier, e as brasileiras Paula Pimenta, Bruna Vieira, Lu Cafaggi e Bianca Pinheiro.

Segundo a editora, os temas das HQs vão versar prioritariamente sobre questão de gênero, abuso sexual, misoginia e responsabilidade social. Alguns títulos já estão definidos, como Les Carnets de Cerise (Aurélie Neyret), Drinking at the movies (Julia Wertz) e Becoming Unbecoming (Una).

No caso de Jane Austen, ela entra na lista como autora original; o que a Nemo vai lançar no Brasil é a adaptação para os quadrinhos de seu romance Orgulho e Preconceito, com roteiro de Ian Edginton e arte de Robert Deas.

Correndo por fora desse grupo, Daniel Clowes, Stephen Collins e Frederik Peeters também fazem parte do catálogo da Nemo para 2016, mas a editora ainda não deu detalhes dos títulos.

Livro reúne entrevistas antológicas do Universo HQ

Capa Universo HQ

Ao alcançar 15 anos de existência, um dos sites de notícias mais tradicionais e respeitados sobre histórias em quadrinhos decidiu comemorar a data lançando o livro Universo HQ Entrevista – Grandes nomes dos quadrinhos entrevistados por quem entende do assunto, pela editora Nemo.

O editor-chefe do site, Sidney Gusman, reuniu 23 entrevistas antológicas, de astros como Will Eisner, Ivo Milazzo, Joe Kubert, Mark Waid, Lourenço Mutarelli, Neil Gaiman, John Byrne, Giancarlo Berardi, Don Rosa e outros.

Como se trata de material publicado de 2000 para cá, o conteúdo foi atualizado com notas de repercussão e detalhamento do que foi dito pelos entrevistados.

O livro apresenta duas entrevistas inéditas, com os lendários José Luis García-López e Mauricio de Sousa. Os retratos que ilustram as entrevistas são de autoria de Eduardo Baptistão.

Universo HQ Entrevista tem 360 páginas, formato 17 x 24 cm e preço de R$ 78.

2015: O que vem por aí pela Nemo

Nemo

A editora liberou informações sobre lançamentos para fevereiro e março. É o suficiente para perceber que vai manter a qualidade de seu catálogo, que mistura clássicos, quadrinhos europeus e o investimento na produção nacional.

Nesta categoria, estão previstos para fevereiro o lançamento do primeiro volume de Gata Garota, história de uma super-heroína preguiçosa como um gato doméstico, desenhada no traço delicado de Fefê Torquato.

Também nacionais, A Herança Africana no Brasil (roteiro de Daniel Esteves, arte de Wanderson Souza e Wagner Souza) faz um apanhado da escravidão no País, e Descobrindo o Novo Mundo (roteiro de Lillo Parra, arte de Roge Antonio e Akira Sanoki) tem foco no período conhecido como Grandes Navegações.

No mesmo mês ainda será publicado o volume 4 das coletâneas de tiras de Garfield e Snoopy, e também o sexto e último volume de Edena, de Moebius.

Para março estão programados a graphic novel O Mundo de Aicha, de Ugo Bertotti e Agnés Montanari, sobre as difíceis condições de vida das mulheres iemenitas; o segundo volume de Bear, de Bianca Pinheiro, e mais um volume da série Mestres da Arte em Quadrinhos, desta vez retratando Van Gogh, por Mirella Spinelli e André Vilela.

Vale o Investimento: A Iara, Uma lenda indígena em quadrinhos

 

A_Iara

Inspirada nas narrativas indígenas brasileiras, a lenda de Iara, uma das mais interessantes do folclore brasileiro é recontada na HQ A Iara – Uma lenda indígena em quadrinhos, escrita e ilustrada pelo pernambucano Silvino.

A lenda é contada pelo pajé Kapot, um dos raros sobreviventes à atração da sereia, que fala dos perigos e encantos da exuberante Iara aos mais jovens, para alertá-los do poder de sedução da criatura. Mas a tragédia se torna eminente quando o jovem e ousado caçador Ngoi-Tumre desafia o poder do canto de Iara para tentar agradar sua noiva Moema.

Silvino se apropria da estética do cordel e faz uma narrativa competente, com técnica mista, colorida e bonita. O roteiro entrelaça aspectos folclóricos da história oral dos índios Mebemokré com o drama e a fantasia da lenda da Iara. O resultado é uma HQ que agrada todos os públicos, sobretudo as crianças.

