Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Categoria: Sem categoria

Com lançamento no FIQ, independente “Múltipla Escolha” está em pré-venda

Múltipla Escolha

A HQ é uma produção de Marcel Ibaldo (roteiro) e Max Andrade (arte), com cores de capa de Rainer Petter. O posfácio é assinado por Alexandre Nagado (Revista Herói, Sushi Pop).

Segundo a sinopse, Jeff é um vestibulando prestes entrar na faculdade de Medicina, depois de quatro anos de tentativa. Arrogante e egoísta, terá que aprender o que realmente importa na vida por meio de transformações em seus relacionamentos afetivos e familiares.

Múltipla Escolha tem 20,5 x 13,5 cm, 40 páginas e preço de R$10. Até o dia 5 de novembro, é possível comprar a HQ em pré-venda (aqui), com frete grátis. O lançamento oficial acontece no Festival Internacional de Quadrinhos – FIQ (11 a 15 de novembro) e Comic Com Experience – CCXP (3 a 6 de dezembro).

Coletânea de Robert Crumb chega neste mês pela Veneta

vivaarevolucaocrumb

Já faz dois anos que a mesma editora lançou A mente suja de Robert Crumb. Já estava na hora de trazer mais material do papa da contracultura para os leitores.

Viva a Revolução! é uma coletânea de histórias selecionadas pelo editor Rogério de Campos – que também assina o prefácio – que evidenciam o humor sarcástico de Crumb ao tratar de temas polêmicos como feminismo, machismo, racismo, poluição, violência policial, consumo desenfreado.

Entre os personagens que povoam suas histórias estão a heroína feminista e libertária Lenore Goldman, o ingênuo ativista Projunior e Frosty, o boneco de neve guerrilheiro, além do próprio Robert Crumb, que aparece em histórias autobiográficas.

Viva a Revolução! tem capa dura, 144 páginas, capa colorida, miolo preto e branco e preço um pouquinho salgado: R$ 89,90. Está em pré-venda no site da Veneta e deve chegar às lojas especializadas e livrarias ainda neste mês.

Pedido de desculpas

A ideia geral da postagem que publiquei sobre o 27o Troféu HQ Mix (já deletada) era exaltar tudo que o prêmio representa para os quadrinhos. E que, mesmo sob críticas – críticas gerais, de anos, e não só as recentes envolvendo a campanha de divulgação – o prêmio muda, melhora, segue em frente e culmina numa grande confraternização.

Fui inábil ao tentar expressar essa ideia. Fui grosseiro sem necessidade. Por pura falta de tato, reacendi uma polêmica que já estava encerrada.

Em meu nome e em nome do Papo de Quadrinho, peço desculpas a todas as pessoas a quem ofendi – algumas delas, amigas pessoais – e me comprometo a ser mais cuidadoso ao expressar minhas opiniões daqui pra frente.

Respeitosamente,

Jota Silvestre

Post deletado

Hoje (13.09) fiz uma postagem aqui no Papo de Quadrinho com uma visão bastante pessoal da cerimônia de premiação do 27o. Prêmio HQ Mix e acabei reacendendo uma polêmica que já estava encerrada. Foi um erro de avaliação da minha parte. A postagem foi apagada.

Jota Silvestre

JBC anuncia novo Ultraman e mais lançamentos

ultraman

Enquanto os leitores roem as unhas de ansiedade na espera de Akira, que a JBC prometeu para o fim do ano, a editora vem com o anúncio de mais um clássico. Nesse caso, um clássico revisitado.

Trata-se de um novo mangá do Ultraman que, segundo a editora, vem sendo publicado no Japão de 2012 com enorme sucesso, com seis volumes já lançados. A história tem início anos após os eventos vistos na série original Ultraman, quando após inúmeras batalhas para defender a Terra, o herói nunca mais foi visto.

A Patrulha Científica ainda é a força de defesa da Terra da qual Shinjiro Hayata, filho de Shin Hayata – o Ultraman original –, faz parte. Desde criança Shinjiro mostrou não ser comum. Dotado de poderes especiais, ele nunca soube que seu pai um dia foi o hospedeiro humano do Ultraman.

O próprio Hayata, hoje Ministro da Defesa, não se lembrava mais de quando compartilhava seu corpo com o herói espacial. Mas a situação não tarda a mudar. Quando uma nova invasão alienígena tem início, a vida do jovem patrulheiro irá mudar drasticamente. O roteiro é de Eiichi Shimizu, com desenhos de Tomohiro Shimoguchi.

