Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Danilo Beyruth

ComicCON RS chega em agosto com atrações internacionais

cartaz ccrs

Marcando a contagem regressiva de um mês para a maior convenção de quadrinhos e cultura pop do Rio Grande do Sul, a ComicCON RS divulga sua programação oficial. O evento realizado pela Produtora Multiverso acontece nos dias 20 e 21 de agosto, no campus da Ulbra em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre.

Em sua sexta edição, a convenção tem como atração internacional o artista inglês David Lloyd, parceiro de Alan Moore na cultuada graphic novel V de Vingança. Outro destaque estrangeiro é o argentino Juan Ferreyra, que acaba de assumir a arte do título Arqueiro Verde no Rebirth da DC Comics, depois de passagens por revistas como Batman, Constantine e Esquadrão Suicida, prestes a ganhar sua aguardada adaptação para o cinema.

Variedade nacional

Entre os convidados nacionais está Danilo Beyruth, ícone dos quadrinhos independentes que neste ano faz sua estreia na Marvel, depois do estrondoso sucesso de Astronauta pela coleção Graphic MSP.
Sidney Gusman, editor do bem-sucedido selo de releituras dos personagens de Mauricio de Sousa, também marca presença e traz consigo outras duas revelações do projeto: Rogério Coelho, ilustrador de Louco – Fuga, e Bianca Pinheiro, artista escolhida para assinar a obra solo da Mônica.

Um dos homenageados do evento em 2016 é Ivan Reis, brasileiro com sólida carreira no mercado norte-americano, aclamado por títulos de destaque da DC Comics como Lanterna Verde, Aquaman e Liga da Justiça. Ele vem acompanhado dos amigos de longa data Joe Prado, arte-finalista e parceiro em diversos trabalhos, e Ivan Freitas da Costa, agente da Chiaroscuro Studios e organizador da CCXP. Também recebem a Medalha Renato Canini o cartunista gaúcho Santiago, a ilustradora Ana Koehler e o mineiro Afonso Andrade, coordenador do FIQ. Quadrinhos gaúchos estão bem representados por nomes como Cris Peter, Gustavo Borges, Daniel HDR, Rafael Corrêa e outros, em uma programação formada por mais de 50 convidados.

Cultura pop para todos

Foi-se o tempo em que a cultura pop era interesse de poucos: hoje o mundo nerd abre suas portas para todos e a ComicCON RS tem orgulho de receber um público diversificado e sua programação reflete esse conceito fazendo um verdadeiro panorama da cultura pop atual com quadrinhos, games, cinema, séries de TV, para todas as idades, gêneros, gostos e estilos.

Entre os convidados que evidenciam a abertura estão Alexandre Beck, da popular tirinha da internet Armandinho, o youtuber Sergio Vinicius do canal 2Quadrinhos, a jornalista Natália Bridi, editora de cinema do site Omelete, e Cecília Dassi, atriz e psicóloga que palestra sobre a Jornada do Herói. Painéis variados trazem assuntos do momento como o jogo Pokémon Go e a série Game of Thrones. Para completar, a convenção será sede da Maratona Conselho Jedi, tradicional encontro gaúcho de fãs de Star Wars realizado pelo CJRS.

Serviço

Com ampla estrutura, dois palcos com programação simultânea, espaço para estandes e artists alley formado por mais de 60 artistas, desfiles cosplay, áreas de lazer, alimentação, exposições e sessões de autógrafos, a ComicCON RS acontece nos dias 20 e 21 de agosto, das 11h às 20h, no campus da Ulbra em Canoas.

Ingressos à venda online na página www.facebook.com/comicconrs

Ingressos à venda em Porto Alegre na Nerdz (R. Sarmento Leite, 627), Tutatis Revistaria (Av. Assis Brasil, 650), Banca da República (Rua da República, 21) Geek Stuff (Av. Assis Brasil, 3522, Lindoia Shopping), Beco Diagonal (Av. Dr. Nilo Peçanha, 3228, Shopping Viva Open Mall) e Café Cartum (José do Patrocínio, 637), e em Canoas na Game House (Rua Guilherme Schell, 6750, Canoas Shopping) e Estação do Livro (Av. Farroupilha, 8001, Ulbra Canoas, Prédio 16B).

