Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Tag: Álvaro de Moya

2016: Os Independentes – O que vem por aí, por Marcio Baraldi

baraldi2016

Não é quadrinho, mas é sobre quadrinho. Melhor ainda, trata-se de um resgate da trajetória dos grandes mestres do quadrinho brasileiro. Então, tá valendo!

Seguindo a boa recepção do documentário sobre Rodolfo Zalla, Ao Mestre com Carinho, de 2012, o cartunista Marcio Baraldi lança dois projetos em DVD em 2016.

A Era de Ouro do Quadrinho Brasileiro vai se concentrar no trabalho de editoras como Taika, Edrel, GEP, Jotaesse e outras, no período dos anos 1960 e 70.

Entre os entrevistados estão Zalla, Primmagio Mantovi, Rubens Cordeiro, Rubens Luchetti, Diamantino, Gonçalo Jr. Ota, Getúlio Delphim, Paulo Hamasaki, os irmãos Fukue e Fernando Ikoma.

O outro é Sobrou alguma coisa no tinteiro?, documentário sobre Eugenio Colonnese. Para este projeto, Baraldi ouviu nomes como Zalla, Alvaro de Moya, Gonçalo Jr., Franco de Rosa, amigos e familiares de Colonnese.

Um resgate histórico que vale a pena ser prestigiado.

Crítica: Os Pioneiros no Estudo de Quadrinhos no Brasil

PioneirosEstudoHQ

O livro Os Pioneiros no Estudo de Quadrinhos no Brasil reúne depoimentos organizados por três especialistas que eu respeito e admiro: Waldomiro Vergueiro, Nobu Chinen e Paulo Ramos (do Blog dos Quadrinhos).

Esses depoimentos são verdadeiras declarações de amor aos Quadrinhos, feitos por seis professores: José Marques de Melo, Álvaro de Moya, Antonio Cagnin, Moacy Cirne, Sonia Luyten e Waldomiro Vergueiro, especialistas que enfrentaram preconceito na própria universidade quando se dedicaram ao estudo da narrativa sequencial. Foram os primeiros, mas não os únicos, a defenderem suas qualidades como objeto de arte e cultura.

Ao falarem em favor dos quadrinhos quando estes eram perseguidos e difamados, estes homens e mulheres tiveram um papel fundamental para nossa compreensão e interesse nas HQs, estimulando o estudo dos gibis como uma mídia especial. Foram carreiras dedicadas a estudar, apresentar e estimular a produção nacional das HQs. As. Os depoimentos são emocionantes, recheados de histórias pessoais que se confundem com a própria história dos Quadrinhos no Brasil.

O lançamento é da Editora Criativo e o livro é recomendadíssimo, em especial para a leitura de educadores, artistas e interessados em entender melhor nossa histórica ligação de amor com os gibis.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2019