A JBC não dá mais detalhes nem precisa a data do lançamento.

Mais novidades

Por ocasião do Fest Comix, realizado em São Paulo no último final de semana (17 a 19), a JBC anunciou mais duas novidades que chamam atenção.

A primeira é Terra Formars (Yu Sasuga e Ken-ich Tachibana), que fala da tentativa da humanidade em colonizar Marte para fugir dos problemas ambientais. Parte do plano envolve lançar duas espécies de vida na superfície do planeta vermelho para torná-lo habitável. Quinhentos anos depois, duas expedições visitam Marte e se surpreendem com o que encontram lá.

Terra Formars tem 210 páginas, papel offset e preço de R$ 14,90. No Japão, já tem 13 volume publicados, virou anime em 2014 e deve ganhar um longa-metragem em 2016.

A outra novidade é Eden, da mesma dupla criativa de Terra Formars, sobre a devastação do vírus Closer que joga a humanidade num futuro distópico. A coleção completa tem nove volumes, e o primeiro já está à venda, com 450 páginas e preço de R$ 39,90.

Lançamentos e feirão de HQs na galeria hipotética

Astronauta de pijama_capa do livro

Pois é na tarde de domingo do dia 21, a partir das 15h, que acontece o lançamento do livro infantil O astronauta de pijama (Jupati Books, Marsupial Editora), da quadrinista Samanta Flôor.

O livro conta a história de um monstro que, sem querer, devora o gatinho de estimação de um menino, que parte em uma aventura por um mundo estranho para resgatar seu bichinho.
Samanta Flôor também é autora das HQs independentes Click e Três, e da webtira Toscomics, mas este é seu primeiro trabalho em quadrinhos desenvolvido para a criançada.

Além do lançamento com a presença da autora, a tarde também terá sessão de autógrafos com a ilustradora Carla Pilla e seu livro Filé de Gato (Editora Mediação) e o grande feirão de compra, venda e troca de quadrinhos, organizado pelo grupo Colecionadores de HQs dos Pampas.

Os eventos têm entrada gratuita e qualquer interessado pode participar do feirão.

Serviço:

* Lançamento da HQ O astronauta de pijama, de Samanta Flôor
* Sessão de autógrafos com Carla Pilla e o livro Filé de Gato
* Grande feirão de compra, venda e troca de quadrinhos

Dia 21/06 (domingo)
a partir das 15h – Entrada gratuita
galeria hipotética
Rua Visconde do Rio Branco, 431
Bairro Floresta | Porto Alegre
Facebook (/galeriahipotetica)

“Travessias”: nova HQ nacional, digital e independente

 

travessias

Não bastassem todos estes atributos, a obra ainda reúne alguns dos principais artistas da atual produção de quadrinhos brasileiros: Will (Passagens & Paisagens, em parceria com a escritora Mônica Lan), Alexandre Montandon (Cristóvão e o Segredo do Tempo), Lillo Parra e Toni D’Agostinho (As Muitas Vidas de Gustavo Boa Morte), Aloísio de Castro (O Encontro), André Diniz e Marcela Mannheimer (Muzinga), Laudo Ferreira Jr. e Omar Viñole (Cadernos de Viagem).

Outro diferencial é que Travessias – O Fantástico Cotidiano em Quadrinhos é uma iniciativa do mesmo pessoal do Comix Trip, nova plataforma de distribuição de HQs digitais exclusivamente nacionais. A obra está disponível na loja a partir de hoje (14) ao preço de US$ 1,99. É preciso baixar o instalar o aplicativo, gratuito, ainda disponível somente para dispositivos com sistema iOS.

Travessias tem 79 páginas coloridas e será bimestral, formada por histórias seriadas. Nesse primeiro número, a única completa é O Encontro, do “artista convidado” Aloísio de Castro. A ideia é que elas sejam lançadas em álbuns impressos ao final de cada arco.

Papo de Quadrinho teve acesso com exclusividade à primeira edição e recomenda a leitura.

Uma passada rápida na Geek House

2014-12-17 12.32.08

O mais novo espaço de cultura nerd em São Paulo foi inaugurado na semana passada, mas só hoje (17) conseguimos dar uma passara rápida para conhecer o lugar (clique nas fotos para ampliar).

