Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Batman

Quadrinhos na Bienal do Livro SP: Panini

A grande novidade da Panini para o evento literário é o primeiro volume do selo Millarworld, O Legado de Júpiter, anunciado na Comic Con Experience do ano passado.

Marvel e DC ganham alguns encadernados de luxo, e o selo de mangá anuncia dois lançamentos.

Pela Mauricio de Sousa Produções, a Panini lança um novo volume do selo Graphic MSP e um livrão com passagens da vida do criador da Turma da Mônica retratadas por vários autores nacionais. Confira:

Mauricio de Sousa

Veja detalhes aqui.

Millarwolrd

paninijupiterO Legado de Júpiter, de Mark Millar e Frank Quitely (140 páginas, capa dura, R$ 45): Chloe e Brandon são os filhos dos maiores heróis do mundo. Eles conseguem ficar à altura de seus pais? Era um tempo mais simples para os super-heróis, uma época em que, apesar das dificuldades, era fácil distinguir o objetivo principal dos heróis: o bem da comunidade. Hoje, o mundo mudou, novas crises o ameaçam e super seres diferentes cuidam dele. Entretanto, certos valores são difíceis de morrer… Edição original: Jupiter’s Legacy 1-5.

Marvel

paninixmenFabulosos X-Men – Destroçados, de Brian Bendis e Irving Bachalo (148 páginas, capa dura, R$ 28,90): De volta às aulas, os Fabulosos X-Men, que já sentiram na pele o que acontece quando seus poderes estão fora de controle, decidem que isso não pode se repetir. Um deles aprende que, após deixar a equipe, o mundo “lá fora” pode ser um lugar cruel; outro, por sua vez, aprende o que significa ser um x-man de verdade. Ciclope e Magneto finalmente acertam suas contas e um antigo membro da equipe se junta à SHIELD para vigiar os X-Men. Edição original: Uncanny X-Men 12-17.

paninidemolidorDemolidor – O Rei da Cozinha do Inferno, de Brian Bendis e Alex Maleev (Coleção Marvel Deluxe – 356 páginas, capa dura, R$ 99): O segredo mais obscuro de Matt Murdock vem à tona e ele trava uma batalha legal contra o veículo responsável pela bombástica revelação de sua identidade secreta como Demolidor. O Escritório de Advocacia Nelson & Murdock se torna o alvo perfeito, dentro e fora dos tribunais, para todos os vilões e patifes. A Cozinha do Inferno está em ebulição e o Homem Sem Medo terá de adotar uma nova e ousada postura para lidar com o submundo nova-iorquino. Edição original: Daredevil 41-50 e 56-60.

DC Comics

paninigothamGotham DPGC: Alvos Fáceis, de Ed Brubaker e Greg Rucka (292 páginas, capa dura, R$ 80): O Coringa está aterrorizando Gotham City na época de Natal e executando pessoas aleatoriamente com um rifle. E ninguém, do prefeito ao cidadão mais comum, está a salvo. A caçada começa, mas uma atitude desconcertante do Palhaço do Crime deixa todos perplexos. E ainda nesse volume: a história da garota que tem como trabalho ligar o batsinal; uma série de assassinatos que acaba chamando a atenção da Caçadora; e um velho caso que ameaça piorar a vida do detetive Harvey Bullock.

paninisuicidaEsquadrão Suicida: Chute na Cara, de Adam Glass, Federico Dallocchio e Clayton Henry (164 páginas, capa dura, R$ 29,90): Eles são supervilões recrutados em prisões e enviados em missões secretas e potencialmente mortais em troca de redução em suas penas. Nanobombas são instaladas em seus pescoços para mantê-los sob controle e cada um ali é inteiramente dispensável. Sua primeira missão consiste em enfrentar uma horda de sessenta mil pessoas completamente descontroladas. Primeiro arco da equipe no universo de Os Novos 52.