Festival Guia dos Quadrinhos muda de local e dobra de tamanho

Festival Guia dos Quadrinhos 2016

Do Press-Release

Criado em 2009, o Festival Guia dos Quadrinhos é único entre os eventos de cultura pop do Brasil. Só ele abre espaço para stands nos quais colecionadores podem trocar e vender quadrinhos raros e outros itens fora de linha que não são encontrados em nenhum outro lugar.

Nos últimos anos, o evento também abriu espaço para editoras, sebos e lojas especializados em produtos nerds e mangás, lojas de brinquedos e, principalmente, para artistas de quadrinhos brasileiros. Para sua edição de 2016, o Festival Guia dos Quadrinhos foi transferido para um novo espaço e dobrou a capacidade de seu Mercado de Pulgas.

A última edição do evento, em 2015, teve 35 expositores e 9 mesas de artistas. Mas, para este ano, o evento trará 70 expositores diversos e 28 mesas de artistas com o que há de mais atual na produção de quadrinhos nacional.

Artistas convidados

Pela primeira vez, o evento também terá quatro artistas convidados, que participarão de debates sobre quadrinhos, venderão seus trabalhos e autografarão suas obras para os fãs. São quatro profissionais que trabalham tanto para o mercado brasileiro quanto para editoras estrangeiras e são astros da nona arte: Ivan Reis (Liga da Justiça, Aquaman); Julia Bax (Daikiri, X-Men: Primeira Turma), Felipe Massafera (Lanterna Verde, Superman) e Danilo Beyruth (Astronauta: Magnetar, Gwenpool).

Exposições de arte

O evento terá duas exposições de arte. Uma apresentará artes originais do desenhista homenageado desta edição, o premiado Laudo Ferreira, autor de obras como Yeshuah e O Estranho Mundo de Zé do Caixão. A outra exposição homenageará o clássico seriado Batman, de 1966, com bastidores, curiosidades e fotos raras da série, além de artes criadas por artistas brasileiros especialmente para a ocasião.

Leilão Beneficente

Outra novidade desta edição do evento será um leilão beneficente de artes originais doadas por desenhistas de quadrinhos como Roger Cruz e Joe Bennett em prol do quadrinista Cadu Simões (criador do personagem Homem-Grilo), que enfrenta problemas de saúde. Esta é a chance de muitos fãs levarem para casa belíssimas peças de arte exclusivas e, de quebra, ainda ajudar em uma ótima causa.

Também fazem parte da programação dos dois dias do Festival Guia dos Quadrinhos 2016 outras atividades, como workshops para aspirantes a desenhistas; avaliação de portfolios; concurso de cosplay; debates e palestras sobre quadrinhos, cinema e TV e Quiz Nerd com prêmios para os acertadores.

Pelas atividades que proporciona a seus visitantes e pela interação que promove entre profissionais do entretenimento e o público, o Festival Guia dos Quadrinhos é chamado por muitos de “o evento nerd mais divertido de São Paulo” e é uma ótima pedida para adultos, jovens e crianças. Logo será divulgada a programação completa do evento.

É possível garantir presença no Festival Guia dos Quadrinhos 2016! Ingressos com desconto já estão à venda em www.guiadosquadrinhos.com/festival/page/ingressos, mas também estarão disponíveis para venda na porta, nos dois dias do evento.

Organizado por Edson Diogo, designer gráfico e criador do site Guia dos Quadrinhos (www.guiadosquadrinhos.com), e pelo jornalista Maurício Muniz, especializado em cultura pop, o Festival Guia dos Quadrinhos 2016 terá lugar no Club Homs (Avenida Paulista, 735) nos dias 09 e 10 de abril. Local de fácil acesso, próximo ao Metrô Brigadeiro, o Club Homs é um dos mais famosos centros de eventos de São Paulo.

Coleção de Cards

Em 2016, o Festival Guia dos Quadrinhos traz uma surpresa especial para seus visitantes: o evento dará início a uma coleção com dez cards que trarão capas e informações sobre as mais famosas revistas em quadrinhos lançadas no mercado brasileiro.

As revistas homenageadas neste ano serão: O Tico-Tico nº1 (Editora O Malho, 1905); Suplemente Juvenil nº1 (Editora GCSN, 1934); Gibi: Edição de São João (Editora O Globo, 1942); Raio Vermelho nº1 (Editora Abril, 1950); Pererê nº1 (Editora O Cruzeiro, 1960); Zé Carioca nº479 (Editora Abril, 1961); O Vigilante Rodoviário nº1 (Editora Outubro, 1962); Capitão América nº1 (Editora Abril, 1979); Chiclete com Banana nº1 (Editora Circo, 1985) e Akira nº1 (Editora Globo, 1990).

