Taí um título que tem tudo para passar despercebido, infelizmente. Foi lançado por uma editora com pouca tradição em quadrinhos, com venda em livrarias e de um personagem desconhecido dos leitores brasileiros.

Então, se por acaso deparar-se com algum dos livros de Titeuf, que a V&R Editoras trouxe para o Brasil, arrisque uma folheada. Garanto que vai gostar.

A série, criada pelo cartunista suíço Zep, já conta com 15 álbuns e foi lançada em 25 países. A V&R lançou neste mês os dois primeiros: Deus, o sexo e os suspensórios e O amor é nojento… O terceiro, Do que elas gostam, está previsto para o segundo semestre.

Titeuf (pronuncia-se Titãf, segundo a editora) é um garoto de seus sete, oito anos de idade, com um longo topete loiro. Junto com seus colegas de classe – Manu, François, Hugo e Jean-Claude entre eles – procura entender as coisas do mundo adulto em histórias curtas, de apenas uma página.

Zep é bastante feliz ao misturar a inocência infantil com o constante bombardeio de informações inadequadas que as crianças recebem hoje em dia. O resultado é hilário. Numa história, a turma brinca de pega-pega, só que o que um passa para o outro chama-se “Aids”. Ou, então, Titeuf diz para uma grávida que sabe que enfiaram um pênis cheio de espermatozoides nela.

Pior (ou melhor) ainda é quando um garoto tenta parecer mais esperto que outro. “Camisinha é como uma meia… eles colocam dentro da barriga da mãe, e aí o bebê não pode respirar”, explica um deles, deixando a turma embasbacada.

Como se vê, Titeuf não é para crianças. É Calvin e Haroldo sem filosofia; é Mafalda sem política; é Turma da Mônica hardcore. Os garotos adoram sacanear uns aos outros no geral, e os imigrantes em particular. As historietas, em sua maioria, são politicamente incorretas, como toda criança deve ser.

Por tudo isso, o lançamento é altamente recomendado. Neste editor, provocou lágrimas de riso, coisa que há muito tempo um quadrinho não fazia.

A edição da V&R é caprichada: formato grande (21 x 28,5 cm), capa e miolo coloridos, papel de qualidade. Cada título tem 52 páginas e custa R$ 34,90. Vale o investimento.

Comentários