Revista O Grito!

Papo de Quadrinho — O Grito! Blogs – Quadrinhos

Novo filme de Conan tem estreia ruim

Os trailers divulgados mais recentemente, repletos de cenas de ação e muita violência, não foram suficientes para empolgar a audiência – pelo menos a americana.

Em sua estreia nos cinemas no último final de semana (19 a 21), Conan, The Barbarian faturou pouco mais de US$ 10 milhões e acabou em quarto lugar no ranking – atrás inclusive de Planeta dos Macacos – A Origem, já em sua terceira semana de exibição.

Pesa contra o filme, em primeiro lugar, a classificação “R”, o que na prática significa “impróprio para menores de 18 anos” e por si só já limita a audiência.

Em segundo, o fato de que, atualmente, Conan não chega nem perto da popularidade de 30 anos atrás, quando o primeiro filme do o guerreiro cimério chegou aos cinemas.

Se para as novas gerações trata-se de um personagem praticamente desconhecido, para os mais veteranos Arnold Schwarzenegger ficou na memória como a versão definitiva do herói – a título de comparação, o filme de 1982 faturou US$ 9,6 milhões no primeiro fim de semana (valores não corrigidos).

Com uma estreia ruim, não há muita chance de que Conan, The Barbarian tenha melhor desempenho nas semanas seguintes. Para os produtores, fica a esperança de que o filme tenha vá bem nas bilheterias estrangeiras e recupere, pelo menos, os US$ 90 milhões investidos na produção.

No Brasil, Conan, The Barbarian estreia da 16 de setembro.

Comentários

Previous

Esta semana tem Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos na USP

Next

HQs na Bienal: lançamento da V&R Editoras

2 Comments

  1. Já vi o filme, quer uma resenha?!? rs…

  2. wagner

    o filme realmente é muito fraco,não tem nem nota,jason momoa foi bem como conan,mas as cenas de lutas foram muito coreografadas,o que saiu muito artificial,conan foi muito “heroizado e romantizado”,não tem aquela frieza caracteristica dele,nem a postura selvagem,com um bom roteirista o filme poderia der melhor com certeza,é uma pena Marcus Nispel,não chega a ser um diretor mediocre,mais nesse filme ele errou feio,a retratação dos personagens,roupas,figurinos sairam meio caricatas,os produtores do filme afundaram o legado conan,muitos jovens de hoje,que gostam de hqs não vão se interessar pela historia do conan.

Deixe uma resposta

Papo de Quadrinho é um blog da Revista O Grito!. Todos os direitos reservados. © 2013–2018