Todas essas revistas representam momentos históricos para o mercado de quadrinhos no Brasil e deram início a títulos de longa duração, que marcaram época. A coleção de cards trará detalhes e curiosidades sobre as revistas.

A coleção não será vendida, mas distribuída gratuitamente aos visitantes do Festival Guia dos Quadrinhos. Mas, atenção: as quantidades são limitadas! Apenas os primeiros visitantes a chegarem ao evento, nos dias 9 e 10 de abril, receberão os conjuntos completos com 10 cards. Os visitantes que comprarem ingressos antecipados para o evento garantirão seus conjuntos de cards, enquanto as quantidades durarem. O segundo lote de ingressos, já à venda, poderá ser comprado online até 25 de março pelo site www.guiadosquadrinhos.com/festival/ingressos.

Serviço:

Festival Guia dos Quadrinhos 2016
Quando: 9 e 10 de abril
Horário: das 11h às 21h (dia 9) e das 10h às 20h (dia 10)
Onde: Club Homs – Avenida Paulista, 735 (estação Brigadeiro do metrô)
Ingressos na porta: R$ 30,00
Ingressos com desconto: www.guiadosquadrinhos.com/festival/ingressos
Apoio: Editora Abril, Revista Mundo dos Super-Heróis, Editora Peirópolis, Castelo das Caixas, Papo de Quadrinho, Superbanca Superamigos, Edson Rossatto, O Pastel Nerd e Comics Cosplay BR
Contato da organização: festival@guiadosquadrinhos.com
Assessoria de Imprensa: (11) 98997-4865 / cida.candido@uol.com.br

“Astronauta – Singularidade”: O que faz um personagem e um artista únicos

Astronauta-Singularidade-Capa

Danilo Beyruth consegue extrair o melhor de cada gênero dos quadrinhos em que se aventura: do super-heroísmo sobrenatural de Necronauta ao existencialismo de Astronauta – Magnetar, passando pelo faroeste caboclo de Bando de Dois.

Ele é o tipo de artista que definitivamente não se “deita em berço esplêndido”, como se costuma dizer de alguém que não quer ou não consegue abandonar uma fórmula que deu certo.

Prova disso é seu mais novo trabalho no selo Graphic MSP, que revisita personagens de Mauricio de Sousa com visão autoral: Astronauta – Singularidade (veja um preview aqui).

Mesmo tendo sido convidado a dar continuidade a provavelmente seu trabalho de maior popularidade – Danilo já era um artista premiado por ocasião de Magnetar, mas não é exagero dizer que a graphic novel ampliou sobremaneira seu espectro de leitores –, ele optou por seguir um caminho oposto.

Na primeira Graphic MSP, o autor explorou a principal característica do personagem, a solidão. Em Singularidade, este aspecto é solenemente descartado: agora, ele é forçado a trabalhar em equipe. O tom filosófico da HQ anterior foi substituído por outro, mais aventureiro – o que também não deixa de ser algo inerente ao Astronauta. O resultado é menos poético, é verdade, mas não menos divertido.

Na trama, o Astronauta embarca na investigação de um buraco negro – a chamada “singularidade” do título – na companhia da psicóloga que vinha avaliando sua sanidade após os eventos traumáticos de Magnetar, e de um oficial de outro país.

No chamado “horizonte de evento”, a área periférica ao buraco negro, o grupo se depara com um objeto descomunal e desconhecido. É aí que diferentes interesses começam a aflorar e o Astronauta precisa partir literalmente para a ação a fim de não colocar em risco nosso planeta.

Como em todos os trabalhos de Danilo Beyruth, revela-se aqui a ampla pesquisa que norteia o roteiro. Neste em particular, a pesquisa estendeu-se à mitologia do próprio Astronauta, com direito a uma breve participação de um integrante dos chamados Homens-Geleia.

Danilo, como foi dito, transita com naturalidade entre diferentes gêneros. Mas uma constante em seu trabalho é a qualidade de roteiro e arte, e o domínio da narrativa gráfica, em particular na escolha da disposição dos quadros nas páginas. Assim como em Magnetar, em Singularidade as cores de Cris Peter potencializam a força do traço e contribuem para dar o tom de continuidade entre as duas obras.

