Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

No aniversário de Rodolfo Zalla, dois presentes para os fãs

O quadrinhista argentino, radicado no Brasil desde 1963, é um dos poucos pioneiros dos quadrinhos nacionais ainda em atividade.

Neste fim de semana, Zalla completa 82 anos de idade. Para quem deseja conhecer sua obra, Papo de Quadrinho aproveita a ocasião para recomendar dois trabalho: um dele e um sobre ele. 

Ao Mestre com Carinho, lançado em janeiro deste ano, é um documentário produzido e dirigido pelo cartunista Márcio Baraldi. Tem formato de uma grande entrevista, em que Zalla relembra os principais momentos de sua prolífica carreira: a infância simples na Argentina, os primeiros traços num quadro-negro de sua mãe e no asfalto da rua em que morava, as primeira publicações nas revistas argentinas Poncho Negro e Patoruzito.

Zalla mudou-se para o Brasil aos 33 anos e instalou-se na cidade de Santos, no litoral de São Paulo. Colaborou com milhares de páginas para as editoras Taika, GEP, Edrel e Jotaesse. Em 1970, ao lado do italiano Eugenio Colonnese, fundou o estúdio e editora D-Arte, responsável por duas das principais revistas em quadrinhos nacionais: Calafrio e Mestres do Terror.

Na década seguinte, dedicou-se a ilustrar livros didáticos, trabalho que ainda realiza atualmente. Toda esta trajetória é narrada em primeira pessoa e ilustrada com fotos dos profissionais que o acompanharam e de desenhos de Zalla em cada época.

O que chama atenção no documentário é a lucidez e a memória primorosa que Zalla demonstra ao contar a história de sua vida. Ao Mestre com Carinho é, antes de mais nada, a reverência de um pupilo a seu mestre, mas também, e principalmente, um raro registro histórico de um profissional e de um período dos mais relevantes para o quadrinho brasileiro. O documentário tem duração de 72 minutos e preço de R$ 15.

Noite na Taverna, lançado no final do ano passado pela Editora Ática, é o trabalho inédito mais recente de Zalla – até onde vai o conhecimento deste blog. A HQ adapta a obra de Álvares de Azevedo com cuidado e fidelidade. O roteiro do jornalista e escritor Reinaldo Seriacopi mantém muito do texto original, mas toma o devido cuidado para transportá-lo para a narrativa sequencial de forma que a leitura e o entendimento fluam naturalmente.

O toque especial desta obra está na reunião da “velha guarda” dos quadrinhos nacionais. Cada história macabra relembrada pelos amigos reunidos na taverna leva a arte de um deles: Rubens Cordeiro, Franco de Rosa, Sebastião Seabra, Walmir Amaral e Arthur Garcia – o mais jovem do turma.

A Rodolfo Zalla coube o papel de desenhar a introdução, os interlúdios e o capítulo final. Apesar dos diferentes traços, o livro como um todo guarda coerência, seja no clima sombrio seja na caracterização de época dos locais e personagens. Nas muitas páginas desenhadas pelo argentino fica nítido o quanto ele ainda conserva de seu traço firme e elegante.

A obra é relevante sob diversos aspectos: pela oportunidade de rever – ou conhecer – o trabalho de importantes autores nacionais; pelo caráter didático, como apresentação de uma obra fundamental da literatura brasileira a jovens estudantes; e como peça de estudo para os aficionados em quadrinhos: as últimas páginas apresentam a transformação do roteiro no produto final e uma breve história das publicações de terror no Brasil.

Noite na Taverna tem 100 páginas, capa colorida e miolo preto e branco, formato 26 x 19 cm e preço de R$ 29,90.

Comentários

Previous

Dexter: trecho inicial da 7ª temporada

Next

Assista ao primeiro trailer oficial de Superman – Man of Steel

3 Comments

  1. marcio Baraldi

    Valeu, man! Ta lindo! Eu e o Zalla agradecemos.
    abracos

    • Valeu, Marcelo. Estes dois trabalhos dão uma ideia do trabalho de Zalla, mas são apenas um aperitivo. Há muito mais para conhecer. Uma boa dica é o encadernado de Calafrio. Abs!

  2. Olá Jota!!

    Parabéns pela matéria! Como sempre simples, direta e clara.

    Não conhecia o trabalho de Zalla. Pode ter certeza que agora vou ficar mais antenado.

    Abcs. Marcelo.

Deixe uma resposta

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2018