Planet Mangá

paniniyokaiYo-kai Watch 1, de Noriyuki Konishi (104 páginas, R$ 8,90. Acompanha adesivo exclusivo): Natham Adams era um estudante normal, que levava uma vida pacata até o dia em que acabou libertando um Yo-kai e ganhando um estranho objeto chamado Yo-kai Watch. Com ele, Natham passou a enxergar seres fantásticos normalmente invisíveis aos humanos, e resolveu fazer amizade com eles. Série mensal em andamento no Japão, onde tem 10 volumes publicados até o momento.

paniniajinAjin – Demi-Human 1, de Tsuina Miura e Gamon Sakurai (232 páginas, R$ 17,90): Kei Nagai está focado nos seus estudos para entrar em uma Faculdade de Medicina, e vive uma vida mediana com falsos amigos enquanto pensa apenas em como vencer na vida, até o dia em que descobre ser um Ajin, uma entidade imortal. Encurralado pela polícia e pela sociedade, que sai à sua caça para submetê-lo a experiências científicas, seu único aliado é Kai, um antigo amigo de infância com quem havia cortado relações. Série bimestral em andamento no Japão, com 8 volumes publicados até o momento.

Brasil terá exibição exclusiva de “A Piada Mortal” nos cinemas

PiadaMorta

O Brasil não vai ficar de fora do hype do novo longa animado da DC/Warner, A Piada Mortal, adaptado da antológica graphic novel produzida por Alan Moore e Brian Bolland em 1988.

Numa parceria da rede Cinemark com o grupo Omelete, o longa será exibido em sessão única e exclusiva no dia 25 de julho, às 20h, com áudio original e legendas em português. Veja abaixo a lista das cidades e salas participantes.

Os ingressos já estão à venda (inclusive esgotados em algumas localidades), e podem ser adquiridos nas bilheterias ou site da rede Cinemark. O valor é de R$ 40 a inteira e R$ 20 a meia entrada. Clientes Cinemark Mania têm 50% de desconto.

Nos Estados Unidos, A Piada Mortal será exibida no mesmo dia, em 1.075 salas – um recorde, segundo a revista Variety. Lá, a sessão será precedida de uma introdução feita por Mark Hamill (que dubla o Coringa), um documentário sobre o envolvimento do ator no projeto de adaptação, e os bastidores de uma das cenas.

Complexos participantes:

ARACAJU (SE)

Shopping Jardins – Av. Ministro Geraldo Barreto Sobral, 215

BELO HORIZONTE (MG)

Pátio Savassi – Av. do Contorno, 6061

BH Shopping – BR 356, 3049

BRASÍLIA (DF)

Pier 21 – S.C.E. Sul, Trecho 2

Iguatemi Brasília – St Shi/Norte, Quadra Ca-04

CAMPINAS (SP)

Iguatemi Campinas – Av. Iguatemi, 777

CAMPO GRANDE (MS)

Shopping Campo Grande – Av. Afonso Pena, 4909

CUIABÁ (MT)

Goiabeiras Shopping – Av. José Monteiro de Figueiredo, 500

CURITIBA (PR)

Shopping Mueller – Av. Candido de Abreu, 127

ParkShopping Barigui – Rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 600

FOZ DO IGUAÇU (PR)

Shopping Catuí Palladium – Av das Cataratas, 3570 – Vila Yolanda

FLORIANÓPOLIS (SC)

Floripa Shopping – Rod. Virgilio Várzea, 587

GOIÂNIA (GO)

Flamboyant – Av. Jamel Cecilio, 3300

GUARULHOS (SP)

Internacional Shopping Guarulhos – Rodovia Pres. Dutra, 397/650

JUAZEIRO (BA)

Juá Garden Shopping – Rodovia Lomato Júnior, km06, BR-407, 600 – Alto do Cruzeiro

LONDRINA (PR)

Boulevard Londrina Shopping – Av. Theodoro Victorelli, 150

MANAUS (AM)

Studio 5 – Av. Rodrigo Otávio, 555

MOGI DAS CRUZES (SP)

Mogi Shopping – Av Vereador Narciso Yague Guimarães 1001

NATAL (RN)

Midway Mall Natal – Av. Bernardo Vieira, 3775

NITERÓI (RJ)

Plaza Shopping Niterói – Rua XV de Novembro, 8

PORTO ALEGRE (RS)

