Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Category: Livros (Page 3 of 9)

Três gerações se encontram em “Os Quadrinistas”

OsQuadrinistasCapa

No livro, o jornalista e designer Télio Navega traça o perfil dos mais importantes nomes do quadrinho nacional da atualidade.

Entre os artistas retratados, estão José Aguiar, Danilo Beyruth, Vitor & Lu Cafaggi, Renato Canini, Marcelo & Magno Costa, Cynthia B., Marcelo D’Salete, André Diniz, Gustavo Duarte, Luiz Gê, Eloar Guazzelli, Adão Iturrusgarai, Laerte, Marcelo Lelis, Marcatti, Mário César, Mauricio de Sousa, Fábio Moon & Gabriel Bá, Lourenço Mutarelli, Marcello Quintanilha, Rafael Coutinho, Shiko, Allan Sieber, André Toral e Fabio Zimbres.

Englobando três gerações de autores, desde Renato Canini (o único falecido da lista) e Mauricio de Sousa até os jovens irmãos Vitor e Lu Cafaggi, os nomes perfilados comprovam a evolução do mercado brasileiro de quadrinhos.

Os Quadrinistas é uma publicação da Zarabatana Books e custa R$ 40. O lançamento oficial aconteceu no recém-encerrado Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ). O próximo está marcado para segunda-feira (23), a partir das 19h, na Blooks Livraria do Rio de Janeiro, na Praia do Botafogo, 316.

Em São Paulo, Telio Navega estará com uma mesa no Artists’ Alley da Comic Con Experience, de 3 a 6 de dezembro.

Biografia de George Lucas finalmente chega ao Brasil

georgelucasskywalking

Outro dia  comentamos aqui no Papo de Quadrinho sobre a proliferação de produtos relacionados à franquia Star Wars à medida que a estreia de Episódio 7 – O Despertar da Força se aproxima.

Um lançamento há muito esperado é a biografia escrita por Dale Pollock, George Lucas – Skywalking a vida e a obra do criador de Star Wars, que a Editora Évora finalmente traz ao Brasil por meio do selo Generale.

Mais que conhecer a trajetória profissional de um dos mais criativos e bem-sucedidos profissionais da sétima arte, o livro é uma oportunidade para os fãs terem acesso a novos detalhes da saga espacial: a dificuldade em levantar dinheiro para a produção, a gênese dos personagens, a seleção do elenco.

George Lucas teve três edições nos Estados Unidos desde que foi lançado pela primeira vez, em 1999. A edição brasileira da Évora foi revisada e atualizada pelo jornalista Hamilton Rosa Júnior, responsável também pelo posfácio sobre a nova série de filmes.

O livro tem 438 páginas, formato 16 x 23 cm, capa cartonada e preço de R$ 49,90. Em lojas virtuais como Saraiva e Amazon é possível encontrar com desconto.

“A Arte Do Cinema: Star Wars” reúne imagens e depoimentos inéditos

Capa STAR WARS

Do Press-Release

Desde que Episódio IV – Uma Nova Esperança chegou às telas em 1977, Star Wars nunca mais saiu de moda. Nos quase 40 anos que separam os dias de hoje daquele lançamento, outros filmes e uma enorme quantidade de livros, quadrinhos, animações, videogames e produtos licenciados deram continuidade ou expandiram a saga espacial criada por George Lucas.

Com a estreia de Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força, em dezembro, mais lançamentos são anunciados a cada dia. Um deles é A Arte do Cinema: Star Wars (The Art of Film – Volume 1: Star Wars), que a Editora Europa traz ao Brasil com exclusividade.

O livro reúne as ilustrações de artistas de diferentes gerações que trabalharam com algum produto relacionado à franquia ou simplesmente colocaram seu talento a serviço do amor de fã. Entre eles estão desde os lendários Ralph McQuarrie e Greg Hildebrandt – criadores, respectivamente, da arte conceitual e do cartaz oficial do filme de 1977 – até Terry Dodson, desenhista de uma das atuais séries em quadrinhos de Star Wars.

O primeiro capítulo revela detalhes da exposição Identities, que já passou por vários países. A mostra reúne narrativas originais de George Lucas, mais de 200 adereços de roupas e cenas, e imagens em que artistas buscaram representar os principais personagens da saga por meio da junção de elementos que os representam.

A Arte do Cinema: Star Wars é mais que uma sequência de imagens. Cada capítulo é enriquecido por entrevistas com os autores, que contam sua relação pessoal e profissional com a saga em declarações muitas vezes desconhecidas até mesmo dos fãs.

