Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Quatro títulos brasileiros incluídos no livro “1001 HQs que você deve ler antes de morrer”.

Turma da Mônica, de Mauricio de Sousa (especificamente a fase publicada pela Editora Abril na década de 1970); Sábado dos meus amores, de Marcello Quintanilha (Conrad, 2009); Piratas do Tietê e outras barbaridades, de Larte (Circo Editorial, 1994); e O Dobro de Cinco, de Lourenço Mutarelli (Devir, 1999).

Estes são os quatro títulos brasileiros em quadrinhos indicados no livro 1001 HQs que você deve ler antes de morrer (1001 Comics you must read before you die), que o jornalista inglês Paul Gravett acaba de lançar (a venda começa amanhã nos Estados Unidos).

Para chegar à lista final, Gravett convidou 67 colaboradores de 27 países, entre eles o Brasil, representado pelo jornalista, escritor e roteirista Carlos Patati.

O livro tem 960 páginas e capa dura. Até hoje, está em pré-venda na Amazon ao preço de US$ 21,91; a partir de amanhã, sobe para US$ 36,95.

Alguma das editoras brasileiras mencionadas poderia se empolgar e lançá-lo por aqui, huh? Enquanto isso não acontece, o leitor pode conferir a lista completa das 1001 HQs aqui.

Comentários

Previous

Zoo, de Nestablo Ramos, ganha continuação

Next

Entrequadros, de Mário César, ganha novo volume

3 Comments

  1. Como toda lista, essa também é questionável (e polêmica, claro): ele colocou Cavaleiro das Trevas 2 na lista e não fez nenhuma menção à Crise nas Infinitas Terras. Sobre o Cavaleiro até posso entender, já que a lista não é das melhores HQs, mas das que merecem ser lidas. Mas esquecer CIT é imperdoável.

  2. Cavaleiro das Trevas 2 é mesmo de doer. Mas, por outro lado, tem Batman Ano Um, Piada Mortal, Elektra Assassina, Watchmen, Akira… tá valendo!

  3. Cavaleiro das Trevas 2 é muito ruim… não deve ser lido mesmo, quem indicou foi pra fazer o mal uhuhuhu.

    E se o critério é “o que deve ser lido”, Crise nas Infinitas Terras não deve ser indicado… não vale mais pra nada a história, afinal já tiveram outras Crises, Zero Hora, e agora, o Reboot… Quem é dá época adora CIT e sabe a importância, mas pra quem tá iniciando em quadrinhos não vale muito.

Deixe uma resposta

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2018