Barra Shopping Sul – Av. Diário de Notícias, 300

Bourbon Ipiranga – Av. Ipiranga, 5200

RECIFE (PE)

RioMar – Av. República do Líbano, s/nº

Ribeirão Preto (SP)

Novo Shopping – Av. Presidente Kennedy, 1500

Rio de Janeiro (RJ)

Botafogo Praia Shopping – Praia de Botafogo, 400

Shopping Metropolitano Barra – Av. Embaixador Abelardo Bueno, 1300

Downtown – Av. das Américas,500

SALVADOR (BA)

Salvador Shopping – Av. Tancredo Neves, 2915

SANTOS (SP)

Praiamar Shopping – Rua Alexandre Martins, 80

SÃO PAULO (SP)

Cidade São Paulo – Avenida Paulista, 1230

Eldorado – Av. Rebouças, 3970

Market Place – Av. Dr. Chucri Zaidan, 920

Metrô Santa Cruz – Rua Domingos de Morais, 2564

Pátio Paulista – Rua Treze de Maio, 1947

Metro Tatuapé – Rua Domingos de Agostin, 91

Metrô Tucuruvi – Av. Doutor Antônio Maria Laet, 566

Tietê Plaza Shopping – Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 1465

SÃO CAETANO DO SUL (SP)

ParkShopping São Caetano – Alameda Terracota, 545

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (SP)

Colinas Shopping – Av. São João, 2200

UBERLÂNDIA (MG)

Uberlândia Shopping – Av. Paulo Gracindo, 15

VARGINHA (MG)

Via Café Garden Shopping – Rua Humberto Pizzo, 999

VILA VELHA (ES)

Shopping Vila Velha – Rua Luciano das Neves, 2418

VITÓRIA (ES)

Shopping Vitória –Av. Américo Buaiz, 200

Papo de Quadrinho viu: Batman Vs Superman – A Origem da Justiça

bvs_superfight_wpw

ATENÇÃO, para fazermos essa resenha será necessário usar SPOILERS. Se você ainda não viu o filme, veja antes de ler nossa resenha.

Quando foi anunciado um filme conjunto entre Batman e Superman, os maiores super-heróis da DC Comics, e ícones mundiais da cultura pop, a expectativa se tornou imensa. Some-se a isso uma novidade importante: a introdução da Mulher Maravilha, terceira figura mais importante na trindade da editora e que ganhará filme solo. Como a Warner/DC apresentaria seus heróis sem usar o consagrado recurso transmídia da Marvel Studios?

Foi com essa e outras perguntas em mente que a ansiedade tomou conta dos fãs e da imprensa, seguido por um curioso clima de haterismo na medida em que imagens e informações sobre o filme  eram divulgadas, principalmente pela escolha do ator Ben Affleck para viver o novo-velho Batman. O diretor, Zack Snyder, que também conta com um respeitável fã clube de haters, foi alvo contante de críticas antes sequer de o filme estrear.

Aos poucos, trailers mostraram grandes cenas, ideias promissoras, mas a dúvida permaneceu por parte de muitos fãs e haters: será um bom filme?

A despeito de todas as dúvidas e críticas, a resposta é SIM, é um bom filme. Ainda que tenha complexidades inesperadas para o público acostumado às adaptações de super-heróis (mas nem tanto para os leitores habituais de gibis da DC), e ainda que sofra uma inevitável comparação com o bom e bem azeitado universo cinematográfico da Marvel, Batman vs Superman – A Origem da Justiça tem muitos acertos e, a sua maneira, vai montar o universo DC no cinema.

Um passo para a Liga da Justiça

Ao contrário da sua concorrente, a DC trilhou um caminho denso, adulto e referendado por obras clássicas das HQs da editora, como O Cavaleiro das Trevas (Frank Miller) e a Morte do Superman (Dan Jurgens), amarrando com a nova mitologia criada pelos Novos 52, de Geoff Johnsem que a DC Comics dá origem à Liga da Justiça a partir de um esforço para defender a Terra do maior vilão da editora, Darkseid (criação de Jack Kirby).

