fiq2015

Até domingo (15), Belo Horizonte se transforma na capital nacional de quadrinhos. De periodicidade bienal, o festival é hoje uma das principais plataformas para a produção nacional independente.

O espaço reservado a estes artistas vai contar com 123 mesas – eram 34 na edição anterior, em 2013. Somados aos convidados, o evento deve reunir cerca de 500 profissionais da nona arte, entre estreantes, veteranos e estrelas de renome internacional.

Na lista de convidados estão nomes como Marguerite Abouet (Costa do Marfim), Jeff Smith (EUA), Gail Simone (EUA), Cameron Stewart (Canadá), Amy Chu (EUA), Howard Chaykin (EUA) e os brasileiros Mauricio de Sousa, Vitor e Lu Caffagi, Laura Athayde, Duke, Lelis, Marcelo D’Salete, Shiko, Fernanda Nia e Bianca Pinheiro, entre muitos, muitos outros.

O homenageado desta edição é Antonio Cedraz, criador da Turma do Xaxado, que faleceu no ano passado.

A ampla programação inclui encontros, exposições, oficinas e um grande número de lançamentos. Confira:

EXPOSIÇÕES

Alves: Cerrado em quadrinhos

Um passeio pelas veredas, matas de galeria, campos e chapadas, do cerrado mineiro através das tiras e desenhos do quadrinista Evandro Alves. O público também pode conferir um painel, que será pintado, ao vivo, durante o evento, pelo artista.

Cedraz: mestre dos quadrinhos

Com curadoria de Lucas Pimenta, a mostra reúne as interpretações de dezenas de quadrinistas dos personagens criados pelo baiano.

Heróica

A imagem e vestuário de super-heroínas e vilãs clássicas dos quadrinhos, Mística, Feiticeira Escarlate, Psylocke, Elektra e Hera Venenosa, reinterpretadas por cinco quadrinistas brasileiras: Estúdio Seasons, Mariana Cagnin, Priscilla Tramontano, Pri Wi e Laura Athayde

A ciência dos super-heróis

Reúne alguns conceitos científicos atuais e tentar pensar alguns famosos heróis dos quadrinhos à luz da ciência e tecnologia plausível.

OUTRAS ATIVIDADES

Auditório Mateus Gandara: Ponto de encontro para bate-papos, debates e atividades interativas, com várias sessões ao longo de cada dia. No espaço também acontece a  abertura oficial do evento e o esperado encontro de Mauricio de Sousa com os fãs.

Gibiteca: Parte do acervo da Gibiteca Antônio Gobbo, da Biblioteca Infantil e Juvenil de Belo Horizonte, estará disponível para leitura do público. São centenas de títulos dos mais variados gêneros

Oficinas: São dezenas de oficinas tanto básicas, voltadas para o público em geral, como as específicas, direcionadas aos profissionais de quadrinhos. As oficinas masters são ministradas por convidados do evento.

A programação completa está disponível no link: www.fiqbh.com.br/programacao

SERVIÇO

9º Festival Internacional de Quadrinhos

De 11 a 15 de novembro

Das 9h às 22h

Serraria Souza Pinto – Belo Horizonte / MG

Entrada gratuita

Comentários