McQuarrie, por exemplo, lembra que o icônico visual de Boba Fett foi criado por acaso, enquanto ele rascunhava em seu bloco de anotações durante uma reunião sobre O Império Contra-Ataca, segundo filme da trilogia original. “Quando terminamos, George Lucas olhou para ele e disse que poderia usá-lo como um caçador de recompensas”. Houve ocasiões em que Lucas utilizou pinturas de pré-produção feitas pelo artista para explicar no set como gostaria que as cenas fossem filmadas.

Greg Hildebrandt, que produziu o pôster original junto com o irmão gêmeo Tim em apenas quatro dias, tendo apenas algumas fotos como referência, relata algumas curiosidades: Lucas queria uma imagem que parecesse saída dos quadrinhos, então eles retrataram os personagens com proporções heroicas que os atores não tinham; e não puderam usar Mark Hammil (Luke Skywalker) e Carrie Fisher (Princesa Leia) como referência, porque se tratava de “atores desconhecidos”.

Mais de 30 anos depois, Greg foi contratado pela Marvel (Tim faleceu em 2006) para pintar três ilustrações que vão servir de capa para os encadernados das histórias em quadrinhos originais que a editora está relançando em formato de luxo.

O livro apresenta outras curiosidades, como o trabalho do artista Grant Gould, que criou milhares de cards de Star Wars; Iain McCaig, principal artista conceitual da trilogia moderna e criador do visual de Darth Maul; Randy Martinez, que coloca os personagens em situações bem-humoradas; o estilo art nouveau de Karen Hallion e o cartunesco de Bobby Pontillas; os cenários construídos com bonecos articulados de Stephen Hayford; e Chris Trevas, que com seu traço realista imaginou cenas omitidas dos filmes, como o assassinato dos tios de Luke Skywalker.

Em muitos casos, os artistas detalham as técnicas empregadas no trabalho, o que faz de A Arte do Cinema: Star Wars uma obra obrigatória não só para fãs e estudiosos, mas também para outros artistas que podem se inspirar em profissionais com anos de mercado.

A Arte do Cinema: Star Wars é uma publicação especial da conceituada revista inglesa ImagineFX. No Brasil, foi produzido pela mesma equipe que faz a revista Mundo Nerd, também da Editora Europa: Manoel de Souza (editor de texto e arte), Maurício Muniz, Gustavo Vícola e Paulo Ferreira (tradução).

SERVIÇO: A Arte do Cinema: Star Wars (The Art of Film – Volume 1: Star Wars) – Editora Europa

180 páginas coloridas – Formato: 18 x 30 cm – Preço: R$ 59,90

À venda em livrarias de todo o País, lojas especializadas e no site www.europanet.com.br.

Livro reúne entrevistas antológicas do Universo HQ

Capa Universo HQ

Ao alcançar 15 anos de existência, um dos sites de notícias mais tradicionais e respeitados sobre histórias em quadrinhos decidiu comemorar a data lançando o livro Universo HQ Entrevista – Grandes nomes dos quadrinhos entrevistados por quem entende do assunto, pela editora Nemo.

O editor-chefe do site, Sidney Gusman, reuniu 23 entrevistas antológicas, de astros como Will Eisner, Ivo Milazzo, Joe Kubert, Mark Waid, Lourenço Mutarelli, Neil Gaiman, John Byrne, Giancarlo Berardi, Don Rosa e outros.

Como se trata de material publicado de 2000 para cá, o conteúdo foi atualizado com notas de repercussão e detalhamento do que foi dito pelos entrevistados.

O livro apresenta duas entrevistas inéditas, com os lendários José Luis García-López e Mauricio de Sousa. Os retratos que ilustram as entrevistas são de autoria de Eduardo Baptistão.

Universo HQ Entrevista tem 360 páginas, formato 17 x 24 cm e preço de R$ 78.

Livros da Marsupial analisam perfil e influência dos fãs de cultura pop

livrosmarsupial

Se você chegou a este blog, é provável que goste de quadrinhos e cultura pop. Então, é grade a chance que você vá se identificar ou pelo menos se interessar por estes dois lançamentos da Marsupial: Invasores de Texto e Fãs, Blogueiros e Gamers, ambos do pesquisador Henry Jenkins.