A paleta de cores escolhida para o filme é soturna. O Batman de Miller vivido por Ben Affleck é violento, capaz de usar uma arma. Um Batman pouco convencional. É um guerreiro amargurado, taciturno, que observa pesaroso uma armadura do Robin pixada com um desafio do Coringa, referência a Batman: A morte do Robin (Jim Starlin) e que vamos ter que esperar para saber mais no filme do Esquadrão Suicida. Um Batman repleto de perdas que percebe, após 20 anos combatendo o crime em Gotham, que seu trabalho é pequeno perto da ameaça representada pelo poderoso alien que atende por Superman (Henry Cavill) .

Visto ora como salvador ora como uma maldição, Superman é julgado por conta do espetáculo de destruição na luta contra o General Zod em O Homem de Aço, ainda que tenha salvado a Terra. O poder e o descontrole desses seres são questões levantadas pelo governo e por seu antagonista, Lex Luthor (Jesse Eisenberg), apresentado como um jovem gênio psicótico, mimado e típico dos nossos dias, ao mesmo tempo em que lembra um cientista louco clássico dos quadrinhos.

Lex Luthor é um homem temeroso quanto ao futuro da humanidade, mas sedento pelo controle sobre ela. Ele sabe que esses super-humanos – ou metahumanos – são como os antigos Deuses. Essa loucura atinge seu expoente quando ele usa tecnologia kryptoniana para criar o monstro Apocalypse e tem contato, ao que parece, com a caixa materna. Antes, para que seu controle seja total, Luthor manipula os heróis e os guia rumo a um confronto inevitável.

Descobertas como vida alienígena, tecnologia avançada e aparição dos deuses e super-seres parecem ter grande impacto na vida do homem comum no universo cinematográfico da DC. Essas descobertas geram medo e levantam suspeitas. E nesse clima de desconfiança e descobertas está a figura enigmática de Diana (‎Gal Gadot ) uma poderosa guerreira que só conheceremos melhor em seu filme solo

Há também a citação nos arquivos de Luthor sobre outros personagens poderosos: um homem submarino, um jovem velocista e um ciborgue humano  criado com o uso de um objeto confidencial encontrado nos anos 1980, que os iniciados reconhecem como a caixa materna.

BATMAN V SUPERMAN

Dessa forma, o filme sai do convencional quando mostra num misto de sonho e profecia, um Flash vindo de um futuro incerto, onde o Superman se tornou um mero agente local de um poder maior.

Eis os deslizes

terra-atacada

O ritmo da narrativa é muitas vezes quebrado, não funciona e arrasta o filme. E ainda que a narrativa de Snyder não obedeça a cartilha simples dos heróis Marvel, falta fluidez em diversos momentos.

A fluidez se perde, a grande quantidade de referências é um acerto que diante dos leigos, atrapalha. O público não iniciado tem problemas para entender referências da vinda de Darkseid, da Terra invadida por Apokolips, da caixa materna e dos parademônios. Acostumados à narrativa simplificada da Marvel, esse excesso de informações e referências são um problema para o filme, que eventualmente seria corrigido em uma versão estendida.

Nosso veredito

Se o filme não é perfeito por causa do ritmo e de tanta informação, as virtudes em Batman vs Superman – A Origem da Justiça estão na ousadia de tentar algo diferente para o gênero, sem apostar em soluções comuns e lineares que nos acostumamos a ver nos filmes da Marvel.

É um filme carregado de simbolismos, denso, soturno. Não é um filme infantil. Tem uma trilha sonora muito boa, atuações convincentes e surpreende o público ao tirar de cena um dos protagonistas, embora todo mundo que tenha lido quadrinhos sabe que ele vai voltar. A DC apontou um caminho interessante e diferente para seus filmes, que incluem um clima de tragédia para a humanidade, supostamente já condenada nas mãos de Darkseid.

trinitylarge

A forma como os outros filmes amarrarão essa narrativa é um novo mistério. Como apresentar os novos super-heróis sem usar a fórmula bem sucedida da Marvel?

