O lançamento de Faces do Humor – Uma aproximação entre Tiras e Piadas está programado para agosto.

A obra é adaptada e atualizada a partir da tese de doutorado defendida em 2007 pelo jornalista e professor Paulo Ramos, também editor do premiado Blog dos Quadrinhos.

Faces do Humor faz uma análise comparativa entre as tiras cômicas e as piadas, tendo como base, entre outros, autores como Laerte, Felipe Gonsales, Mauricio de Sousa e Luis Fernando Veríssimo.

O número exato de páginas e o preço ainda não estão definidos. O autor adianta que a capa será feita por “um grande desenhista nacional”.

O livro anterior de Ramos, também pela Zarabatana, é Bienvenido – Um Passeio pelos Quadrinhos Argentinos, de 2010.

 Papo de Quadrinho conversou com Paulo Ramos sobre este novo projeto:

Por que você escolheu este tema para sua tese de doutorado?

A ideia era antiga, dos tempos em que davas aulas de Língua Portuguesa em cursinhos pré-vestibulares. Uma das questões tradicionais do processo seletivo da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) era propor aos candidatos explicar o que provocava o efeito de humor em uma tira. De tanto trabalhar essas questões com os alunos, surgiu o insight de pôr à prova se as tiras realmente funcionavam como piadas, algo tido como uma das premissas do gênero.

Na época, você encontrou algum tipo de resistência por falar de quadrinhos na academia?

Estranhamente não. Houve um questionamento maior por querer trabalhar o assunto num curso de Letras, algo hoje bem mais comum e aceito do que em 2001, quando iniciei a pesquisa. Mas, fora isso, não. Sei, no entanto, que fui uma exceção. Relatos de outros colegas dão conta de que os quadrinhos ainda não são vistos como deveriam ser. Mas isso está mudando. A passos largos.

Por que você esperou quatro anos para transformar a tese em livro?

Ótima pergunta. Também me flagrei pensando nisso. Desde que defendi a tese, em maio de 2007, fui atropelado pelas atividades profissionais e pela urgência dos outros livros que publiquei de 2009 para cá. Por conta disso, fui adiando a reescrita e a atualização da pesquisa, algo que consegui concluir no primeiro semestre deste ano.

No que consiste a comparação entre tiras cômicas e piadas?

Tanto autores quanto editores costumam trabalhar com a ideia de que a tira cômica funciona como uma piada. Procurei questionar esse lugar-comum para verificar se há mesmo essa aproximação e, se existe, definir quais seriam esses pontos em comum.

Como anda o projeto do seu outro livro, aquele adaptado do conteúdo do Blog dos Quadrinhos?

O livro está em processo de revisão. Acredito que também deva ser publicado nos próximos meses.

Comentários