O incansável artista adianta que sua adaptação da obra de Gil Vicente deve ser em abril pela editora Peirópolis.

Os desenhos e roteiros são do próprio Laudo, com cores de Omar Viñole, seu sócio no Estúdio Banda Desenhada e parceiro em vários projetos.

“O texto está no português arcairo e na íntegra, pois, por ser um auto, não há como adaptá-lo. O legal é que a adaptação está completamente dentro da minha ótica”, disse Laudo ao Papo de Quadrinho por e-mail.

Antes mesmo do lançamento, a quadrinização do Auto da Barca do Inferno já gerou um produto derivado. A revista literária Pessoa vai publicar uma HQ de quatro páginas chamada Gil Vicente, que vai funcionar como uma prévia da obra completa.

Ao mesmo tempo, Laudo trabalha num novo projeto, o álbum Histórias do Clube da Esquina, selecionado no ProAc – o programa estadual de incentivo à produção de quadrinhos – de 2010.

Além das 15 páginas que o artista já havia produzido e que hoje se encontram no site do Museu Clube da Esquina, haverá pelo menos 20 inéditas. A previsão de lançamento é para o segundo semestre.

Por conta disso, a notícia ruim é que Laudo terá que adiar o lançamento do terceiro e último volume de sua premiada obra Yeshuah para 2012.

Comentários