A Warner/DC criou seu jeito de contar sua história. Às vezes confusa, às vezes pessimista, muitas vezes empolgante. Nada que um leitor de quadrinhos não conheça. Valeu também pela ousadia de trazer um clima sombrio aos filmes, de mostrar que antes de ser nossos salvadores, o super-heróis carregam um legado de destruição, morte e transformação para a humanidade. Que venham mais filmes de super-heróis sérios, mais destruição em massa e mais Deuses, mas sem perder a empolgação e a aventura.

“Mansão Wayne” está de volta como podcast semanal

Mansão Wayne

A dica é do amigo Leonardo Vicente, que integra a equipe.

O site Mansão Wayne nasceu no ano 2000, numa iniciativa do grande fã do Homem-Morcego, Carlos Vázquez, e durou até 2007.

Agora, o Mansão Wayne volta em formato mais moderno e dinâmico: um podcast que aborda um tema diferente ligado ao Batman a cada semana. Na pauta, seu vasto universo de aliados e inimigos nos quadrinhos e demais mídias.

Carlos comanda a equipe que inclui, além do Leonardo Vicente, André Pansera, Roberto Segundo, Thiago Brancatelli e Vinícius Schiavini.

O podcast estreou no dia 5 e terá novos episódios lançados todas as quintas-feiras. Junto aos animados bate-papos, estarão os quadrinhos de Samuel Sajo (MAD) abordando o tema da semana.

“Mundo dos Super-Heróis” traça panorama do Batman no Brasil

Mundo71_capa

Do Press-Release

Nas bancas brasileiras, Batman sempre teve lugar de destaque. O personagem ajudou as revistas em quadrinhos a se estabelecerem no país e, desde 1940, praticamente não deixou de ser publicado. Hoje, com 75 anos de uma sólida carreira de edições mensais e especiais, o Homem-Morcego tem muitos motivos para ser um dos personagens mais conhecidos das HQs.

A revista Mundo dos Super-Heróis 71 (outubro/2015) traz uma reportagem de capa com a trajetória do Homem-Morcego no Brasil, que mostra os bastidores das editoras em que o personagem passou, as traduções bizarras e as edições memoráveis publicadas no país, como Cavaleiro das Trevas, Ano Um, Piada Mortal e muitas outras publicações.

O pôster que acompanha a edição traz ainda mais Batman, com uma linha do tempo com os momentos mais importantes da carreira do personagem no Brasil, desde sua estreia na revista Lobinho até a nova publicação semanal da Panini, Batman Eterno. No verso, uma incrível ilustração do  Homem-Morcego feita pelo talentoso desenhista brasileiro Caio Cacau.

Outras matérias

Para quem está esperando as principais séries de TV de super-heróis, a reportagem “Invasão em Série” traz os detalhes das novas temporadas de The Flash, Arrow, Gotham, Agents of Shield, entre outras, além de falar das estreias de Supergirl e Legends of Tomorrow.

Em visita ao Brasil, o artista britânico Peter Milligan conversou com a Mundo sobre seu legado na Vertigo e de seus vários trabalhos com super-heróis, como Batman/Superman e Liga da Justiça Dark, o que rendeu uma entrevista exclusiva.

Confira 10 curiosidades sobre Deadpool, o herói mais politicamente incorreto da Marvel. A seção Action-Figures traz as novas estátuas da DC produzidas pela Iron Studios, com design de Ivan Reis. A linha do tempo traz a carreira de Shang-Chi, o lutador de artes marciais da Casa das Ideias conhecido como Mestre do Kung Fu.

Completam esta edição: Peneira Pop, com a cobertura da ComicCon RS, notícias e curiosidades sobre os super-heróis; quiz para testar os conhecimentos dos leitores; a trajetória de Tom DeFalco, editor-chefe e roteirista de um dos períodos mais lucrativos da Marvel; resenhas, dicas de leitura e cartas dos leitores.

Sobre a revista

A Mundo dos Super-Heróis é a única revista brasileira especializada no universo dos super-heróis nas mais diferentes mídias: quadrinhos, livros, séries de TV, desenhos animados, internet e cinema. É também a mais duradoura publicação sobre o gênero, distribuída em bancas desde 2006 e com mais de 70 edições lançadas

SERVIÇO:

Mundo dos Super-Heróis 71

68 páginas

Formato 20,5 x 27,5 cm

Preço: R$ 12,50.

