Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Categoria: Documentário

Série sobre quadrinho nacional estreia amanhã (14) na HBO

HBO_Angeli

Do Press-Release 

A série HQ – Edição Especial estreia no dia 14 de julho, às 23h, exclusivamente no canal HBO. Ao longo de 10 episódios semanais de uma hora de duração, será apresentada a história dos quadrinhos no País por meio dos diferentes perfis e estilos de seus principais artistas (confira aqui os dias e horários de exibição).

Produzida pela RT Features, a série apresenta o cenário da produção de quadrinhos no Brasil em episódios dedicados a universos distintos, como o império de Mauricio de Sousa, o mundo de Ziraldo, os personagens de Angeli, a visão de Laerte, o estilo underground de Mutarelli e a obra dos gêmeos Bá e Moon.

A produção explora também os movimentos coletivos e a história da nona arte no Brasil. Desde de Angelo Agostini, um dos primeiros artistas de quadrinhos do mundo, aos quadrinhos de gênero, passando pela invasão brasileira na indústria de super-heróis americanos até a nova geração de quadrinhistas independentes.

O episódio de estreia, Primeira Era, apresenta o cenário do quadrinho brasileiro no século XX com a disputa pelo mercado entre os empresários Adolfo Aizen e Roberto Marinho, responsável pela difusão das histórias em quadrinhos no País.

O segundo episódio, O Império, mostra toda a trajetória do Mauricio de Sousa, desde a infância até o sucesso dos quadrinhos, que inclusive já ocuparam outros segmentos, como TV, cinema, teatro, parques temáticos, brinquedos e produtos diversos.

Os episódios seguintes são: Ziramundo (sobre Ziraldo), O Velho Cartunista (Angeli), Laertevisão (Laerte), Mutante (Lourenço Mutarelli), Made in Brazil (Renato Guedes e Mike Deodato), Maus e Humorados (André Dahmer, Arnaldo Branco e Allan Sieber), Dois irmãos (Fábio Moon e Gabriel Bá) e Os Anos 10.

Entre os convidados dos episódios estão Gonçalo Junior, Franco de Rosa, Álvaro De Moya, Mauricio de Sousa, Mônica Sousa, Sidney Gusman, Carolina Guaycuru, Laerte Coutinho, Luiz Gê, Fábio Zimbres, Rafael Albuquerque, Rod Reis, Jaguar, Duda Carvalho, André Diniz, Gustavo Duarte, Pedro Cobiaco e Vitor Cafaggi.

HQ – Ediçao Especial é produzida por Roberto Rios, Maria Angela de Jesus, Paula Belchior e Patricia Carvalho, da HBO Latin America Originals; Rodrigo Teixeira e Raphael Mesquita, da RT Features, com recursos da Condecine – Artigo 39.

2016: Os Independentes – O que vem por aí, por Marcio Baraldi

baraldi2016

Não é quadrinho, mas é sobre quadrinho. Melhor ainda, trata-se de um resgate da trajetória dos grandes mestres do quadrinho brasileiro. Então, tá valendo!

Seguindo a boa recepção do documentário sobre Rodolfo Zalla, Ao Mestre com Carinho, de 2012, o cartunista Marcio Baraldi lança dois projetos em DVD em 2016.

A Era de Ouro do Quadrinho Brasileiro vai se concentrar no trabalho de editoras como Taika, Edrel, GEP, Jotaesse e outras, no período dos anos 1960 e 70.

Entre os entrevistados estão Zalla, Primmagio Mantovi, Rubens Cordeiro, Rubens Luchetti, Diamantino, Gonçalo Jr. Ota, Getúlio Delphim, Paulo Hamasaki, os irmãos Fukue e Fernando Ikoma.

O outro é Sobrou alguma coisa no tinteiro?, documentário sobre Eugenio Colonnese. Para este projeto, Baraldi ouviu nomes como Zalla, Alvaro de Moya, Gonçalo Jr., Franco de Rosa, amigos e familiares de Colonnese.

Um resgate histórico que vale a pena ser prestigiado.

Documentário desvenda personalidade de Fredric Whertam

Diagram for Delinquents Cover

Não é preciso ser um especialista para conhecer o nome de Fredric Whertam. Qualquer leitor de quadrinhos minimamente informado já ouviu falar do psiquiatra que iniciou uma cruzada contra a indústria dos comics e quase a destruiu nos anos 1950.

O documentário Diagram for Deliquents, produzido pela Sequart Organization, se propõe a lançar uma luz sobre esse conturbado período da história americana.

No pós-Guerra, a delinquência juvenil explodiu nos Estados Unidos. Whertam assegurava que entrevistas com seus pacientes indicavam os quadrinhos como causa (há um estudo atual que comprova a manipulação dos dados pelo psiquiatra).

Em seu livro A Sedução do Inocente, ele não se limitou a relacionar os crimes cometidos por jovens às histórias de terror e suspense, mas foi além e fez ilações sobre o incentivo à homossexualidade em personagens como Batman e Mulher-Maravilha.