A Iara –Uma lenda indígena em quadrinhos tem capa e miolo colorido, custa R$ 42,00 e vale o investimento.

Vale o Investimento: Wáluk

Waluk-Capa-Aberta1
“Hoje em dia, quando as mudanças climáticas já são uma realidade científica e as empresas de navegação de todo o mundo incluem rotas de verão no Ártico para seus barcos, enquanto os países da região lutam por recursos naturais como o gás e o petróleo, o mundo dos ursos desaparece e os vemos agarrarem-se a um pedacinho de gelo no meio do mar, esgotados de tanto nadar. Por isso, mais do que nunca devemos nos lembrar deles”, explica o roteirista de Wáluk, Emilio Ruiz já na introdução da HQ.

Wáluk é pequeno um urso polar que ao ser abandonado pela mãe segue faminto e desorientado até que conhece Esquimó, um velho urso sábio e paciente, que lhe ensinará como encarar os desafios da vida no Polo Norte. A partir daí, os dois viverão uma uma longa jornada em busca de alimento, enfrentando perigos, que para serem superados vão exigir coragem e amizade.

Waluk-Capa222A arte da ilustradora espanhola Ana Miralles é linda e dá leveza para a história. Além de quadrinhos Ana já desenhou para todas as mídias impressas, e ganhou destaque em 2009, quando recebeu o Grande Prêmio do Salão de Barcelona, em reconhecimento por sua profícua carreira no mundo dos quadrinhos.

Wáluk é uma HQ emotiva, que vai além da conscientização ecológica e toca em questões pessoais que afetam a todos nós: solidão, amizade e companheirismo. Recomendada para leitores de todas as idades, tem o preço camarada de R$ 34,00, o tratamento gráfico com aquele capricho já conhecido da Nemo e vale muito o investimento.

 

2014: O que vem por aí pela Nemo

nemo

Não é de hoje que a editora vem fazendo um excelente trabalho marcado pela qualidade, diversidade e ousadia de seus títulos. Sem falar no investimento em produção nacional.

Neste ano, a Nemo mantém a estratégia com um amplo cardápio de lançamentos para todos os gostos e idades.

Pequenos Boule & Bill: edição especial da série belga que já vem sendo publicada pela editora. A história fechada A Festa dos Crepes (Laurence Gillot e José Luis Manuera) mostra os amigos ainda pequenos, e mistura elementos dos quadrinhos e dos livros infantis.

Wáluk: HQ espanhola de Emilio Ruiz e Ana Miralles. Impressa em formato horizontal, conta a história do filhote de urso polar abandonado pela mãe que se apega a um urso velho e mal-humorado.

Garfield: série com HQs inéditas da famosa criação de Jim Davis reunidas em três volumes.

Snoopy: série de novas HQs baseadas no traço e nas situações das tiras clássicas de Charles Schulz.

O Mundo de Edena: A Deusa: terceiro volume da série criada pelo mestre Moebius – as duas primeiras, Na Estrela e Os Jardins de Edena, já foram lançadas aqui pela Nemo. Nessa etapa, Atan reaparece já transformado em Atana após sua prolongada estada em Edena sem receber hormônios sintéticos.

Aâma: nova série de ficção científica do quadrinhista suíço Frederik Peeters. A trama se passa no futuro, quando Verloc Nim perde a memória e descobre que perdeu o trabalho, a família e os amigos desde que decidiu viver à margem de um mundo altamente tecnológico.

Safadas: coleção voltada para leitores adultos em que diferentes artistas expressaram livre e explicitamente suas fantasias em HQs eróticas. Serão publicados os quatro volume da série ao longo do ano: VerãoEncontrosLingerie Natal.

A Luta Contra Canudos: HQ nacional produzida por Daniel Esteves, Jozz e Akira Sanoki, reconta a destruição do povoado de Canudos pelo exército brasileiro num dos episódios mais marcantes de nossa História. O álbum é o primeiro de uma nova coleção da Nemo, História & Quadrinhos, que já conta com mais dois volumes em produção.

O editor Wellington Srbek garante que estão previstos mais títulos nacionais para o ano, e que vem muito mais coisa por aí além destes títulos já anunciados.

Vale o investimento: Snoopy – isto é Tóquio, Charlie Brown!

capax
Difícil para esse editor fazer uma crítica realmente isenta de Snoopy, mas vale a tentativa.