À venda em bancas de jornal, livrarias e lojas especializadas de todo o país. Assinaturas e compra de números atrasados podem ser feitas pelos telefones (11) 3038-5050 e 0800-888508 ou pelo site www.europanet.com.br/superheroi.

Disponível também em versão digital na Apple Store e site www.iba.com.br (assinantes da revista impressa têm acesso gratuito ao conteúdo digital).

Conheça também a revista nas redes sociais: facebook.com/revistaMSH e Twitter @superherois.

Livro faz poesia para vilões do Batman

 

o reverso do morcego

Poeta, ator, dublador, jornalista e publicitário. E ao lado disso tudo, Jorge Ventura é fã de super-heróis. O autor de Sock! Pow! Crash! – 40 anos da série Batman da TV – o manual mais completo sobre a clássica série sessentista já publicado no Brasil – aventura-se mais uma vez pelo universo do Homem-Morcego.

O Reverso do Morcego reúne 30 poemas de Ventura dedicados exclusivamente à galeria de vilões do Batman. Cada poema é ilustrado por Paulo Chacon (Suburbanos). Na definição do autor, o livro é fusão de “literatura e cultura pop em versos e traços”.

A produção independente conta com apoio artístico da CQI e direção executiva de Guilherme Albuquerque. O prefácio é de Mario Abbade (Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro), glossário de Márcio Escoteiro (um dos maiores especialistas de Batman no Brasil) e posfácio de Sílvio Ribas (jornalista e escritor, autor do Dicionário do Morcego).

O livro tem formato 14 x 21 cm, 82 páginas, capa e miolo em preto e branco e preço de R$ 29,90.

Há dois eventos de lançamento agendados no Rio de Janeiro: 15 de agosto no Bartman (Rua Buarque de Macedo, 83 – Catete) e no dia 24, na Livraria Cultura do Cine Vitória (Rua Senador Dantas, 45 – Centro). Para São Paulo, os autores estão programando o lançamento para setembro ou outubro.

Mundo dos Super-Heróis destaca “Batman vs. Superman”

Mundo 68_ 01 capa

Do Press-Release

Imperdível! A batalha do século será mostada em breve nos cinemas e a Mundo dos Super-Heróis 68 traz todos os detalhes para você se preparar para esse grande confronto. E mais: as novidades sobre o filme do Esquadrão Suicida e o futuro da DC no cinema.

Super-pôster: Batman e Superman: Uma impressionante imagem de 55 cm x 41 cm baseada no esperado filme dos heróis, acompanhado de uma linha do tempo com os encontros deles nos quadrinhos

Outras matérias desta edição:

Steve Englehart: Numa entrevista exclusiva, o autor de grandes HQs da Marvel revela detalhes de sua carreira e de seu processo de criação. Ele está prestes a visitar o Brasil na Fest Comix.

Charlton Comics: A imperdível história da editora que contou com o talento de Steve Ditko, Dick Giordano e outros profissionais, e criou heróis aclamados pelos fãs, como Besouro Azul, Capitão Átomo e Questão.

De volta ao básico: Os detalhes de Surpreendentes X-Men, a revista que apostou nos elementos tradicionais dos mutantes e se tornou um dos novos clássicos das HQs.

Surfista Prateado: Linha do tempo sobre o mais famoso herói cósmico da Marvel. Acompanhe os principais momentos do Surfista, desde sua estreia até sua atual série de sucesso.

Coleção dos Vingadores: As impressionantes estátuas baseadas no filme Era de Ultron produzidas pela empresa brasileira Iron Studios.

Peneira Pop: Supergirl, Flash, Legends of Tomorrow: um guia para você acompanhar as melhores séries de super-heróis do momento e saber quais são as maiores apostas dos estúdios. E mais: as principais notícias sobre o mundo das HQs e afins.

Homem-Cronologia: O mais sábio dos heróis explica a recente mudança dos poderes do Superman.

Universo Marvel/DC: A carreira de Jim Aparo, um dos mais importantes desenhistas das HQs do Batman e autor de vários outros trabalhos para a DC.