Se o buraco negro é uma metáfora para evidenciar a singularidade do Astronauta enquanto personagem, também vale para Danilo Beyruth enquanto artista.

Veja as primeiras imagens de “Astronauta – Singularidade”, novo título da série Graphic MSP

10669268_716749111726945_7570000213822572670_o

Na tarde desta quarta-feira (5), o jornalista e editor da Mauricio de Sousa Produções, Sidney Gusman, divulgou as primeiras imagens de Astronauta – Singularidade, de Danilo Beyruth (roteiro e arte) e Cris Peter (cores) (veja galeria abaixo).

A graphic novel dá continuidade ao primeiro título da série Graphic MSP, Astronauta – Magnetar, da mesma dupla criativa, lançado em outubro de 2012.

Nesta nova aventura, o Astronauta investiga um buraco negro. O texto de apresentação é do quadrinhista argentino Eduardo Risso.

Astronauta – Singularidade será lançado em dezembro pela Panini, em duas versões: em bancas, com capa cartonada, (R$ 19,90) e em livrarias, com capa dura (R$ 29,90).

“Inkshot” reúne quadrinhistas brasileiros em publicação de língua inglesa

0-Inkshot-cover

A coletânea digital Inkishot foi finalmente lançada pela editora norte-americana Monkeybrain Comics e está disponível para compra exclusivamente pelo site ComiXology no valor de US$ 8.99.

A editora é o lar de quadrinhos autorais de qualidade, vendidos em formato digital e pode ser acessada via celulares, tablets, leitores digitais e computadores.

Entre os colaboradores da Inkshot estão feras consagradas como Danilo Beyruth (Bando De Dois, Astronauta – Magnetar), José Aguiar (Folheteen, Ernie Adams, da editora Paquet), Eduardo Medeiros (Roberto, Strange Tales, da Marvel), Milton e Felipe Sobreiro (Heavy Metal, Strange Talent Of Luther Strode, da Image Comics), Bruno Stahl (Heavy Metal Magazine), Gabriel Góes (Samba), Davi Calil (Mad, Surubotron), Estevão Ribeiro (Pequenos Heróis, Os Passarinhos), Pablo Casado (Sabor Brasilis), Felipe Cunha (Jesus Hates Zombies), George Schall (Dark Horse Presents), DW Ribatski (Campo Em Branco), Leandro Melite (Desistência Do Azul), Cadu Simões (Petisco), Mário Cau (Terapia, Dom Casmurro), Daniel Esteves (, Nanquim Descartável, Km Blues), Hector Lima (O Major, MSP – Novos 50, Sabor Brasilis) e muitos outros.

É a maior quantidade de autores brasileiros a fazer parte de uma coletânea de arte sequencial em publicação de língua inglesa. A coletânea traz histórias curtas em preto e branco, com temas variados e diferentes estilos de arte e roteiro, em que prevalece a qualidade das histórias.

Para quem nunca se aventurou a comprar uma HQ digital, a mecânica é simples, muito semelhante à do iTunes, com o adicional do interessante Guided View: um formato opcional, no qual a história é lida quadro a quadro.

Se você tem curiosidade ou já consome quadrinhos digitais, não perca a oportunidade.

Preview da primeira Graphic MSP: Astronauta – Magnetar

Faz quase um ano que os estúdios Mauricio de Sousa anunciaram a produção de graphic novels com personagens da Turma da Mônica desenhadas por artistas brasileiros.

Na tarde desta quarta-feira (10), o jornalista Sidney Gusman divulgou nas redes sociais a capa e duas páginas (veja galeria abaixo) do primeiro título da série Graphic MSP: Astronauta – Magnetar, escrita e desenhada por Danilo Beyruth (Necronauta, Bando de Dois), com cores de Cris Peter.

O livro será lançado pela Panini na Fest Comix (19 a 21 de outubro). Tem 68 páginas de HQ, esboços e extras, e duas opções de preço: R$ 19,90 em capa cartonada e R$ 29,90 em capa dura.

Depois do evento de quadrinhos em São Paulo, será distribuído para todo o Brasil, com vendas em bancas de jornal e livrarias.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2019