Chega amanhã (27) às bancas de todo o País a edição comemorativa de número 50 da Turma da Mônica Jovem. Lançado na Bienal do Livro de SP, em agosto de 2008, o título se tornou um fenômeno editorial, com algumas edições atingindo a espantosa circulação de 500 mil exemplares.

Para comemorar a marca, a Mauricio de Sousa Produções preparou uma história especial com o casamento de Mônica e Cebolinha – em junho do ano passado, o casal deu início a algo parecido com um namoro numa edição que mereceu até comercial de TV.

Por motivos que não cabem aqui para não estragar a surpresa, a história mostra Mônica e Cebolinha atravessando todas as fases do casamento: pedido, preparativos, cerimônia, festa, primeiros dias da vida a dois, rotina, brigas, reconciliações…

É difícil explicar… são cenas que mexem com o emocional dos leitores que cresceram lendo os gibis da Turma da Mônica clássica. O roteiro soube explorar muito bem aspectos da “infância” dos personagens e criar uma história de amor verossímil, com suas alegrias e dificuldades.

Uma das qualidades da Turma da Mônica Jovem – e não apenas desta edição – é o humor. Não há uma página sem uma gag, uma piada, muitas delas com referências à fase clássica – e é nesses momentos que a arte mais lança mão do tal “estilo mangá”, um dos apelos promocionais da revista.

São 132 páginas de leitura agradável e divertida. E a história ainda termina com um gancho que abre a possibilidade de Mauricio de Sousa retornar à fase adulta de seus personagens em mais uma edição bombástica.

É bem provável que este número 50 supere o sucesso comercial do 34, que mostrou o primeiro beijo entre Mônica e Cebolinha e deu início ao namoro. A revista custa R$ 7,50 e traz encartado um minipôster colorido com a cerimônia de casamento. Vale muito o investimento.

Comentários