ccxp

#vaiserépico. A hashtag criada pelos organizadores da Comic Con Experience (CCXP) não tem nada de pretensiosa.

Muito pelo contrário. O adjetivo cabe perfeitamente numa convenção de cultura pop, realizada em terras brasileiras, que atrai as gigantes mundiais de entretenimento, reúne as principais editoras nacionais de quadrinhos e ficção científica, abre espaço para mais de 260 artistas nacionais e consegue trazer estrelas da magnitude de Frank Miller, Mark Waid, Jim Lee, Kevin Maguire, Scott McCloud, José Luís García-Lopez, David Tennant e Evangeline Lilly, entre muitos, muitos outros.

Na primeira edição, no ano passado, os organizadores – Grupo Omelete, Chiaroscuro Studios e Pizii Toys – anunciaram que queriam fazer no Brasil um evento nos moldes dos grandes realizados nos Estados Unidos. Conseguiram.

Tão importante quanto a presença de artistas consagrados e estrelas do cinema, a CCXP 2014 primou pelo profissionalismo. Como resultado, os fãs acolheram a ideia e compareceram em peso. A organização fala em 97 mil pessoas – para este ano, estão previstas 120 mil.

Como sempre é possível melhorar o que já está bom, nesse ano a CCXP vem ainda mais “épica”. O sucesso inicial atraiu ainda mais empresas que enxergaram no crescente filão geek – e no evento – uma forma de continuar lucrando.

Disney, Warner, Netflix, Fox, Sony-Universal, Mattel e Hasbro são algumas das multinacionais que terão estande na edição que começa hoje e se estende até domingo (6). Entre as editoras brasileiras, Panini, Mythos, Devir, JBC, Jambô, Planeta D’Agostini, Novo Século, Leya, Aleph, Eaglemoss, Record. E lojas, muitas lojas de quadrinhos e action figures para os nerds comprometerem o 13º salário.

A programação oficial é extensa e não cabe nesse post. Se quiser, clique no link para ver a grade dos três auditórios. Fora isso, tem um monte de atrações nos estandes que prometem uma grande quantidade de novidades, lançamentos e itens exclusivo. Isso sem contar o show de cosplays.

O Artists’ Alley, que concentra a produção nacional majoritariamente independente, está ainda maior: 265 artistas em 163 mesas – no ano passado, foram 215 artistas e 125 mesas. Junto com o já tradicional Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), a CCXP se converteu muito rapidamente numa das plataformas para lançamento e comercialização do quadrinho nacional.

A esta altura, a venda de ingressos pela internet já está esgotada, bem como os ingressos para sábado (5) e domingo (6) e o passaporte para os quatro dias. Quem quiser aparecer na quinta e sexta-feira (dias 3 e 4) vai ter que pegar a fila da bilheteria e desembolsar R$ 120 – isso se levar um livro ou tiver direito à meia entrada (a inteira custa R$ 240).

A dica é ir de metrô para economizar a grana do estacionamento. Haverá traslado gratuito da estação Jabaquara até o São Paulo Expo.

Vai ser MUITO épico!  A gente se vê lá!

SERVIÇO:

Comic Con Experience – CCXP 2015

De 3 a 6 de dezembro, no São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Água Funda – SP)

Horários:

Dia 3, das – 12h às 22h

Dias 4 e 5, das 10h às 22h

Dia 6, das 10h às 20h

Comentários