A vitória de como melhor elenco no SAG Awards adiciona ainda mais confusão na corrida até o Oscar. Nenhum longa até aqui conquistou a liderança entre os favoritos, o que deixa a disputa acirrada como não se via há anos.

[custom-related-posts title=”Related Posts” none_text=”None found” order_by=”title” order=”ASC”]

Contando apenas os prêmios de melhor filme, Bohemian Rhapsody venceu o Globo de Ouro, Roma o Critic’s Choice Awards e Green Book o PGA, da guilda dos produtores. Já o drama A Favorita deve levar tudo no BAFTA. Com a vitória de Pantera Negra no SAG, todos esses longas figuram como possíveis favoritos ao Oscar. Mas o longa da Marvel, ainda é, para todos os efeitos, um azarão.

Segundo análise do site The Wrap, a vitória no SAG traz mais munição para Pantera Negra, mas deve servir apenas para consolidar sua indicação, mostrando que ele merece estar ali entre os favoritos a melhor filme.

Outras análises preveem que Pantera Negra ganhou um “timing” nessa reta final e pode ser que os votantes da Academia enxerguem no longa uma oportunidade de conferir valor histórico à premiação. Mais do que uma superprodução de super-heróis, o filme é um fenômeno cultural que trouxe uma representatividade até então inédita para produções desse tipo.

A celebração das tradições africanas e a história cheia de nuances fez desse longa uma das maiores gemas da Marvel e a pressão para o reconhecimento do Oscar começou desde a estreia do filme, em fevereiro do ano passado.

No entanto, o longa foi indicado em apenas uma categoria do chamado “top 5” do Oscar: melhor ator, atriz, roteiro, direção e filme. As estatísticas mostram que é extremamente raro um filme vencer o prestigiado prêmio principal sem ter nenhuma menção nessas outras categorias. Mas, de novo, este é uma temporada atípica e tudo pode acontecer.

Sem mais artigos