Jenkins é professor assistente de Literatura no Instituto de Tecnologia de Massachusetts e especializado na área de Comunicação e Cultura Participativa, também chamada de Cultura da Convergência ou, ainda, Cultura de Fã.

Em Invasores de Texto, o autor constata que o novo fã de cultura pop está longe da antiga imagem de nerd obsessivo por um único tema. Hoje, ele acompanha atentamente todos os acontecimentos a sua volta e abraça as diferentes mídias em que suas preferências se manifestam.

Fãs, Blogueiros e Gamers reúne os destaques de uma década e meia de pesquisa de Jenkins na vida cultural de consumidores de mídia. O livro mapeia as questões ligadas ao comportamento deste público, e traça o crescimento da cultura participativa na web tendo os blogs como agentes da participação dos consumidores de mídia mainstream. Também debate as implicações de políticas públicas que cercam a participação e propriedade intelectual.

O primeiro livro tem 384 páginas, preço de R$ 69,90 e já está à venda em livrarias especializadas e no site na loja virtual da Marsupial; o segundo entrará em pré-venda até o final de outubro e ainda não há informação de preço.

Livro vai contar história da revista “Herói” com ajuda dos fãs

O_Livro_Heroi

Um dos maiores fenômenos editoriais da cultura pop no Brasil, a revista Herói marcou uma geração inteira de leitores na década de 1990. Agora, a trajetória da publicação vai virar livro por meio de financiamento coletivo no Catarse.

De acordo com o projeto, a obra será estruturada em três eixos: história da Herói, com depoimentos de editores e colaboradores das diversas fases; cronologia com todas edições comentadas, capas, principais matérias e autores; artigos sobre o impacto da revista no mercado, informações inéditas e projetos que não foram para frente, como uma convenção de quadrinhos.

Faltando 45 dias para o final da campanha, já foram atingidos quase 50% da meta de R$ 25 mil.

As recompensas vão de R$ 25 (PDF do livro e réplica da Herói 1 autografada) até R$ 300 (livro impresso com capas variantes e sobrecapa, réplica da primeira edição, entrevista com o colaborador publicada no livro, troféu, pôsteres). Haverá recompensas estendidas de acordo com o valor alcançado.

O livro é assinado por André Forastieri, criador e editor-chefe da Herói no período em que a revista circulou, com colaboração da jornalista e roteirista Arianne Brogini, editora da fase do site Heroi.com.br, da jornalista Juliana Zorzato e de Matheus Mossmann, especialista na publicação.

Quem quiser colaborar e ver esse projeto acontecer tem até o dia 16 de novembro. O lançamento está previsto para dezembro. Para colaborar, clique aqui.

Draco promove “Sábado de Boy’s Love” na Comix

boys-love-comix

O evento está marcado para este sábado, dia 26, e tem presença confirmada de alguns autores da série de livros: Dana Guedes Karen Álvares Claudia Dugim Fabio Baptista e Agatha Yukari.

O encontro entre autores e leitores vai servir também para o lançamento de mais dois volumes da série Boy’s Love publicada pela Editora Draco: a antologia Boy’s Love: Sem Preconceitos, Sem Limites e a light novel Boys’ Love: Flor de Ameixeira. Os novos títulos se juntam ao já lançado Boy’s Love: Histórias de Amor sem Preconceito.

As obras ilustradas celebram a diversidade e exploram o yaoi, gênero japonês que abrange diversas mídias – contos, quadrinhos, animações e games – direcionados para o público feminino e com foco no romance entre rapazes.

O “Sábado de Boy’s Love” acontece na Comix Book Shop (Alameda Jaú, 1998 – Cerqueira César – São Paulo – próximo ao metrô Paulista/Consolação, das 13h às 17h).

Livro faz poesia para vilões do Batman

 

o reverso do morcego

Poeta, ator, dublador, jornalista e publicitário. E ao lado disso tudo, Jorge Ventura é fã de super-heróis. O autor de Sock! Pow! Crash! – 40 anos da série Batman da TV – o manual mais completo sobre a clássica série sessentista já publicado no Brasil – aventura-se mais uma vez pelo universo do Homem-Morcego.

O Reverso do Morcego reúne 30 poemas de Ventura dedicados exclusivamente à galeria de vilões do Batman. Cada poema é ilustrado por Paulo Chacon (Suburbanos). Na definição do autor, o livro é fusão de “literatura e cultura pop em versos e traços”.

