No início de dezembro, Papo de Quadrinho convidou seus leitores para fazer uma lista dos quadrinhos de que mais gostaram no ano.

Os participantes concorreram, por sorteio, a quatro livros em quadrinhos: Astronauta – Magnetar, Coleção Histórica Marvel – Vingadores, Eu Sou o Homem de Ferro e Sweet Tooth – Saindo da Mata.

No total, os leitores votaram em 140 diferentes títulos. O critério que definiu os vencedores foi a posição nas listas individuais, o que equivalia a uma pontuação diferente (5 pontos para o primeiro, 4 para o segundo e assim por diante).

Feitas as contas, confira as Melhores HQs de 2012 na opinião dos leitores:

1º LUGAR (107 pontos)

ASTRONAUTA-MAGNETAR (Danilo Beyruth, Panini)

Dando início à série Graphic MSP, Danilo Beyruth explora e aprofunda as características que transformaram o Astronauta num dos personagens mais queridos de Mauricio de Sousa: a ousadia e a solidão. O intrépido investigador depara-se com um evento raro no cosmos, uma magnetar, último estágio de uma estrela moribunda. Ao investigá-lo, um problema com a nave faz dele um náufrago espacial. O Astronauta vai buscar nas lembranças da infância na fazenda do avô a coragem para sair desta situação.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2012/10/21/astronauta-magnetar-razao-e-sensibilidade/

2º LUGAR (65 pontos)

FACE OCULTA #1 (Gianfranco Manfredi/Goran Parlov, Panini)

Série mensal da editora italiana Bonelli que a Panini trouxe ao Brasil no final do ano. A trama é ambientada no final do século XIX, num conturbado momento político em que o expansionismo da Itália estendia seus tentáculos na direção da Etiópia. O protagonista é Ugo Pastore, jovem inteligente, audacioso e íntegro que acompanha o pai em viagem de negócios à colônia italiana no país africano. Lá, Ugo envolve-se com obscuras transações diplomáticas e entra em contato com o enigmático Face Oculta, líder político e religioso que luta contra o imperialismo na Etiópia.

3º LUGAR (52 pontos)

DAYTRIPPER (Fábio Moon e Gabriel Bá, Panini) 

A morte vive a flertar com as pessoas, mas em que momento ela vem dar seu abraço fatal? Num dia simples de brincadeira infantil? No dia em que descobrimos o verdadeiro amor? Daytripper apresenta as muitas possíveis vidas do escritor Brás Domingos e mostra que o dia mais importante da vida é o hoje, pois nunca há a certeza do amanhã.

Leia resenha completa aqui: http://revistaogrito.com/papodequadrinho/2011/12/09/daytripper-uma-viagem-so-de-ida/

4º LUGAR (48 pontos)

TEX EDIÇÃO ESPECIAL COLORIDA #1 (Mauro Boselli/Bruno Brindisi, Mythos)

O caubói mais famoso dos quadrinhos recebe a notícia de que seu parceiro Kit Carson morreu em circunstâncias misteriosas e parte para Spokane Falls em busca de justiça e vingança. A Mythos caprichou na edição em formato italiano (16 x 21 cm) e totalmente em cores. Fica a torcida dos fãs para que a editora mantenha a publicação, especialmente após o cancelamento do título Tex em Cores que republicava suas aventuras em ordem cronológica.

5º LUGAR (48 pontos)

HABIBI (Craig Thompson, Quadrinhos na Cia)

Com a peculiar sensibilidade que imprime a seus trabalhos, Craig Thompson (Retalhos) narra uma história de amor que atravessa décadas ao mesmo tempo em que traduz para os ocidentais os verdadeiros princípios da fé islâmica. Dodola e Zam, uma jovem e um bebê escravos, refugiam-se num navio em pleno deserto. Para passar o tempo, Dodola conta histórias como no conto As Mil e Uma Noites. Mas o mundo fora do refúgio é duro, e ambos acabam sucumbindo à crueldade dos homens antes que voltem a se encontrar.

Alguns esclarecimentos:

Daytripper foi lançada originalmente em 2011; porém, a edição com capa cartonada chegou às bancas apenas no início de 2012 e, portanto, é considerado um relançamento – o que é válido segundo o regulamento.

A presença de dois títulos da editora italiana Bonelli entre as melhores do ano (Face Oculta e Tex Edição Especial Colorida) é resultado de uma campanha feita pelo fórum TexBr. A ideia dos integrantes é que a boa votação das revistas garantam maior visibilidade e a manutenção de sua publicação – tanto pela Panini quanto pela Mythos. Mantido o controle para evitar fraudes e votos repetidos, o Papo de Quadrinho considera a campanha legítima e dentro do regulamento.

Tex Edição Especial Colorida e Habibi pontuaram igualmente (48 pontos). O critério de desempate adotado foi a quantidade de votos recebidos por cada título (13 contra 12, respectivamente).

Amanhã, dia 8, serão anunciados os participantes que ganharam por sorteio as quatro HQs da promoção. Fique atento!

E não deixe de conferir a lista de Melhores HQs de 2012 na opinião dos editores do Papo de Quadrinho!

Comentários