Etc & Tal: O editor Maurício Muniz conta as dores e os prazeres de lançar no Brasil As Aventuras da Liga Extraordinária, um dos mais cultuados trabalhos do roteirista Alan Moore.

Recebemos
Resenhas de HQs e uma seleção de trabalhos independentes.

Artista do pôster: Os bastidores da incrível imagem de Batman e Superman desenhada pelos brasileiros Allan Goldman e colorida por Rodrigo Fernandes.

Desafio dos heróis: Teste seus conhecimentos e descubra em que nível de poder nerdístico você se encontra.

A Mundo dos Super-Heróis 68 já está nas bancas em São Paulo e Rio de Janeiro e estará disponível em breve em todo país.

Papo de Quadrinho viu “Batman: Assault on Arkham”

assalutonarkham

A mais recente animação da Warner/DC, lançada diretamente em DVD e Blu-Ray neste mês nos Estados Unidos, é a primeira a se inspirar no universo dos videogames – no caso, na franquia Batman: Arkham.

Em termos cronológicos, a história se passa depois de Arkham: Origins, e mostra a investida do Esquadrão Suicida – grupo de vilões recrutado por Amanda Waller – ao manicômio para resgatar informações sigilosas roubadas pelo Charada. Nesse meio tempo, Batman corre contra o tempo para encontrar uma bomba suja plantada em Gotham City pelo Coringa.

Claro que um grupo desses não poderia funcionar, e dentro do Asilo Arkham as coisas fogem do controle, ainda mais quando cada vilão tem sua própria agenda e o Coringa entra na equação.

Batman: Assault on Arkham é uma animação de dois integrantes do Esquadrão Suicida: Pistoleiro e Arlequina. O primeiro faz o tipo vilão honrado, enquanto a outra rouba a cena com sua atitude desmiolada.

Não há reparos a fazer nem em relação à técnica – que felizmente abandonou o visual anime das últimas animações da DC –, muito menos quanto ao roteiro bem estruturado, dinâmico e com as ótimas cenas de ação em que Batman se envolve.

O que chama atenção é o caráter mais “adulto” do desenho. Não à toa, está sendo lançado com classificação PG-13 (impróprio para menores de 13 anos).

Algumas cenas de cabeças explodindo talvez até sejam mais comuns para as crianças de hoje do que eram antigamente. Mas em outras, especialmente as que envolvem o Coringa, há crueldade somada à violência. E o sexo casual entre dois personagens, se não chega a seja a ser explícito é bastante sugestivo.

Melhor assim. O anterior O Filho do Batman pecou não só pela trama fraca e meio sem sentido, mas principalmente pela trama piegas e infantiloide. Batman: Assault on Arkham, ao contrário, é um desenho feito por gente grande para gente grande.

Figurines da DC chegam a São Paulo no dia 9

lgpic-01

A notícia – dada em primeira mão na semana passada pelo blog Sala de Justiça, do colecionador Éder Pegoraro – acaba de ser confirmada pelo Papo de Quadrinho.

No dia 9 de outubro, São Paulo junta-se a outras capitais – Manaus, Teresina e Vitória – e passa a vender nas bancas de jornal a coleção de miniaturas da Eaglemoss estrelada pelos heróis e vilões da DC Comics.

O primeiro número, Batman, tem preço promocional de R$ 17,95.

Não há previsão de lançamento nas demais regiões.

Justin Bieber como Robin?

e8a1bf69131674e30e9259e5145a7cbeSanto esculacho, Batman!

Depois da controversa escolha de Ben Affleck para viver o Batman no próximo filme da franquia, uma foto chamou a atenção dos nerds nessa madrugada.

O cantor teen Justin Bieber postou em seu instagram oficial uma foto onde exibe o que seria supostamente o roteiro de Batman versus Superman.
Seria uma dica aos seus fãs de que ele estaria sendo cotado para ser o novo Robin?

Como essa nota está sendo escrita durante a madrugada, não temos como confirmar com a Warner, mas a notícia já está causando furor na internet. Vamos aguardar!

Página 0 de 4

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017