A paranoia chegou a tal ponto que o Congresso americano criou uma comissão para estudar o caso, tendo Whertam como principal testemunha de acusação, e que culminou no selo de autorregulamentação Comics Code. Dezenas de títulos foram cancelados, editoras faliram e as demais, Marvel e DC inclusive, se adequaram ao sistema com HQs pueris.

Diagram for Deliquents traça uma panorama da cultura americana no final dos anos 1940 e início dos 50 e tenta explicar, por meio de entrevistas com artistas e editores, documentos e vídeos históricos, os motivos que colocaram os quadrinhos no meio do fogo cruzado. Mais que isso, tenta desvendar a controvertida personalidade de Fredric Whertam.

O documentário está disponível para download por US$ 6,99 a versão simples, e US$ 9.99 a estendida, com uma hora adicional de extras. Também é possível comprar o DVD (US$ 15,99 o simples, US$ 20,99 com extras), com previsão de entrega a partir de agosto.

Assista ao trailer:

Documentário sobre heroínas será exibido na TV americana

WWlogo

Desde que foi lançado há um ano, Wonder Women!: The Untold Story of American Superheroines vem sendo apresentado em festivais ao redor do mundo. Há também uma versão em DVD que pode ser adquirida por instituições de ensino para debate em sala de aula sobre o papel da mulher na sociedade.

O documentário fará sua estreia na TV no dia 15 de abril, quando será exibido pela emissora pública norte-americana PBS.

Produção independente da Vaquera Films, com direção de Kristy Guevara-Flanagan, Wonder Women parte do sucesso da Mulher-Maravilha para falar de outras mulheres fortes nas artes e na sociedade.

Há depoimentos da atriz Lynda Carter, da jornalista Gloria Steinem e do quadrinhista George Pérez, entre outros. Confira o trailer abaixo:

HQCon de Bolso 2012

Dia 24 de novembro, a cidade de Florianópolis terá a HQCon de Bolso 2012, evento sobre quadrinhos e cultura pop, que contará com a presença de artistas e profissionais dos quadrinhos da cidade.

Além de palestras, o HQCon terá em sua programação debates, exposições, oficinas voltadas aos quadrinhos, concurso de cosplay (e cospobre), atividades culturais, exibição de documentários, campeonato de RPG e feira de produtos.

Atenção: nem todos os eventos e concursos serão gratuitos, por isso, confira a programação completa do evento com valores e horários no link http://hqcon.com

 

 

Veja clipe de “Wonder Women: The Untold History of American Superheroines”

Um documentário apenas sobre as heroínas dos quadrinhos, cinema e TV. É a isso que se propõe a produção independente da Vaquera Films dirigida por Kristy Guevara-Flanagan.

O roteiro parte do sucesso da Mulher-Maravilha, inicialmente nos quadrinhos dos anos 1940 e, décadas mais tarde, no estrondoso sucesso da série televisiva, para falar de outras mulheres fortes nas artes e na sociedade, da origem do feminismo nos Estados Unidos e da explosão do movimento nos anos 197.

Lynda Carter (a Mulher-Maravilha do seriado), mais linda que nunca, obviamente não poderia deixar de dar seu depoimento. A diretora ouviu também outras personalidades ligadas à personagem, como a jornalista Gloria Steinem (a quem se atribui a “volta às origens” da Mulher-Maravilha nos quadrinhos depois de uma fase como espiã nos anos 1970), o quadrinhista George Pérez (responsável por uma das melhores fases da personagem nos quadrinhos, nos anos 1980) e Gail Simone (roteirista mulher que mais tempo ficou à frente dos quadrinhos da Mulher-Maravilha).

Lindsay Wagner, atriz do seriado A Mulher Biônica, escritoras e outras artistas também foram entrevistadas.

Wonder Women: The Untold History of American Superheroines estreia em março no festival norte-americano South by Southwest. Mais informações sobre o documentário estão disponíveis na página oficial.

Documentário sobre Menino Maluquinho chega à Internet

Desde que foi anunciado, em fevereiro deste ano, Ele era um menino feliz – O Menino Maluquinho 30 anos depois percorreu um longo caminho em exibições em festivais e feiras de livros por quase todo o País.

Para comemorar este sucesso – e também o Dia das Crianças – a Vila Filmes vai disponibilizar o documentário, gratuitamente e na íntegra, no site oficial do projeto, entre os dias 12 e 24 de outubro.

O Menino Maluquinho completou 30 anos em outubro do ano passado. O documentário intercala depoimentos recentes do seu criador, o cartunista Ziraldo, com outros do início dos anos 1980, em que ele fala sobre o processo de criação do personagem e conta várias curiosidades.

Ele era um menino feliz – O Menino Maluquinho 30 anos depois  é uma produção independente da Vila Filmes, escrita e dirigida por Caio Tozzi e Pedro Ferranini.

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2017