Feitas as contas, após o segundo final de semana de exibição nos Estados Unidos – e apenas 19 dias desde a estreia mundial –, o filme dirigido por Joss Whedom acaba de ingressar no seleto clube do 1 bilhão de dólares, ultrapassando, inclusive, de Batman- O Cavaleiro das Trevas.

O faturamento doméstico deste final de semana, estimado em US$ 103 milhões, representa uma queda de 50% em relação ao de estreia – a menor queda entre os 10 filmes com melhor abertura da todos os tempos.

Isso posiciona Os Vingadores em primeiro lugar no ranking de maiores bilheterias no segundo final de semana de exibição; os US$ 1.002 bilhões arrecadados ao redor do mundo até agora já o colocam como 18a maior bilheteria da História.

No quadro geral, o filme acumula 25 recordes – contra 10 de Avatar e seis de Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2, Eclipse e Titanic.

Nos 54 países em que está sendo exibido, Os Vingadores já arrecadou US$ 629 milhões (US$ 95,4 neste final de semana). O Brasil figura como a quarta maior bilheteria estrangeira do filme (US$ 44,6 milhões), atrás de Reino Unido, China e México.

Os Vingadores é o quinto filme da Disney a romper a casa do US$ 1 bilhão (os outros são Piratas do Caribe – O Baú da Morte, Toy Story, Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas e Alice no País das Maravilhas). Nenhum outro estúdio tem mais que dois filmes com este faturamento.

Importante lembrar que num dos maiores mercados do mundo, o Japão, o filme só chega em agosto.

Não é difícil entender o sucesso de Os Vingadores. O filme é resultado de uma competente e milionária estratégia de marketing, personagens carismáticos e conhecidos mundialmente há 50 anos, bom elenco, direção segura, efeitos especiais bem integrados a um roteiro simples, divertido e cheio de ação, e relativo respeito à mídia que o originou, os quadrinhos. Simples assim.

Comentários