Diagram for Delinquents Cover

Não é preciso ser um especialista para conhecer o nome de Fredric Whertam. Qualquer leitor de quadrinhos minimamente informado já ouviu falar do psiquiatra que iniciou uma cruzada contra a indústria dos comics e quase a destruiu nos anos 1950.

O documentário Diagram for Deliquents, produzido pela Sequart Organization, se propõe a lançar uma luz sobre esse conturbado período da história americana.

No pós-Guerra, a delinquência juvenil explodiu nos Estados Unidos. Whertam assegurava que entrevistas com seus pacientes indicavam os quadrinhos como causa (há um estudo atual que comprova a manipulação dos dados pelo psiquiatra).

Em seu livro A Sedução do Inocente, ele não se limitou a relacionar os crimes cometidos por jovens às histórias de terror e suspense, mas foi além e fez ilações sobre o incentivo à homossexualidade em personagens como Batman e Mulher-Maravilha.

A paranoia chegou a tal ponto que o Congresso americano criou uma comissão para estudar o caso, tendo Whertam como principal testemunha de acusação, e que culminou no selo de autorregulamentação Comics Code. Dezenas de títulos foram cancelados, editoras faliram e as demais, Marvel e DC inclusive, se adequaram ao sistema com HQs pueris.

Diagram for Deliquents traça uma panorama da cultura americana no final dos anos 1940 e início dos 50 e tenta explicar, por meio de entrevistas com artistas e editores, documentos e vídeos históricos, os motivos que colocaram os quadrinhos no meio do fogo cruzado. Mais que isso, tenta desvendar a controvertida personalidade de Fredric Whertam.

O documentário está disponível para download por US$ 6,99 a versão simples, e US$ 9.99 a estendida, com uma hora adicional de extras. Também é possível comprar o DVD (US$ 15,99 o simples, US$ 20,99 com extras), com previsão de entrega a partir de agosto.

Assista ao trailer:

Comentários