A produção independente conta com apoio artístico da CQI e direção executiva de Guilherme Albuquerque. O prefácio é de Mario Abbade (Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro), glossário de Márcio Escoteiro (um dos maiores especialistas de Batman no Brasil) e posfácio de Sílvio Ribas (jornalista e escritor, autor do Dicionário do Morcego).

O livro tem formato 14 x 21 cm, 82 páginas, capa e miolo em preto e branco e preço de R$ 29,90.

Há dois eventos de lançamento agendados no Rio de Janeiro: 15 de agosto no Bartman (Rua Buarque de Macedo, 83 – Catete) e no dia 24, na Livraria Cultura do Cine Vitória (Rua Senador Dantas, 45 – Centro). Para São Paulo, os autores estão programando o lançamento para setembro ou outubro.

“Jornadas” vai lançar 22 livros teóricos, um recorde!

jornadas

Em apenas três edições, as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos, evento realizado pelo Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA – USP, já se consolidou como um celeiro da produção acadêmica sobre o tema.

Neste ano, nada menos do que 22 livros teóricos serão lançados na programação, que se estende de 18 a 21 deste mês. Nas edições anteriores foram 9 (em 2011) e 8 (2013). A quantidade de lançamentos supera outros eventos de quadrinhos e até mesmo bienais do livro.

Com exceção da tradução inédita do livro francês O Sistema dos Quadrinhos (Thierry Groensteen, Ed. Marsupial), as demais obras são todas nacionais. De acordo com levantamento divulgado pelos organizadores, três delas têm relação com pesquisadores brasileiros falecidos recentemente.

A Linguagem dos Quadrinhos: Estudos de Estética, Linguística e Semiótica reúne textos sobre o trabalho de Antonio Luiz Cagnin (organização de Waldomiro Vergueiro e Roberto Elísio dos Santos, Ed. Criativo); Histórias em Quadrinhos e Práticas Educativas: os Gibis Estão na Escola, e Agora? (de Elydio dos Santos Neto, falecido em 2013); e Moacy Cirne: o Gênio Criativo dos Quadrinhos, biografia escrita pelo jornalista Alex de Souza.

As sessões de autógrafos acontecem todos os dias, às 18h, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Mais detalhes sobre a programação estão no site do congresso.

 

Livro cobre mais de 50 anos de história de “O Planeta dos Macacos”

planetadosmacacos

Cinco décadas separam o livro Planeta dos Macacos (1963) do blockbuster Planeta dos Macacos: O Confronto (2014). Nesse meio tempo, o futuro distópico imaginado por Pierre Boulle ganhou vários filmes, virou série para TV, desenho animado, quadrinhos e muitos outros produtos da cultura pop.

Homem não entende nada! Arquivos Secretos do Planeta dos Macacos, de Saulo Adami, se propõe a contar toda essa história, e se autointitula “a mais completa obra” sobre o assunto.

O livro reúne entrevistas exclusivas com atores e técnicos, bastidores das produções para cinema e televisão, criação dos figurinos, a construção das cidades cenográficas e outras histórias inéditas.

ntre as curiosidades estão, por exemplo, entrevistas que o cineasta e colaborador Marco A. S. Freitas fez com Dedé Sant’Anna e Vitor Lustosa, respectivamente ator e argumentista da parodia nacional O Trapalhão no Planeta dos Macacos, e com Mike Serein, diretor de Fotografia de Planeta dos Macacos: O Confronto.

A obra é dividida em quatro partes. A primeira dedica-se à franquia cinematográfica clássica que teve origem no livro de Boulle, composta por cinco filmes-sequência: O Planeta dos Macacos (1968), De Volta ao Planeta dos Macacos (1970), Fuga do Planeta dos Macacos (1971), Conquista do Planeta dos Macacos (1972) e A Batalha no Planeta dos Macacos (1973).

A segunda parte resgata a histórias dos dois seriados de TV: Planeta dos Macacos (1974) e De Volta ao Planeta dos Macacos (1975). A seguinte aborda os livros de bolso, histórias em quadrinhos, vídeos e documentários, e a final, as novas versões de filmes, histórias em quadrinhos e livros lançados no início do século 21.

Homem não entende nada! é um lançamento da editora Estronho, tem 612 páginas e preço de R$ 79,90 (dá para comprar no site da editora 15% de desconto).

Para quem é de São Paulo, neste sábado (dia 3) tem bate-papo e sessão de autógrafos com Saulo Adami na loja Ugra Press (Rua Augusta, 1371 – loja 116), das 15h às 19h.

Page 3 of 9

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2019