A Geek House tem três andares. No térreo ficam a lanchonete e a área de compras de HQs, cards e figuras de ação. O espaço é aconchegante, e a oferta ainda é pequena. Segundo o proprietário Bruno Iacona, o contato com as editoras e distribuidores já está em andamento e até janeiro a variedade será maior.

 

No andar de cima há quatro salas para leitura e bate-papos. Uma delas é ao ar livre e a outra pode ser isolada por uma porta de vidro para reuniões e videoconferências. A casa aceita reservas da primeira sala, a mais decorada, para quem quiser gravar videocasts, por exemplo.  O subsolo é outro bom espaço para confraternizar, completamente ao ar livre.

Bruno contou que a inauguração no dia 9 recebeu umas 200 pessoas. A sexta-feira seguinte foi o dia mais agitado depois disso. É um bom começo.

No geral, a Geek House é uma ótima opção para happy hour e para jogar conversa fora com os amigos sobre aquelas nerdices que a gente adora. No futuro próximo, pode se tornar também uma nova opção para compras. Outra vantagem é a localização, na Alameda Franca, 1055, a 700 metros do metrô Consolação, descendo pela Rua Augusta.

Fica aqui meu compromisso de voltar com mais tempo e mais gente para testar o cardápio.

Conheça os projetos selecionados no ProAC Quadrinhos 2014

proac

O Diário Oficial de São Paulo publicou na edição de hoje, 30 de outubro, a lista dos 20 projetos selecionados no ProAC Quadrinhos 2014.

Cada um deles receberá R$ 40 mil e terá prazo de 10 meses, a partir do pagamento da primeira parcela (70%) – podendo ser prorrogado por mais 60 dias – para execução do projeto.

Papo de Quadrinho parabeniza os vencedores desta edição:

Mute, de Marcos Leandro de Oliveira

Bichos, Homens & Deuses, de Sergio Ribeiro Lemos

Como um cavalo salvou a vida de um preso político, de Evaldo Novelini

Arlequins, Pierrôs e Colombinas, de Marcelo Scaff Marques

Nessa Arca Tem Bicho, de Fabio Roberto Vitor

Uma Noite em L’enfer, de Davi Calil

Gargantua, de Daniel Rosini Dimas Machado

Quina, de Julia Nascimento Bacellar

Ye, de Guilherme de Sousa Petreca

Mulheromem, de Hector Lima

Quadrinhos A2, de Paulo Rodrigo Vieira Funfas

A Salamanca do Jarau, de Henrique Antonio Kipper

Carolina, de João Carlos Pires Pinheiro

Por mais um dia com Zapata, de Daniel Esteves

Paraíba, de Olavo Costa Frade de Paula

Pogando, de Priscilla Judith Camacho

Daruma, de Walmir Americo Orlandeli

A Sereia de Mongaguá, de Thiago Moraes Martins

Hitomi, de Ricardo Hirsch

Nosferatinho, de Wander Antunes de Souza

O edital deste ano representa o maior investimento do ProAC Quadrinhos até hoje, R$ 800 mil. No total, o programa de fomento já investiu mais de R$ 2 milhões.

WMF Martins Fontes traz “Parafusos” ao Brasil

Parafusos-capa.indd

O Transtorno Bipolar – antigamente chamado de Síndrome Maníaco-Depressiva – é caracterizado pela alternância de períodos de bom humor e excitação com outros de irritação e depressão. Estima-se que pelo menos 1% da população seja acometida da doença.

Alguns gênios das artes – Edgar A. Poe, Vicent van Gogh, Georgia O’Keeffe, William Styron e Sylvia Plath, por exemplo – sofriam de Transtorno Bipolar. Foi isso que a quadrinhista americana Ellen Forney descobriu quando, diagnosticada com a doença, começou a pesquisar o assunto.

Mais que isso: Ellen buscou neles a inspiração e o entendimento do conceito de “artista louco” para não ceder ao tratamento medicamentoso que poderia comprometer sua criatividade.

É essa história que a autora narra em Parafusos: mania, depressão, Michelangelo e eu, que a WMF Martins Fontes acaba de trazer para o Brasil. O livro trata de um tema árduo, muitas vezes mal compreendido, com bom humor e uma arte arrojada. Tem 256 páginas, formato 23 x 15,30 cm, capa colorida e miolo em preto e branco, e custa R$ 39,90.

Página 0 de 81

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017