A HQ Snoopy – isto é Tóquio, Charlie Brown! é o segundo volume da série Snoopy lançada pela Editora Nemo – o primeiro título foi é Snoopy – A Felicidade é um Cobertor Quentinho!.

Na trama, Charlie Brown, comanda em um time medonho, que nunca ganhou uma partida sequer. Para completar o drama, só seu cachorro Snoopy se salva entre tamanha grosseria!
Mas pouco tempo depois de perder o último arremesso do jogo de beisebal e decepcionar seus amigos novamente… Charlie Brown recebe uma surpreendente carta do presidente dos Estados Unidos, convocando seu time para representar o país numa partida de beisebol no Japão.

Ao contar sobre a carta, todos se esquecem das derrotas, e até mesmo Patty Pimentinha, grande jogadora de uma liga superior, decide integrar a equipe e embarcar na aventura. Assim, Charlie Brown e sua turma viajam para Tóquio, para encarar o maior desafio de seu time de beisebol: vencer uma única partida!

minduimX
Uma semana depois em Tóquio, todos aproveitam para conhecer a capital do Japão, divertindo-se ou se admirando suas diferenças e belezas culturais. E como não podia deixar de acontecer, Snoopy se mete em algumas confusões, que incluem uma desastrada luta de sumô.

Charles M. Schulz foi um dos mais argutos escritores de tirinhas e imortalizou Snoopy com seu lindo traço, sua poesia irônica, e o maravilhoso Charlie Brown, um garoto azarado, um simbolo das amarguras da infância.

A história, única e inédita Snoopy – isto é Tóquio, Charlie Brown! tem aquele capricho da Editora Nemo: boa tradução, impressão em papel couché que realça as lindas cores da revista e um acabamento simples, porém eficiente – importante para manter o preço acessível.

É uma HQ divertida, bonita e principalmente uma HQ do Snoopy: vale o investimento!

Serviço
Snoopy – isto é Tóquio, Charlie Brown! (Peanuts – It’s Tokyo, Charlie Brown)
Editora: Nemo
Páginas: 104
Tradução: Wellington Srbek
Formato: 17 x 26 cm
Preço sugerido: R$28,00

 

Crítica: “Rei Lear” encerra a Coleção Shakespeare em HQ

Rei Lear_CAPA

Mesmo bem intencionadas, são poucas as adaptações em quadrinhos de clássicos da literatura que encontram o equilíbrio entre fidelidade ao texto original e liberdade narrativa necessária aos quadrinhos. 

Ainda que não seja perfeita, a Coleção Shakespeare em Quadrinhos, da Nemo, atingiu esse patamar e o saldo é positivo.

Valendo-se de diferentes roteiristas e ilustradores, a editora lançou seis adaptações da obra imortal de William Shakespeare: Hamlet, Macbeth, A Tempestade, Otelo, Sonho de uma Noite de Verão e Romeu e Julieta.

Para encerrar a coleção, a escolhida foi a célebre Rei Lear, com roteiro de Jorge Otávio Zugliani (o Jozz) e desenho de Octavio Cariello.

O primeiro destaque fica por conta da arte digital produzida pelo veterano artista Cariello, que distribuiu a tensão narrativa da história através das cores, conduzindo o drama do Rei Lear entre as intrigas palacianas, armadilhas e conflitos que ocorrem enquanto ele divide seu reino e se decepciona com a ganância de suas três herdeiras até enlouquecer.

Outro ponto positivo é o roteiro adaptado de Jozz, que mantém a dramaticidade da história original, sem tirar a densidade do texto clássico, e, o mais importante, sem amarrar a dinâmica da HQ.

Esse é mais um bom serviço que os quadrinhos prestam aos leitores de todas as idades. A coleção em quadrinhos cumpre o que promete: reapresentar com qualidade a obra de Shakespeare aos novos leitores, cujo texto atemporal consegue retratar tão bem os sentimentos humanos, dialogar com diferentes culturas e ser tão relevante quanto na época em que foi escrita, ha cinco séculos. Tudo isso, com uma arte caprichada e o que é tão importante quanto a qualidade: um preço acessível.

A Coleção Shakespeare em Quadrinhos da editora Nemo deve agradar aos fãs de quadrinhos. Para quem acha complicado acompanhar o texto original também é uma boa pedida.

Rei Lear
De Willian Shakespeare, Jozz e Octavio Cariello.
Editora Nemo
64 páginas
Capa e miolo Coloridos
Preço sugerido: R$ 39,00

Página 0 de 3

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017